Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Rick Derringer – All American Boy [1973]


“Quando Rick Derringer surgiu tocando ao lado de Johnny Winter, no início dos anos 70, pouca gente se ligou que aquele baixinho franzino, dono de um estilo guitarrístico poderoso e rasgado, era o mesmo Rick Zehringer do grupo The McCoys, conhecido por causa de seu único hit, ‘Hang on Sloopy’ (1965). Depois de alguns trabalhos maiúsculos com o guitarrista albino – e também com o irmão dele, Edgar Winter (vide o ótimo disco duplo ao vivo Roadwork) - , Derringer se sentiu maduro o suficiente para lançar seu primeiro disco-solo, em 1974.”

Foi lendo essa resenha escrita pelo grande Regis Tadeu, na revista Cover Guitarra de julho de 2004, que me deparei pela primeira vez com a pérola que posto hoje. Na verdade, o disco foi lançado no ano de 1973, e não em 1974. Em 2004 foi lançado oficiamente no formato digital e, por isso, a resenha deste clássico naquela revista. Confesso que as palavras do Régis me incitaram a buscar a obra para ouvir. Com esse background, como é possível que eu ainda não conhecesse esse som?

Para a empreitada, Derringer contou com a mãozinha de Joe Walsh (James Gang, Eagles) em algumas faixas. Basicamente, este é o disco em que o guitarrista colocou todas as suas composições que não foram aproveitadas pelos trabalhos anteriores, e que têm um apelo blues rock fantástico. O que ouvimos aqui é um guitarrista com experiência de sobra pra botar essas faixas pra fora com um feeling incrível! Os riffs de guitarra, os vocais, a banda que acompanha Derringer, absolutamente tudo está coeso para fazer deste um dos melhores discos da história.






Mas, então, por que quase ninguém nunca ouviu falar dele com a mesma facilidade com que ouviu falar dos irmãos Winter, por exemplo?

Talvez esse seja um daqueles casos inexplicáveis de discos excelentes que não tiveram o reconhecimento merecido e blá blá blá. O fato é: agora todos aqui vão ouvir e concordar comigo. Ou não. Mas o importante é sair da ignorância e ouvir essa pérola.

Para gravar o disco, o time foi escolhido entre os amigos que Derringer fez nos longos anos de carreira que o antecederam. Joe Walsh, Joe Vitale, Edgar Winter, Paul Harris, Bob Caldwell... são nomes que dispensam apresentações. Todos músicos excelentes com grande experiência de estúdio e de palco, que contribuíram para o resultado final dessa grande obra.

Posso destacar Rock and Roll, Hoochie Koo, que abre o play e que Derringer já havia gravado com Johnny Winter. Joy Ride e Time Warp são instrumentais, e trazem bons violões rítmicos, sem aqueles solos de guitarra intermináveis. O climão anos 70 obviamente impera por todo o play e não decepciona. Uncomplicated é, de longe, a minha favorita, confira abaixo.





Depois, Derringer também gravou com Steely Dan, Alice Cooper (o solo de Under My Wheels é dele!), Todd Rundgren, KISS (o solo de Exciter, do Lick it Up também é dele!), Cyndi Lauper, enfim, o cara é muito mais do que qualquer um de nós pode imaginar. Devo acrescentar que os créditos não lhe foram dados pelo KISS no ábum, mas isso é outra história.

Espero que curtam.

Track List

1. Rock and Roll, Hoochie Koo
2. Joy Ride
3. Teenage Queen
4. Cheap Tequila
5. Uncomplicated
6. Hold
7. The Airport Giveth (The Airport Taketh Away)
8. Teenage Love Affair
9. It's Raining
10. Time Warp
11. Slide On Over Slinky
12. Jump, Jump, Jump

Rick Derringer (vocais, guitarra, teclados)
David Bromberg (guitarra, dobro)
Joe Walsh (guitarra)
Joe Vitale (bateria)
Kenny Passarelli (baixo)
Tasha Thomas (backing vocais)
Edgar Winter (teclados)
Lani Groves (backing vocais)
Carl Hall (backing vocais)
Paul Harris (teclados)
Joe Lala (percussão)
Toots Thielemans (harmonica)
Bobby Caldwell (bateria)

Link nos comentários
Link on the comments


Ou a guitarra é gigante, ou o guitarrista é baixinho.


Por Zorreiro

4 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?xzo5c45vng53dvm

juanillo1972 disse...

gracias picha

Silver disse...

O cara é talentoso, sua extensa discografia comprova isso.

Deckard disse...

Um discaço... Jump, Jump, Jump entra facil na minha lista de melhores musicas. No Collective Collection tem a discografia do cara.