Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Stryper - To Hell With The Devil [1986]


O clássico definitivo do White Metal! É assim que pode ser descrita a obra prima lançada pelo Stryper em 1986, o grande "To Hell With the Devil". Apesar do preconceito de alguns com a temática, para aqueles que deixam de escutar esta pérola, estão perdendo um dos disco mais empolgantes dos anos 80 e o que de melhor foi gerado no hard n' heavy dessa época. Sendo considerados os pais do White Metal, em seu terceiro álbum eles chegaram ao ápice e gravaram aquele viria a ser o disco definitivo do estilo.

Tanto que conseguiram com este álbum chegar ao 40 lugar no ranking da Billboard, feito até então inédito para uma banda desse estilo, e como uma qualidade incontestável, sendo que foram capazes de romper as barreiras do preconceito e gerarem um dos registros mais expressivos do hard naquela década. E após a introdução inicial com "Abyss", temos um grande rock anthem e um dos grande hinos do estilo, a clássica "To Hell With the Devil", com um Michael Sweet cantando muito e se mostrando um verdadeiro monstro e tudo exalando perfeição, com uma cozinha extremamente entrosada e Oz Fox fazendo solos memoráveis, e com refrães impecáveis e grudentos, e atestando que esta música já nasceu clássica. Impossível que esta não grude na sua cabeça, e que depois você fique repetindo o seu refrão a plenos pulmões.

"Calling On You" é um hard mais melódico e mais uma vez uma música igualmente memóravel, em que a banda dá um show a parte e Michael canta mais uma vez muito, e mostrando que a inspiração estava lá em cima, tanto nas composições como na execução por parte dos músicos, não decepcionando em nenhum momento. Outro grande destaque acontece em "Free", onde a banda nos entrega mais uma grande faixa, com seus solos e riffs empolgantes, refrães melódicos e fortes e um outro grande hino, sendo díficil não se sentir afetado com a empolgação demonstrada na música. "Holding On" segue o mesmo caminho das duas anteriores e gruda na primeira audição, essa um pouco mais cadenciada, praticamente uma semi-balada.


E como todo bom disco lançado na época de ouro do hard, temos as baladas presentes, em que se destaca o lado mais melódico da banda. E "Honestly" se tornou um dos grandes sucessos da carreira do Stryper, onde Michael Sweet mostra todo o seu alcance vocal e imprime uma emoção ímpar na execução da canção, em uma interpretação inspiradíssima. "All of Me" tem a seu favor a belíssima letra da canção, mostrando o extremo senso melódico da banda, que viria a se repetir em várias canções feitas posteriormente, como a belíssima "Alive" do último álbum deles.

E finalizando este petardo, temos a heavy "More than a Man" em que Fox nos dá a sua melhor execução no disco, com solos e riffs espetaculares, escondendo para os mais incautos o seu teor evangélico na letra, mas que nem por isso desqualifica a paulada que é apresentada, e que não poderia encerrar de melhor maneira o grande disco apresentado.

Então caso não tenha ainda escutado o disco, deixe os preconceitos de lado e grite a plenos pulmões "TO HELL WITH THE DEVIL!". Diversão garantida do ínicio ao fim, ou seu dinheiro de volta (põe na conta do Silver, claro! rsrsrs).


1.Abyss (To Hell with the Devil)
2.To Hell with the Devil
3.Calling on You
4.Free
5.Honestly
6.The Way
7.Sing-Along Song
8.Holding On
9.Rockin' the World
10.All of Me
11.More Than a Man

Michael Sweet - Vocais, Guitarras
Robert Sweet - Bateria
Oz Fox - Guitarra solo, backing vocals
Tim Gaines - Baixo

LINK NOS COMENTÁRIOS
LINK ON THE COMMENTS


By Weschap Coverdale


10 comentários:

Anônimo disse...

http://www.multiupload.com/Z00UPV97OD

Ernesto disse...

Um dos melhores disco que já vi, parabens.

caue disse...

Stryper é absurdo.
Não tenho palavras pra descrever. òtimo post.
Um indivíduo que brinca com a voz com essa facilidade não pode ser humano, numa boa. Não sou de me ligar em vocal muito, mas M. Sweet é incrível, assim como Miljenko Matijevic, Steelheart.
Se vc não se ligar q o tema é cristão, vc jura q está cantando pra sua Julieta. Melodias encantadoras e letras pra lá de bem elaboradas, super líricas.

Tenho uma tese q o melhor álbum de uma banda é o debut, mais cru, menos comercial. Mas no caso de Stryper e de outros grandes nomes (=VH=, Maiden, KISS, Europe etc...) não é isso q acontece, sendo este play a prova disso.

Mais uma vez meus parabéns, continuem com essa qualidade nas próximas postagens.

Vlw

Anônimo disse...

Valeu! ! ! Os caras mandam muito... fora o visual sensacional, anos 80 total!

Hairbanger disse...

quarto disco dos caras... pra mim eh o terceiro, sucedendo yellow and black attack e soldiers under command... fora isso, grande post!

R. coelho jr disse...

Discão Absurdamente perfeito, Stryper é uma banda excelente que merece muito!


belíssimo post, parabéns!!

Leo_Kierkgaard disse...

grande album!!
pena que a capa original foi censurada.

Matt disse...

Caramba, tô há meses procurando esse álbum, valeu!

jR! disse...

Stryper é sensacional. Foi uma das primeiras bandas de Hard que ouvi e me fez ficar apaixonado pelo estilo. Fora que como todo mundo já falou, o Michael Sweet canta MUITO!

Anônimo disse...

Veio, To hell with the devil é muito rock anthem... Foda demais essa musica e o disco inteiro! ! !