Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Julliet - Discografia [1990 - 2004]


Para os admiradores do hard rock, os anos 80 foram um prato cheio. Na lendária Sunset Boulevard surgiram grupos que tinham como proposta apenas a diversão, mulheres e mais diversão, sendo que surgiram lendas como Guns n’ Roses, Skid Row, Poison, Cinderella e muitas outras que abrilhantaram (literalmente, rs) o cenário musical no final dos anos 80.

Com o início dos anos 90, o hard foi perdendo força devido o surgimento de um novo movimento em Seattle, o famigerado grunge, o que fez que algumas ótimas bandas que surgissem nessa época não tivessem oportunidades, mesmo que merecidas pelo seu talento.

E neste contexto aparece o Julliet, banda formada em 1985 e que continha em sua formação Kenny Mcgee nos vocais, Jimmi DeLisi na guitarra e Ty Westerhoff no baixo. E a história começa em 1985, ao conhecerem Kevin Dubrown, que rapidamente se prontificou em produzir o que seria o álbum de estréia deles, e trouxe de lambuja o grande Frankie Banali para assumir as baquetas da banda na gravação do disco, em que Dubrow fez os backing vocals. Resumindo, com um padrinho desses eles tinham tudo para ir longe. Mas não foi bem isso o que ocorreu, sendo que este disco foi arquivado e lançado somente em 2002, que por motivos não conhecidos foi arquivado pela gravadora.

Devido este fracasso, a banda decide se mudar da ensolarada Flórida para Los Angeles, onde eles teriam mais chances de aparecer. Com a ajuda de Frankie Sullivan (guitarrista e produtor do Survivor na época), a estratégia deu certo e finalmente a banda consegue lançar seu debut, que continha hards festeiros de excelente qualidade e com grandes baladas, mas que não teve a atenção merecida, sendo que com o mesmo ainda abriram shows para bandas como Cheap Trick, Y&T, Foreigner e Great White, e ficaram apenas nisso, vendendo 300.000 de seu primeiro disco.

Após mais este fracasso, a banda se separa novamente, com Kenny Mcgee gravando alguns discos em carreira solo e virando lutador profissional (mais um, Kane Roberts e Jim Gillete seguiram o mesmo caminho). Em 2002 a chama foi reacesa com a liberação por parte da gravadora e o lançamento de “Passion”, o disco gravado em 1985 e citado acima, em que vemos uma boa influência do Quiet Riot e que mostra o poder de fogo da banda possuía, o que fez com que se reunissem novamente e lancassem em 2004 “Psycho Boyfriend”, que muda totalmente o direcionamento e proposta musical da banda, partindo para um som mais alternativo e que em nada lembra o som festeiro inicial da banda, sendo que após este lançamento a banda some.

Ao conferirem as pérolas abaixo, principalmente os dois primeiros fica aquele gostinho de quero mais e a pergunta: O que teria sido se o primeiro álbum fosse lançado realmente em 1985? Eu lhes digo com toda a certeza, que eles estariam entre os grandes. Recomendado aos amantes de um bom hard “farofa”!



Julliet – ST [1990]

Uma verdadeira pérola. Somente estas duas palavras podem definir o disco de estréia do Julliet, em que não temos tempo algum para descansar e somos realmente convidados para uma festa hard rock. Já iniciando o disco temos a empolgante “Eight Lives Gone”, e seu refrão contagiante que é uma pequena mostra do que vem a seguir. Não deixando a peteca cair vem “Stay The Night” e “Help (Is On The Way)”, continuam deixando o astral do disco lá em cima e são música perfeitas para uma festa.

A primeira balada do disco, “No More Tears” é uma power ballad das boas em que a atuação da banda é praticamente perfeita e Kenny Mcgee se destaca com seu vocal rasgado, mostrando ter uma capacidade de interpretação incrível. “Little Bit Of Party”, “Revvin’ Me Up” e “Something You Should Know” voltam ao clima festeiro puxado anteriormente e temos mais duas excelentes baladas. “Chip Away”, vem com um lado mais emocional e “Love Can Change You” com seu clima extremamente oitentista.

E para finalizar temos um ótimo cover de “You Can Leave Your Hat On”, originalmente gravada por Joe Cocker e que ficou ainda mais apimentada na gravação do Julliet. Resumindo, baixem esta pepita correndo!

01.Eight Lives Gone
02.Stay The Night
03.Help (Is On The Way)
04.No More Tears
05.Little Bit Of Party
06.Revvin’ Me Up
07.Something You Should Know
08.Chip Away
09.You Can Leave Your Hat On
10.Love Can Change You

Kenny McGee: Vocais
Jimmi DeLisi: Guitarras
Ty Westerhoff: Baixo
Greg Pecka: Bateria

LINK NOS COMENTÁRIOS
LINK ON THE COMMENTS



Julliet – Passion [2002]

O que deveria ser o disco de estréia do Julliet foi lançado apenas em 2002 e podemos perceber aqui um disco mais influenciado por Dokken e Quiet Riot, mas não perdendo a característica do hard festeiro que eles praticavam em seu debut e canções como “Lost & Lonely” com seu refrão chiclete e na animadíssima “I'm No Angel”.

