Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 8 de junho de 2010

King Kobra - III [1988]


Com pouco tempo de existência, o King Kobra já havia passado por poucas e boas. Lançaram o debut, "Ready To Strike", que teve boa aceitação da mídia especializada, e o seu sucessor, "Thrill Of A Lifetime", que não foi tão bem aceito mas garantiu boa divulgação por conta da inserção da canção "Never Say Die" no filme Iron Eagle.

Apesar da boa aceitação dos "especialistas" e de turnês com o Kiss e o Iron Maiden, os álbuns não venderam e os caras foram demitidos da Capitol Records. E antes mesmo da demissão acontecer, o grupo já ia se dissolvendo: o baixista Johnny Rod deixou o grupo para integrar o W.A.S.P., o vocalista Mark Free saiu por estar descontente com a sonoridade que estavam tomando e formou o Signal, o vocalista Marq Torien foi trazido para assumir a frente do King Kobra mas, por fim, saiu junto do guitarrista Mick Sweda para formar o BulletBoys.

Restando apenas o (lendário) baterista Carmine Appice e o guitarrista David-Michael Phillips, o time foi completado com o vocalista Johnny Edwards (futuro integrante do Foreigner), o baixista Larry Hart e o guitarrista Jeff Northrup. Aliaram-se ao selo independente Rocker Records e lançaram, em 1988, o excelente "III".

Não há como comparar com os outros plays: apesar de ser a mesma "banda", não são os mesmos integrantes, e logicamente era de se esperar um resultado diferente. Mas a diferença é que, em "III", investiu-se mais no Hard Rock, deixando a pegada metálica de "Ready To Strike" de lado e a pitada AOR de "Thrill Of A Lifetime" pra escanteio.

Carmine Appice, irmão bastardo (e aveludado) de Tony Iommi

E não tem como reclamar dos responsáveis por essa gravação. A competência é inegável! Johnny Edwards manda muito bem do início ao fim, com sua voz poderosa e repleta de drive, a dupla de guitarristas Phillips/Northrup demole as seis cordas, Larry Hart faz direitinho o seu trabalho (apesar de várias linhas de baixo serem gravadas por David-Michael Phillips) e Carmine Appice, um dos melhores bateristas do Rock, definitivamente dispensa comentários.

Os destaques vão para as pauladas "Mean Street Machine" e "Redline", para as contribuições de Gene Simmons "Legends Never Die" (composta com Adam Mitchell) e "It's My Life" (composta com Paul Stanley e lançada posteriormente pelo próprio Kiss), para o single 100% oitentista "Take It Off" e para a semi-balada "#1", que, ao meu ver, é a melhor de todo o disco.

Vale a conferida para aqueles que não pretendem ficar de comparações estúpidas, pois aqui tem-se Hard Rock de primeira.

01. Mean Street Machine
02. Take It Off
03. Walls Of Silence
04. Legends Never Die
05. Redline
06. Burning In Her Fire
07. Perfect Crime
08. It's My Life
09. #1

Johnny Edwards - vocal
David Michael-Philips - guitarra, baixo adicional, backing vocals
Jeff Northrup - guitarra, backing vocals
Larry Hart - baixo
Carmine Appice - bateria, percussão, backing vocals

(Links nos comentários - links on the comments)

by Silver

6 comentários:

Anônimo disse...

III [1988]
(51,4mb ~ 192kbps)

http://www.multiupload.com/ZCH10RVGW1

Insanity Lunacy Hypocrisy disse...

eu sempre fui extremamente fa do Carmine Appice, que eu conhyeci pelo projeto BBA, com Jeff Beeck e Tim Bogart, um trio tenso de se ver tocando, obrigado pelos post's
ainda nem ouvi, mas já gostei só pelo Appice

мєαиѕтяєєт disse...

Gosto pra caralho desse disco! Number One é hit total!

Hairbanger disse...

legal ver que o blog tem postado clássico hard atrás de clássico hard. minha recomendação é que escutem as demos com o vocal do bulletboys também... valeu!

Anônimo disse...

TRi a fude!!! A musica never say die eu ja conheco do CD Classic Metal II da Som Livre Muito Bom!!!

Anônimo disse...

puta batera!!!!mas com aquele bigodinho podia ser dublê do dick vigarista.