Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 22 de junho de 2010

Alice Cooper - Trash [1989]


Que o inicio dos anos 80 não foram dos melhores para Alice Cooper não é surpresa para ninguém. Discos como "Flush The Fashion" (que tinha um flerte com a New Wave) e "Dada" não representavam o ótimo trabalho que foi apresentado por Alice nos anos 70, o que fez com que o público que o denominou de ‘Shock King’ perdesse interesse em sua obra. Sem falar de seu problema com o álcool, que prejudicou muito sua vida pessoal durante esta década, onde ele passou por clínicas de reabilitação e crises em seu casamento devido ao vício. O inicio de sua volta se deu com o bom disco “Constrictor” em 1986, com a presença do excelente guitarrista Kane Roberts (o saudoso Rambo do rock) e uma ótima turnê de divulgação do disco, onde ele repaginou sua carreira abraçando de vez o hard rock praticado nos anos 80, que continuou de maneira mais pesada em “Raise Your Fist and Yell".

Mas Alice Cooper queria mais, e para isso convidou o renomado produtor Desmond Child para a produção de seu próximo disco, e com todo o conhecimento que o mesmo tinha no meio musical, chamou nomes de peso para cooperar, como Jon Bon Jovi, Richie Sambora (os dois ajudando inclusive na composição de “Hell Is Living Without You”), Aerosmith , Joe Satriani, Steve Lukather, Michael Anthony e Kip Winger, só para citar alguns. E o resultado não poderia ser menos que excelente.


E para iniciar este petardo vem aquela que se tornou um dos carros chefes da carreira de Cooper, a mágica “Poison”. Começando sorrateira, como quem não quer nada, mas como uma força fora do comum, principalmente em seu refrão chiclete e coros perfeitos que conquistam na primeira audição. Com esta, Alice Cooper volta para as paradas de sucesso, algo que não ocorria desde 1977, indo parar no sétimo lugar da Hot 100 da Billboard. Continuando com o astral lá em cima, “Spark in the Dark” é um outro grande destaque, não deixando a peteca cair após o ínicio empolgante e mostra o quão inspirados estavam Cooper e Child nas composições naquele momento.

E quem pensa que para por aí comete um grande engano, pois vem “House Of Fire” que mais uma vez capricha no refrão pegajoso e animado, e convida rapidamente para ser repetida mais uma vez. Na humilde opinião do que vos escreve, um dos melhores refrães do rock n’ roll, uma verdadeira aula de como se fazer um hit e atuação magistral de toda a banda que o acompanha, com backing vocals sensacionais. “Bed of Nails” nos apresenta o lado mais teatral de Alice Cooper, mas também é um hard de primeira, botando um pouco mais de peso no disco e chovendo no molhado no quesito refrão, mantendo o nível apresentado até aqui.

Mas quem conhece sabe que uma das especialidades de Cooper são suas baladas, sempre tocantes e fortes, e as duas desse álbum são divinas e com participações de dois mestres nessa arte (rs). Na Power Ballad "Only My Heart Talkin'" temos um dueto com Steven Tyler, em que os dois no final dão um show de interpretação e emoção, que é capaz de arrepiar qualquer desavisado. “Hell Is Living Without You” tem a participação de Jon Bon Jovi fazendo os backing vocals, não tão marcante quanto Tyler na música anterior, mas também é uma excelente balada.

Um disco recomendado para sua discografia básica, e a chegada no topo de Alice Cooper após uma fase complicada de sua vida, e que continuou nos clássicos “Hey Stoopid” e “The Last Temptation” (postados anteriormente no blog). Hard rock de qualidade inquestionável!


1.Poison
2.Spark in the Dark
3.House of Fire
4.Why Trust You
5.Only My Heart Talkin’
6.Bed of Nails
7.This Maniac's in Love with You
8.Trash
9.Hell Is Living without You
10.I'm Your Gun


Alice Cooper - Vocais
John McCurry - Guitarra
Hugh McDonald - Baixo
Bobby Chouinard – Bateria


Músicos Convidados:
Guitarras Adicionais: Mark Frazier, Jack Johnson, Steve Lukather, Guy Mann-Dude, Joe Perry, Kane Roberts, Richie Sambora
Teclados: Paul Chiten, Steve Deutsch, Gregg Mangiafico, Allan St. John
Baixo: Tom Hamilton
Bateria: Joey Kramer
Backing Vocals: Michael Anthony, Stiv Bators, Jon Bon Jovi, Desmond Child, Diana Grasselli, Jango, Hugh McDonald, Louis Merlino, Allan St. John, Jamie Sever, Bernie Shanahan, Tom Teeley, Joe Turano, Steven Tyler, Myriam Naomi Valle, Maria Vidal, Kip Winger


LINK NOS COMENTÁRIOS
LINK ON THE COMMENTS



By Weschap Coverdale

10 comentários:

Anônimo disse...

http://www.multiupload.com/KAG4JZQBBI

Kamelot disse...

Evidentemente todo mundo sabe a importância de ALICE COOPER na cena musical,e no mundo da música em sí..o cara é fera,e carrega consigo a missão de ser um músico talentoso,e um artista completo.
O que aconteceu é que em 1989 ele simplesmsnte lançou (Na minha opinião) o MELHOR ALBUM DE HARD ROCK daquele ano intitulado "TRASH".
De cara o vídeo da faixa "POISON" tocou muito nas emissoras de TVS com sua programação voltada pro Rock,e cá pra nós meu amigo essa música é simplemente BELISSIMA,e é impossivel não curtir cada nota musical da mesma.
O album é PERFEITO,e o time de músicos que participa desse album é no minimo "INACREDITÁVEL",pois nesse album ALICE conseguiu uma verdadeira CONSTELAÇÃO de ESTRELAS...
Poison,Sparks In The Dark,House Of Fire,Why Trust You...de cara essas quatro faixas já chutam a porta,e arrebentam com tudo....é HARD ROCK em sua mais pura essência...
Daí em diante o que já estava BOM,fica EXCELENTE e o album vai bem até a última faixa.
Músicas perfeitas,Músicos EXCELENTES,Produção primorosa,em um album de HARD ROCK que merece "NOTA MIL" em "TODOS" os quesitos..
Indiscutivelmente o MELHOR ALBUM desse grande MONSTRO da música....vale à pena ter esse CD em sua CDTECA...ou melhor;eu diria que é um PECADO não tê-lo..
Grande Post....Parabens!!.
RECOMENDO!!!.

Carlos Sugawara disse...

pérola!

Silver disse...

Se isso não é clássico, não sei mais o que é.

Eduardo disse...

Tia Alice sempre Manda bem, ainda mais quando tem "uma ajudinha" de grandes nomes do Hard.

Paulo disse...

Conferindo...Vlw ae

Munique disse...

Esse álbum é viciante, impossível ouvir uma vez só haha

BradJr. disse...

Muuuuito bom man! Clássico! Até o LIXO(Trash) do cara e bom!(Piadinha idiota) ¬¬ abraço!

Mariana Luiza disse...

Tia Mare catando disco da tia Alice.
Tá bom procêis ?
Beijos

Mariana Luiza disse...

Tia Mare passando por aqui para pegar o cdzinho bão do Tio Alice.
Tá bom proceis ?
Beijos