Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quarta-feira, 21 de abril de 2010

W.A.S.P. – K.F.D. [1997]

Voltemos 12 anos no tempo para falar de K.F.D. (ou Kill Fuck Die), sétimo disco de estúdio da carreira do W.A.S.P. e sem dúvidas aquele que boa parte dos fãs prefere pensar que nunca existiu.

O ano de 1997 marcou o retorno de Chris Holmes à banda, o que gerou burburinhos e especulações mil a respeito de um possível novo álbum, quem sabe, resgatando a sonoridade consagrada da década de 80, uma vez que The Crimson Idol (1992) e Still Not Black Enough (1995), apesar dos contornos de cult, não foram bem assimilados, logo, não venderam tão bem.

Para a surpresa (ou decepção) de quem aguardava um novo The Last Command (1985), K.F.D. chegou às lojas apresentando um W.A.S.P. quase industrial, com guitarras ultra-distorcidas afinadas muitos tons abaixo e vocais repletos de efeitos que em algumas horas chegam a descaracterizar a voz única de Blackie Lawless, que é a sua marca registrada.

O conteúdo das letras, como diz o Parental Advisory da RIAA na capa, é explícito, ou seja, prepare-se para ouvir uma enxurrada de palavrões ao longo do play. E para a polêmica ser ainda maior, os shows da turnê que sucedeu o lançamento do disco contavam com a encenação de uma freira sendo estuprada. É mole?

Felizmente a banda percebeu que o direcionamento tomado em matarfudermorrer não agradou e voltou a estúdio para gravar aquilo que os fãs mais queriam ouvir – um trabalho nos moldes dos clássicos oitentistas, Helldorado (1999). Holmes ainda permaneceria no W.A.S.P. para mais um álbum, Unholy Terror (2001), mas como todo carnaval tem seu fim (sem qualquer referência à música dos Loser Manos), abandonaria o barco em definitivo pouco tempo depois.

Para quem não ainda não ouviu ouça, pois vale a conferida. Caso contrário não teria sequer sido postado.

01. Kill Fuck Die
02. Take the Addiction
03. My Tortured Eyes
04. Kill-A-Head
05. Kill Your Pretty Face
06. Fetus
07. Little Death
08. U
09. Wicked Love
10. The Horror

Bonus Tracks:
11. Tokyo’s on Fire
12. Blind in Texas
13. Rock ‘N’ Roll to Death

Blackie Lawless – Vocais; Guitarra
Chris Holmes – Guitarra
Mike Duda – Baixo; Vocais
Stet Howland – Bateria; Vocais

LINK NOS COMENTÁRIOS
LINK ON THE COMMENTS

мєαиѕтяєєт

2 comentários:

Anônimo disse...

LINK:
http://www.mediafire.com/file/zdtwqmmdffl/WASP%201997.zip

Anônimo disse...

Pô Cara muito legal este post e principalmente a sua Narrativa sobre os trabalhos, sou fã de WASP desde 1895 e fiquei mais ainda com o album The Crimson Idol, sabia do enredo do album, mas juro que até hoje não sabia que este album era o Solo de Black Lawless, esse disco tem uma atmosfera e instrumental que não sei parece que soa meio metal gótico pra mim é a melhor Banda Metal apesar de uma viagens na maionese atualmente do Black principalmente pro gospel.
Abraços e parabens pelos posts- Célio - Rio Claro - SP