Podemos perceber mais a influência do Dokken principalmente em canções como “Love Hungry Man”, com seu início meio épico, mas que vira uma baita paulada hard, na guitarrística “Any Time You Want Me”, com solos à lá George Lynch e em “She’s So Shy”. E é chover no molhado falar isso, mas Frankie Banali está destruindo tudo neste disco, dando uma verdadeira aula nas baquetas, principalmente na balada “Baby Blue”.

1.Love Hungry Man
2.Lost & Lonely
3.Boys Will Be Boys
4.I'm No Angel
5.Baby Blue
6.Any Time You Want Me
7.Mind Over Matter
8.Still, I'm Dreaming
9.She's So Shy

Kenny McGee: Vocais
Jimmi DeLisi: Guitarras
Ty Westerhoff: Baixo

Músicos adicionais:
Frankie Banali: Bateria
Kevin Dubrow: Backing Vocals

LINK NOS COMENTÁRIOS
LINK ON THE COMMENTS



Julliet – Psycho Boyfriend [2004]

Em seu primeiro disco após o retorno, a banda assim como muitas outras bandas de glam dos anos 80 aposta no rock alternativo, e destoa totalmente de seus trabalhos anteriores, sendo até irreconhecível em muitos momentos. Mas mesmo assim, temos algumas boas canções, principalmente nas baladas como “Hush” e “Leave The Light On”, que fica muito aquém dos dois discos anteriores, mas quem quiser arriscar, pelo menos as duas baladas se salvam.


1.Quarter Past Four
2.You Said So
3.Hush
4.Black Sky
5.Love Lights the Day
6.Little Black Book
7.Remind Me
8.Nothing Rhymes With Rachael
9.Coming of Age
10.Leave the Light On

Kenny McGee: Vocais
Jimmi DeLisi: Guitarras
Ty Westerhoff: Baixo

Músicos adicionais:
J.J. Johnson: Guitarra base
Joe Zaccari: Bateria
Rob Stoney: Teclados
J.P. Puerto: Backing Vocals

LINK NOS COMENTÁRIOS
LINK ON THE COMMENTS





By Weschap Coverdale

16 comentários:

Anônimo disse...

Julliet – ST [1990]:
http://www.multiupload.com/F55L53BW9R

Julliet – Passion [2002]:
http://www.multiupload.com/PAKF02WJCJ

Julliet – Psycho Boyfriend [2004]:
http://www.multiupload.com/Y7BVONAGLM

Prof. Mario Ferrari disse...

Valeu..adoro Julliet...achei q eu era um dos poucos que conhecia...tive a fita cassete do primeiro, original, trazida dos EUA em 1990 por uma amiga que gostou da foto dos caras na capinha....rs
Ah, o multiupload eh muito melhor que qualquer outro site....escolha certissima.....parabéns

Prof. Mario Ferrari disse...

Só um comentário, não me levem a mal, por favor, o intuito é só ajudar. Esse novo colaborador tem excelente gosto musical, mas o português fica a desejar....Apenas o avisem para não confundir mais com mas, por exemplo, ok.....adoro o trabalho de vocês.....abraços

sueco disse...

muiiiiiiiiiiiiiiiiiito bom! (LLL)

banda fodona!

Weschap Coverdale disse...

Valeu mesmo pela dica Prof. Mário... Se puder me passar outras dicas serão muito bem vindas, e eu corrigi alguns erros que eu mesmo vi que cometi, esse é o problema de se fazer um texto correndo. Serei mais atencioso e confiarei muito menos no corretor ortográfico do word! rs

Prof. Mario Ferrari disse...

Weschap, conforme eu te falei no e-mail que eu te mandei, a intenção é sempre colaborar, não tenho a intenção de ser dono da verdade, de estar sempre correto, mas a minha veia de professor (ainda que eu não seja professor de português, veja bem...rs) às vezes fala mais alto.....Sei que vcs fazem isso por prazer e ninguém tem o direito de meter o pau ou criticar...abraços

мєαиѕтяєєт disse...

FANTÁSTICO!

Disparado seu melhor post até agora.

edu disse...

o primeiro cd de 1990 é realmente fantástico, hard rock de primeira e sem muita farofa, só filé no play.

infelizmente os outros deixam a desejar, essa banda poderia ter ido muito longe.

halcon disse...

gracias, BAJANDO!!

Hairbanger disse...

primeiro é clássico. baixando o passion agora, nem sabia da existência dele. valeu! to gostande de ver mais hard rock na programação!

Anônimo disse...

ainda acho a mediafire o melhor pra baixar

Weschap Coverdale disse...

Mas isso é muito fácil de resolver! Baixe os arquivos, hospede-os no mediafire e disponibilize pra galera amigão... E se tiver um pouco menos de preguiça, seria legal que vc tb compartilhasse o que tem conosco, só se oferecer man!

Hard Dan disse...

Nome feio pra um banda, mas que CD!!!
O primeiro é bom do começo ao fim, o resto ainda vou baixar...
Hard rock quanto mais farofa é melhor!!!!!
Ótimo post

Raul Krueger disse...

boa banda! eu não tinha ainda o cd de 2004. valeu!

pier disse...

WONDERFULLLLLLLLLLLL!!!!!!!!!!!!!!!
Obrigado. ;)

sixxguns disse...

NIce