Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Joan Jett - Bad Reputation [1981]



Joan Jett gravou seu nome na história do rock ao participar e ser a líder do The Runaways, a primeira banda feminina a realmente abalar as estruturas do rock n' roll, em uma época em que o mesmo era dominado majoritariamente pelos homens. Apesar de terem estourado no Japão, não conseguiram o mesmo sucesso nos Estados Unidos e sucessivas crises fizeram com que a banda chegasse ao fim, primeiro com a saída da baixista Jackie Fox, logo depois ocorrendo o mesmo com a vocalista Cherrie Curry e por fim crises de relacionamento e de gostos musicais, principalmente entre Lita Ford com sua preferência para o Heavy e Joan Jett com sua veia mais punk.

Após o fim, Joan foi à luta e não desistiu de gravar um novo disco, sendo que após uma sessão de gravações com dois de seus ídolos, os ex-Sex Pistols Steve Jones e Paul Cook, conheceu o produtor Kenny Laguna, que a incentivou a gravar um novo disco, além de ajudar nas novas composições, sendo que as mesmas passaram por 23 gravadoras, sendo que todas as recusaram, talvez ainda tendo em mente o fracasso pelo qual ela tinha passado no Runaways. Não se contentando, Kenny e Joan fundaram a sua própria gravadora, a Boardwalk, se tornando a primeira mulher a começar sua própria gravadora.

E para a gravação de seu novo disco, mesmo sem uma banda, Joan conseguiu um timaço para cooperar com ela. Só para citar alguns nomes mais famosos temos os já citados Paul Cook e Steve Jones, passando por Dee Dee e Marky Ramone (esses dois últimos nem preciso falar de onde são) e Clem Burke e Frank Infante do Blondie. Já com esse time, podemos ver que o foco seria o punk rock. Mas aqui temos mais do que isso, com uma dose bem generosa de Glam, tendo inclusive duas músicas do Gary Glitter e a influência do bubblegum dos anos 60, gerando canções grudentas e que ficam durante dias na sua mente.



E iniciando os trabalhos temos a já clássica "Bad Reputation", que começa o disco mostrando o seu lado punk, com guitarras cheias de distorção e tudo sendo feito da maneira mais simples possível, como a cartilha manda, mas com refrães marcantes e que mostra que o que viria por aí seria no mínimo interessante. Após esse início empolgante, vem a mais calma, quase que uma balada, mas não menos marcante "Make Believe", mais uma vez acertando nos refrães e que mostra um lado mais pop de Joan e não por isso menos agradável, sendo uma canção marcante e inclusive muito bonita, até em sua letra triste. "You Don't Know What You've Got" lembra o pop dos anos 60 e mantém o excelente nível inicial, essa ainda mais grudenta e animada que as duas iniciais.

A balada "You Don't Own Me" é o momento mais lento de todo o registro e mais passional também, mas que não perdura por muito tempo, pois "Too Bad On Your Birthday" anima tudo novamente e volta para a pegada mais inicial. Outros grandes momentos desse disco estão em "Do You Wanna Touch Me (Oh Yeah)" e "Doing Alright With The Boys" com sua influência escancarada no glam rock e na festeira "Let Me Go", que enfia o pé no bubblegum novamente e mais uma vez vai para o lado mais pop e feliz do rock dos anos 60, sendo que seu lado mais inocente encanta. "Jezebel" com seus refrães grudentos, é uma música que mostra claramente que não é preciso muita frescura para fazer uma música legal, que mesmo sendo simples, dá para fazer algo que fique na mente de quem a ouça durante dias.

Resumindo, temos aqui um disco perfeito para um dia de tédio e que consegue te animar mesmo sem ter motivo algum para isso. Não tem nada que vá fazer pensar que está diante de um clássico, mas é uma mostra perfeita de que a simplicidade às vezes é muito bem vinda. Sem falar que este foi a base para o clássico que viria a seguir, o grande "I Love Rock n' Roll", mas que falaremos mais adiante. Com certeza é bem diferente do que normalmente é postado por aqui, mas é rock n' roll da melhor qualidade.


1. Bad Reputation
2. Make Believe
3. You Don't Know What You've Got
4. You Don't Own Me
5. Too Bad On Your Birthday
6. Do You Wanna Touch Me (Oh Yeah)
7. Let Me Go
8. Doing Alright With The Boys
9. Shout
10. Jezebel
11. Don't Abuse Me
12. Wooly Bully

Joan Jett - Guitarras , Vocais, Baixo e Teclados

Musicos Convidados:
Dee Dee Ramone, Eric Ambel, Ricky Byrd, Buzz Chanter, Frank Infante, Lea Hart, Sean Tyla, Lou Maxfield - Guitarras
Richard d'Andrea, Micky Groome, Micky Groome, Jeff Peters, Gary Ryan - Baixo
Marky Ramone, Clem Burke, Lee Crystal, Joel Turrisi, Paul Simmons - Bateria
Paul Cook - Bateria, Produtor
Steve Jones - Baixo, Guitarras, Produtor
Kenny Laguna - Orgão, Piano, Teclados, Backing Vocals, Clarinete, Produtor
Johnny Earl, Mick Eve - Saxofone
Jeff Bannister - Piano
Marilyn Watson, Martyn Watson, Lea Hart, Kenny Laguna, - Backing Vocals

LINK NOS COMENTÁRIOS
LINK ON THE COMMENTS



12 comentários:

Anônimo disse...

http://www.multiupload.com/7DLR8CGRLM

Anônimo disse...

Essa mulher é muito linda,PQP! *-*

Anônimo disse...

/\

Puta mal gosto, heim nego

Guimara disse...

Linda mesmo mas infelizmente da fruta que nós gostamos ela chupa até o caroço!

dnlz disse...

Hahhahaha Joan Jett RULEZ !!!

Anônimo disse...

O terceiro anônimo DEFINITIVAMENTE é um pederasta...

Dr. Heart disse...

coisa boa vem ai.

Madame Mundana disse...

Adoro Joan Jett. E nem ligo pra má reputação dela, muito menos, pra minha! ;)

Madame Mundana disse...

Adoro Joan Jett. E nem ligo pra má reputação dela, muito menos, pra minha! ;)

Eduardo Burn In Hell disse...

O que interessa é que a música é de primeira. Valeu pelo posts. Aguardando mais.

Anônimo disse...

putz...esse blog só me tras felicidade mano...sensacional..a Joan é uma otima artista,e acima de tudo, uma perfeita Roqueira \../

Anônimo disse...

gosto da música crimson and clover over and over...