Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Os Paralamas do Sucesso e Titãs - Juntos e Ao Vivo [2008]


É difícil descrever a importância que Os Paralamas do Sucesso e os Titãs tiveram nas últimas décadas. As duas bandas influenciaram muita gente e são parte de um poderoso aglomerado de grupos surgidos nos anos 80 que definiram o que é o rock brasileiro desde então.

No final da década de 70, Herbert Vianna e Bi Ribeiro formaram Os Paralamas do Sucesso no Rio de Janeiro. O estilo da banda sempre foi marcado pela pesada influência de reggae e ska. Mas a sonoridade do grupo traz um pouco de The Police, de pop, de MPB e do rock setentista em geral. Emplacam hits e estão nas paradas musicais desde que começaram até os dias de hoje. Herbert Vianna, além de um exemplo de superação, é um excelente guitarrista e letrista, e já se tornou uma lenda da música brasileira.

Os Titãs começaram a carreira no início da década de 80. Sempre foram uma banda no mínimo versátil, com um som que traz um pouco de muita coisa: rock setentista, psicodélico, punk, pop, ska, entre outros gêneros variados. Fizeram sucesso avassalador com álbuns excelentes, que sempre continham um ácido espírito crítico. Para fazer essa resenha, deixarei de lado alguns trabalhos atuais do grupo [risos].


E as duas bandas, que sempre foiram parceiras, decidiram se reunir em 2008 para criar uma turnê que gerou esse live inesquecível, gravado no Rio, que tem o que há de melhor da carreira de ambas.

Juntos e Ao Vivo é um desfile de sucessos da música brasileira. Faixas que todo mundo sabe a letra de cor, mas aqui com uma roupagem muito mais interessante. Os instrumentistas estão melhor do que nunca, com destaque absoluto para as guitarras, que marcam sólida presença durante todo o play. Gavin é um ótimo baterista e vai muito bem, mas o destaque nas baquetas é do monstro João Barone, que arrebenta tudo. De qualquer forma, os dois aparecem muito bem em Cabeça Dinossauro. Os instrumentos ainda incluem bandolins, gaitas, teclados, metais variados e percussão. E tudo soa muito homogêneo. Os vocais são revezados ou feitos em dueto.

As participações são outro ponto forte. Aqui temos os vocais de Arnaldo Antunes trazendo a nostalgia da formação original dos Titãs, Samuel Rosa cantando ao lado de seus ídolos (como ele mesmo disse) e Andreas Kisser tocando, entre outras, adivinha qual música? Isso mesmo, Polícia [risos].

Os destaques ficam para as rockers Diversão, Calibre e Comida; para as ótimas execuções de Uma Brasileira, Flores e Lourinha Bombri; para as jams de bateria em Cabeça Dinossauro e de guitarra em Lugar Nenhum (que tem até o riff de Black Dog em algum momento); para as brilhantes fusões de Sonífera Ilha com Ska e Selvagem com Polícia e para as divertidas Óculos e Homem Primata. Enfim, não é um disco pra se fazer destaques, e sim pra ouvir do começo ao fim.

Juntos e Ao Vivo é um longo play que se aproxima da perfeição. Dois gigantes do rock nacional em um mesmo palco tocando as músicas que compuseram suas histórias. Um presente para o público, e pra quem gosta de boa música em geral. Baixe!

01. Diversão
02. O Calibre
03. Marvin
04. Selvagem / Polícia
05. Uma Brasileira
06. A Novidade
07. Homem Primata
08. Lourinha Bombril [parate Y Mira]
09. Cabeça Dinossauro
10. A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana
12. O Beco
13. Go Back
14. Comida
15. Lugar Nenhum
16. Óculos
17. Sonífera Ilha / Ska
18. Meu Erro
19. Flores

Os Paralamas do Sucesso
Herbert Vianna - guitarra, vocais
Bi Ribeiro - baixo
João Barone - bateria, percussão, vocais de apoio

Músicos dOs Paralamas do Sucesso
João Fera - teclados
José Monteiro Jr - saxofone
Bidu Cordeiro - trombone

Titãs
Branco Mello - vocais, baixo
Charles Gavin - bateria, percussão
Paulo Miklos - teclados, bandolin, saxofone, gaita, guitarra e vocais
Sérgio Britto - teclados, vocais
Tony Belloto - guitarra

Participações Especiais
Arnaldo Antunes - vocais em 14 e 15
Samuel Rosa - vocais e guitarra em 08 e 11
Andreas Kisser - guitarra e vocais de apoio em 04 e 15


(links nos comentários - links on the comments)

Jp


7 comentários:

Anônimo disse...

http://www.4shared.com/file/_6bbNbEx/PDS_T_Jp_combe.html

tiagorolim78 disse...

Na boa mas este disco é muito fraco. claramente é um favor dos paralamas para uma banda falida, sen identidade há quase 18 anos e que só faz merda há 13 anos. Se vc quiser ouvir um bom disco ao vivo com as duas bandas, recomendo o ao vivo que saiu em uma promoção da sempre livre em 1999 se não me engano. este sim mostra as duas bandas em plena forma, os titãs já com alguns indicios da merda que iriam virar e os paralamas como sempre perfeitos em sua plenitude.

odiaboeopaidometal disse...

ótima postagem, sempre gosto de baixar álbuns de rock/pop nacional, e encontrar esse achado na combe foi muito bom!!Sempre tem algum álbum que faz a gente voltar a ouvir rock neacional, seja os acústicos(como foi com capital, enenheiros), seja um álbum comemmorativo comoe ste!!!grato pela postagem!

Jp disse...

cara, eu também acho uma grande merda o que os Titãs fizeram nos últimos anos, mas aqui tem os clássicos dos bons tempos da banda...
e os Paralamas tão quebrando tudo mesmo

Marcos Felipe disse...

Os titãs defecaram alguns álbuns por aí, como o "Como estão voces?" (praticamente todo lixo, exceto 2 ou 3 faixas q lembram o velho titãs), o "Tudo ao mesmo tempo agora", q só fala putaria (a única q presta eh "Eu não sei fazer música" e o "Titanomaquia", em q eles ultrapassaram os limites do peso, afinal, Titãs naum eh Metal, e quando tentou ser, naum foi nada bem.

Marcos Felipe disse...

A "Santíssima Trindade" deles vai de 86 à 89, "Cabeça...", "Jesus não tem dentes..." e o "Õ Blésq Blom". E o "Go Back" ao vivo, eh massa tbm.

jantchc disse...

discordo totalmente marcos..

na minha opinião o titanomaquia é o melhor cd dos titas..

lembro q na epoca q foi lançado fez um puta sucesso..

e eu sei q eu adoro este cd..