Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Peter Frampton – Thank You Mr. Churchill (Rough Mixes) [2010]

No último dia 27 de abril, Peter Frampton lançou Thank You Mr. Churchill, seu 14º álbum de estúdio. Apesar de a minha vontade de posta-lo ser imensa, não posso arriscar levar (mais) uma dura da DMCA por e-mail e ver o blog ir por água abaixo novamente. A alternativa que encontrei foi trazer para vocês isto aqui.

Como o próprio nome já diz, aqui está o álbum em versão inacabada; mixado de maneira tosca e carente de uma faixa – “Restraint”. O interessante é que a aspereza dessas gravações não-mixadas torna-se um atrativo à medida que confere às músicas – principalmente às mais lentas – um caráter ainda mais melancólico. Em outras palavras, prezados leitores, estamos diante de um diamante não-lapidado.

A faixa-título que abre o álbum é um sincero agradecimento de Peter a Winston Churchill – não fossem os ideais do primeiro-ministro do Reino Unido durante a Segunda Guerra Mundial, o pai do músico talvez não tivesse voltado com vida do combate, logo, não teria sido pai e... Ah! Vocês entenderam! Mais a frente, “Road to the Sun” é um rock da pesada com Julian Frampton (filho do segundo casamento de Peter) nos vocais. Ótima música.

Peter e seu filho, Julian

A avó de Peter é outra homenageada. Em “Vaudeville Nanna and the Banjolele”, o músico compartilha com o ouvinte doces lembranças de sua infância e de sua iniciação musical tocando um velho banjolelê (um híbrido de banjo e ukelelê) que pertencia a sua avó. Das agitadas, “Invisible Man” é medalha de ouro – groove bacana, alto-astral, enriquecido com backing vocals femininos na dose certa.

E eis que a maior surpresa fica para o final. Aos 60 anos de idade, Frampton finalmente escreveu uma canção que pode ser definida como auto-biográfica. “Black Ice” é uma obra-prima que certamente marcará presença em antologias futuras e póstumas. Ouso dizer que esta é a melhor canção que ouvi nos últimos tempos. Só ela já vale o download.

Vale lembrar que dentro de dois meses, o mestre desembarcará em terras tupiniquins para cinco apresentações. Mal posso esperar para realizar mais este sonho. Enquanto o dia 11 de setembro não vem, eu me contento em ouvir Thank You Mr. Churchill no volume máximo em casa mesmo.

01. Thank You Mr.Churchill
02. Solution
03. Road To The Sun
04. I'm Due A You
05. Vaudeville Nanna And The Banjolele
06. Asleep At The Wheel
07. Suite Liberte
08. I Want It Back
09. Invisible Man
10. Black Ice

Line-up indisponível

LINK NOS COMENTÁRIOS
LINK ON THE COMMENTS

мєαиѕтяєєт

8 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?dmzymj2ymkwl0zm

Lyn disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lyn disse...

Já comprou o ingresso "champ"? Vamos ver se eu me animo e vou contigo!

Belo post. Parabéns!

Leandro disse...

Po^^
Valew =D

Pedro Frasson disse...

Esse é bão!

Betobynaza disse...

Beleza Pura, como sempre! parabens e continuem assim para que ´´sanguessugas`` da rede como eu se alimentem bem! Mais uma, me forneça o endereço do Site JMETAL que era parceiro seu (Site de BANDAS JAPAS).

BETOBYNAZA

rogeriometal disse...

grande album desse musico muitas vezes injustiçado, rock roll forever

Unknown disse...

Veremos...