Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Journey - Escape [1981]


O pilar do AOR e a consagração definitiva de uma das bandas mais queridas pelos americanos. É assim que podemos definir o sétimo álbum de estúdio do Journey, o maravilhoso “Escape”. Mas nem tudo foram flores no período que antecedeu a gravação deste, que é um dos maiores clássicos da história do rock.

Tudo começou com uma baixa na banda, a saída do tecladista Gregg Rolie, alegando cansaço devido as turnês e querendo dar um novo direcionamento a sua carreira, onde a banda recruta o tecladista e guitarrista Jonathan Cain, de uma banda chamada The Babys, que abriam os show do Journey em algumas ocasiões. A entrada dele se mostrou providencial, onde a banda reformula pela segunda vez seu som, pois alem de tocar muito, Cain se mostra um compositor de mão cheia, ajudando na composição de todas as canções deste álbum.

E essa mudança de som resultou no auge da popularidade da banda, sendo que cinco canções desse disco figuraram no top 40 americando entre 1981 e 1982. E isso é perfeitamente entendido assim que executamos o mesmo, onde logo de cara já temos o arrasa-quarteirão “Don’t Stop Believin’”, um dos hinos dos anos 80 e da banda, devido a seu ritmo contagiante, refrão marcante e execução magistral de toda a banda, com o baixinho Steve Perry cantando como nunca, com sua voz afinadíssima e potente.



Em “Stone in Love”, somos presenteados com um hard de primeira, onde desta vez é Schon que rouba a cena com riffs e solos empolgantes, talvez uma de suas mais destacadas atuações em sua carreira no Journey e um com Cain mostrando que não é só no teclado que ele é bom, mandando muito bem na guitarra base. E sem falar no final sensacional que a música tem, sendo que consegue chamar muito a atenção em um disco que só tem músicas fora do comum.

E o hard continua comendo solto, mostrando o ápice musical que a banda estava naquele momento. Em “Keep On Runnin’” a banda desse o braço, mandando riff atrás de riff e atuação sublime de todos, fica difícil falar que se existe apenas um destaque, devido a competência de todos, assim como em “Escape”, com um Steve Perry inspiradíssimo e uma letra muito legal.

E as baladas desse disco também são sublimes. “Who’s Crying Now” foi um dos grandes singles de destaque na época do lançamento do disco e demonstra o extremo bom gosto da banda nas composições. Mas a que se destaca é a belíssima “Open Arms”, onde Perry canta com verdadeira emoção e mostra o seu grande alcance vocal e nos entrega uma interpretação digna de aplausos, mostrando que não a toa é considerado um dos grandes vocalistas da história do rock.

Disco que merece um lugar de destaque em sua coleção e que mostra como uma banda pode chegar a perfeição em seus mínimos detalhes. Ah quem dera se ainda fossem lançados discos assim...

1.Don't Stop Believin'
2.Stone in Love
3.Who's Crying Now
4.Keep on Runnin'
5.Still They Ride
6.Escape
7.Lay It Down
8.Dead or Alive
9.Mother, Father
10.Open Arms

Steve Perry - Lead Vocals
Neal Schon - Guitar, Vocals
Ross Valory - Bass, Vocals
Steve Smith - Drums, Percussion
Jonathan Cain - Keyboards, Piano, Guitar, Vocals

LINK NOS COMENTÁRIOS
LINK ON THE COMMENTS




By Weschap Coverdale

8 comentários:

Anônimo disse...

http://www.multiupload.com/THSW6HX7L4

Felipe disse...

po cara não consegui baixar =/ abre uma janela q parece download mas vai ver eh pop-up =///

Weschap Coverdale disse...

Felipe, você tem de desabilitar os pop-ups, pois o mesmo irá abrir em uma janela

Pedro Frasson disse...

Belo post, assim que der eu vou baixar. Abs!

Felipe disse...

aa cara heheh valews ai, ja vo botar pra baixar asgyasgysa xDD

Anônimo disse...

valeu ai. Já ta baixando

BradJr. disse...

Pow sem muitas palavras. Disco muito legal!

Anônimo disse...

valeu mesmo!
muito bom esse album