Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

domingo, 11 de abril de 2010

Kiss - Asylum [1985]


Venho hoje com um dos meus discos preferidos da fase sem máscaras do Kiss. "Asylum" é um álbum que sofre preconceito entre os fãs do Kiss, por fugir muito do som que a banda costumava fazer pra partir de vez pro Hard Rock oitentista. Mas, na minha opinião, só deu mais experiência pros integrantes e trouxe excelentes músicas.

Apesar de não ter sido bem recebido pela mídia no momento de seu lançamento (apenas adquiriu disco de ouro nos Estados Unidos e uma modesta turnê restrita aos Estados Unidos), "Asylum" merece a atenção de apreciadores de bom Rock.

Bruce Kulick, o novo guitarrista do grupo, não podia decepcionar em sua estreia "na íntegra" - e não decepiconou! Com belos riffs e solos (destaque para o solo de "Tears Are Falling"), Kulick conquistou boa parte dos fãs do Kiss. Alguns ainda dizem que o Kiss, hoje em dia, deveria contar com Bruce.

Nessa época, Gene Simmons estava cada vez mais envolvido no mundo cinematográfico. Mas não deixou a peteca cair. "Any Way You Slice It", "Trial By Fire", "Love's A Deadly Weapon" e, principalmente, a cativante "Secretly Cruel" (que poderia ser facilmente uma música da fase 70's do Kiss) são excelentes canções e que mereciam maior destaque, com certeza.

Já Eric Carr, que nunca deixou a desejar, foi extremamente elogiado pela crítica e pelos fãs pela introdução de "King Of The Mountain", que deixava até uma esperança de um Creatures Of The Night parte 2, com o peso e as viradas que apenas um mestre poderia criar. Ressaltemos também as linhas de bateria de "Who Wants To Be Lonely", com belas viradas e peso característico.

Mas o grande destaque mesmo era o Starchild. Paul Stanley se dedicava mais do que nunca ao Kiss. Em ótima forma, Paul demonstra sua potência vocal em canções como "Who Wants To Be Lonely" e "Radar For Love", além de mostrar feeling e emoção em "Tears Are Falling" e "King Of The Mountain", entre outras. Além disso, impressiona nas composições.

Tragam a farofa!

01. King Of The Mountain
02. Any Way You Slice It
03. Who Wants To Be Lonely
04. Trial By Fire
05. I'm Alive
06. Love's A Deadly Weapon
07. Tears Are Falling
08. Secretly Cruel
09. Radar For Love
10. Uh! All Night

Paul Stanley - vocal em 1, 3, 5, 7, 9 e 10; guitarra-base em 1, 3 e de 5 à 10; backing vocals
Gene Simmons - vocal em 2, 4, 6 e 8; guitarra-base em 2 e 4; baixo de 1 à 9; backing vocals
Bruce Kulick - guitarra-solo; backing vocals
Eric Carr - bateria; backing vocals
Jean Beauvoir - baixo em 10

(Links nos comentários - links on the comments)

by Silver

6 comentários:

Anônimo disse...

Asylum [1985]

http://www.multiupload.com/0O6UAR0JC8

Anônimo disse...

Q bom q vcs resolveram voltar!!!
Esse disco é legal, apesar da farofice.
Grande abraço a todos

R-VOX

Anônimo disse...

Como não conheço este album do Kiss, vou baixar para conferir e ver a tal da farofice se é das boas ou não....

abraço
Markül

Anônimo disse...

Viva a COMBE!!!!

Moisés disse...

Ótimo disco!
Sou até suspeito a falar, pois praticamente não há disco do KISS que eu não considere, no mínimo, muito bom.

Adoro todas as músicas, exceto (e não sei explicar porque) Trial By Fire.

De qualquer modo, é um discaço pra ouvir no último volume e ver que, seja no rock mais tradicional ou na farofeira dos anos 80, o KISS é "a banda mais quente do mundo"!

Hairbanger disse...

nto mto o Kiss, mas adoro o glam farofa dos 80, que aliás, é que me fez baixar este disco. valeu novamente aew!!!