Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Quiet Riot – Q R [1988]



Esse é um daqueles posts que fogem da marca registrada de uma banda famosa. Em 1988 o Quiet Riot já havia experimentado o auge do sucesso e amargado o fundo do fracasso. Seus shows não tinham mais o público esperado nem seus discos vendiam cifras milionárias, e a gravadora estava se perguntando se valia a pena continuar com eles no cast.

Depois de vender milhões com o clássico Metal Health, os álbuns sucessores acabaram sendo um balde de água fria sob o ponto de vista mercadológico, mesmo sendo trabalhos excelentes. Então, o vocalista Kevin Dubrow caiu fora. Dizem que foi demitido por seus companheiros de banda e, em fevereiro de 1987, foi substituído pelo grande Paul Shortino.

O disco dessa postagem foi lançado em outubro de 1988 e é intitulado simplesmente Quiet Riot, ou QR, como consta na capa. É um disco diferente na discografia da banda, pois Paul Shortino conseguiu imprimir sua marca em todas as interpretações. São vocais roucos, com um sex appeal que Dubrow, mais cru e agressivo, não tinha.

A foto da contracapa do disco
A produção está impecável, com destaque para o timbre “Bonzo” da bateria de Frank Banali e as guitarras de Carlos Cavazo, que experimentou pesado nos efeitos sintetizados. Jimmy Waldo trouxe sons de teclado um tanto estranhos para o ano de 1988, em que os efeitos de strings dominavam a cena. Puxou para uma mistura de Hammond com Moog capazes de deixar Mr. John Lord orgulhoso. A faixa de abertura, Stay With me Tonight comprova o que estou dizendo, basta conferir o vídeo abaixo.





Esse é um disco que merece destaque, apesar de não ser da formação clássica da banda. Mostra um Quiet Riot maduro que, apesar de manter a veia Hard Rock e o apelo visual, está acima da média das bandas de hair metal da época. De destaques, posso citar a faixa de abertura e a balada Run To You, que possui um trabalho de produção de chorar, com Carlos Cavazo livre para gravar quantas guitarras quisesse e Shortino dando uma aula de vocal. Para ouvir abraçadinho (rsrsrs).




Talvez não seja o disco definitivo do Quiet Riot, e nem teve boas vendagens, mas traz mais gana do que muitos trabalhos com Dubrow, além de uma injeção de ânimo proporcionada pela entrada de Shortino. Merece fazer parte da discoteca de todo fã que se preze, mas também deve ser curtido por quem gosta do gênero, pois é um trabalho e tanto de um time de respeito.

Track List

1. Stay with Me Tonight
2. Callin' the Shots
3. Run to You
4. I'm Fallin
5. King of the Hill
6. The Joker
7. Lunar Obsession
8. Don't Wanna Be Your Fool
9. Coppin' a Feel
10. In a Rush
11. Empty Promises

Paul Shortino (vocais)
Carlos Cavazo (guitarras)
Frankie Banali (bateria)
Sean McNabb (baixo)
Jimmy Waldo (teclados)

Link nos comentários
Link on the comments

Por Zorreiro

7 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?l94xsynr639jvx5

Silver disse...

Esse álbum é injustiçado, assim como qualquer lançamento depois de "Condition Critical". Mas esse é execrado até pelos fãs da banda, o que é triste. Merece atenção redobrada, pois o Shortino é um baita cantor.

ZORREIRO disse...

Pois é, Silver. Acho que não deu IBOPE... hauhauhuas

Anônimo disse...

Esse álbum eu curti muito no lançamento! Achei inteligente a misturas de sons setentistas e oitentistas, a voz de Shortino é inconfundível e todo o trabalho é excelente. Gosto dessa formação, apesar que o melhor álbum do Quiet Riot será sempre o Metal Health, pela força que suas músicas tiveram e sempre terão. Sempre ouvirei Cum On Feel The Noise e terei os anos 80 de volta à minha imaginação.
Vi o show deles no Ginásio do Corínthians, com o Sean McNabb no lugar do Rudy Sarzo.
Outra banda que eu gosto muito é Heavy Bones, com Frank Banali.
Enfim, acho que não se faz mais música boa como naquele período, havia tanta oferta de bandas e sons, e infelizmente, o que temos hoje em dia são poucas e persistentes bandas, como Ratt, Dokken, Warrant, etc...

Boa postagem, Combe!

Abraços Rocker!

Anônimo disse...

"cifras milhonárias..."

cifras MILIONÁRIAS

ZORREIRO disse...

Oooops
Resolvido, valeu.

Andre disse...

O Sean McNabb gravou o álbum "Demons Down", do House of Lords.