Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Kiss - Dynasty [1979]

Alguns dizem que "Dynasty" foi um dos maiores erros da história do Kiss, pois desaprovam totalmente a direção diferente que a banda tomou, ao perceber que o Rock N' Roll de outrora estava em baixa. Eu discordo, pois embora eu não seja lá grande fã de música Pop, TUDO o que o Kiss resolveu fazer na sua carreira, na minha opinião, deu muito certo.

E com este disco não foi diferente, já que, embora tenhamos esses "poréns", vale ressaltar que ele é um dos grandes clássicos da banda nos anos 70, que, pra variar, fez um grande sucesso, fazendo com que eles "voltassem das trevas", após o ano morto, que foi 1978, apenas com o lançamento dos 4 discos solo, e sem turnê, pela metade do ano.

O ponto baixo do disco, para a maioria dos fãs, foi o fato de incorporarem elementos do Pop e da Disco Music (que estava totalmente em alta na época), principalmente no hit "I Was Made For Lovin' You", que eu, particularmente, discordo, mas falarei do ponto baixo do disco mais adiante. O ponto alto, foi a maior participação do grande Ace Frehley no processo criativo, coisa que não era tão frequente nos outros discos, embora ele sempre tivesse sua contribuição. Aqui ele contribui com seus vocais em 1/3 do disco, cantando "2,000 Man", "Hard Times" e "Save Your Love", sendo a primeira um cover dos Rolling Stones, e as outras duas, de sua autoria.

Paul Stanley continua se mostrando inspiradíssimo, e um dos maiores compositores da história do Rock, ao compôr pérolas como a já citada "I Was Made..." (junto com Desmond Child e Vini Poncia, que produziu o álbum), a perfeita "Sure Know Something" (junto com Poncia) e a lindíssima "Magic Touch", que é uma das minhas músicas favoritas do Kiss.

Os dois pontos baixos aparecem agora, com Gene Simmons e Peter Criss. Gene tem pouquíssimo destaque no álbum, cantando a deprimente "Charisma", que na minha opinião é uma das piores músicas do Kiss, embora eu conheça muita gente que goste, e a regular "X-Ray Eyes", que dá uma levantada no moral do Demon, mas que também não quer dizer muita coisa. Peter, já com inúmeros problemas com a banda e com as drogas, ausenta-se das gravações do disco, deixando as baquetas a cargo do grande Anton Fig, que tocara no álbum solo de Ace Frehley, e que fez o dever de casa direitinho. Mesmo assim, Peter deixa a faixa "Dirty Livin'", que é ótima, também num estilo mais Disco Music. Esta foi a única música em que ele cantou e tocou bateria no álbum inteiro.

Eu costumo dividir o álbum em 2, quando estou ouvindo, separando as 4 primeiras faixas das 5 restantes, já que elas mostram lados totalmente opostos. Com exceção de "2,000 Man", temos o Pop/Disco Music que citei, porém, de "Charisma" em diante, temos o velho Rockão que estamos acostumados a ouvir, vindo de uma banda como o Kiss. Na minha concepção, essa metade do álbum é aonde mais temos a influência que Ace Frehley, já que o resultado final se parece muito com o seu disco solo, quase que abolindo completamente o comercialismo do início do álbum. No fim das contas, essa parte ficou bem obscura, já que os 3 singles foram "I Was Made...", "Sure Know Something" e "Dirty Livin'".

Chegando aos destaques, vou falar pelas minhas favoritas, que são "Magic Touch", "Hard Times", "2,000 Man" e "Save Your Love", mas claro que os singles são altamente recomendados, principalmente pra embalar aquela festinha boa, ou para passar aquele tempo com a namorada.

Discão!

Paul Stanley - Rhythm guitar, vocals on 1, 3 and 6, lead guitar on 3
Gene Simmons - Bass, vocals on 5 and 8
Ace Frehley - Lead guitar, vocals on 2, 7 and 9
Peter Criss - Drums and vocals on 4
Anton Fig - Drums
Vini Poncia - Keyboards, backin' vocals on 1 and 3


1. I Was Made For Lovin' You
2. 2,000 Man
3. Sure Know Something
4. Dirty Livin'
5. Charisma
6. Magic Touch
7. Hard Times
8. X-Ray Eyes
9. Save Your Love


Link nos comentários / link on the comments


Bruno Gonzalez



10 comentários:

Anônimo disse...

http://www.4shared.com/file/JX0_--tU/1979_-_Dynasty_-_Bruno_Gonzale.html

Anônimo disse...

Tudo que o KISS lançou pra mim é bom. Dynasty é muito foda e Ace é deus.

Silver disse...

Ace é fudido... no Unmasked exerceu uma influência que foi decisiva para o êxito de uma parte do álbum.

Eu gosto de Charisma e não gosto de X-Ray Eyes. Mas não sei de ninguém que gosta das duas músicas ao mesmo tempo, a não ser a Marye. :P

E Sure Know Something é minha preferida, juntamente de Hard Times e Magic Touch. Merecia destaque, apesar de ter ficado bem melhor no Unplugged.

Jay disse...

Eu gosto de Charisma e não gosto de X-Ray Eyes. Mas não sei de ninguém que gosta das duas músicas ao mesmo tempo, a não ser a Marye. :P [2]

Maior disco da história da banda, segundo a Mari. E só ela... saudades, Mari!!!

BraBus! disse...

Dirty Livin' \0, Peter Criss Canta demais!
Sure Know Something,
I Was Made For Lovin' You,

Gosto muito desse Album é um dos meus preferidos (todos do Kiss sao meus preferidos!)

Anônimo disse...

Melhor disco do KISS é forçar a barra. Mas que é muito bom,é.

E eu gosto de X-Ray eyes e Charisma!

Pedro Frasson disse...

O Dynasty é muuuito bom!

Z disse...

Putz! Charisma é uma das melhores do disco...

Anônimo disse...

Pra mim charisma é a melhor...

jantchc disse...

acabei de ouvir o Live II e achei legalzinho..

tive q apagar 8 musicas pra ele ficar bom..

agora ta na hora de ouvir esse..

valeu pelo post..