Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Dimmu Borgir - Puritanical Euphoric Misanthropia [2001]


Um dos últimos downloads que fiz aqui no blog foi do Nokturnal Mortum, banda de Black Metal que despertou um interesse em conhecer outras coisas do gênero, além do Satanic Warmaster que eu já conhecia e inclusive já postei aqui no blog. Como não manjo nada sobre o estilo, procurei pela banda mais conhecida de Black Metal, e acabei me deparando com o Dimmu Borgir, que inclusive já tinha na coleção um disco deles, porém nem lembrava mais, de tanto que fazia que não colocava música mais pesada pra tocar aqui.

Primeiramente baixei o novo deles, Abrahadabra, lançado neste ano de 2010, e logo depois já tratei de ouvir este que trago a todos no dia de hoje. Sendo mais conhecidos por praticarem Symphonic Black Metal do que Black Metal propriamente dito, conseguiram agradar e muito minhas orelhas, tão acostumadas com bandas muito diferentes desta. A mistura entre vocais extremamente rasgados, bateria extremamente rápida e pesada, guitarras forte que ditam o ritmo de cada música e órgaos e teclados por trás dão um aspecto muito bom de se ouvir.

Acredito que muitos aqui conhecem a banda, portanto vou deixar de falar muito sobre o disco, antes que fale bobagem, pois como já disse, o estilo é muito inexplorado por este quem vos escreve, portanto minha sabedoria sobre música extrema é quase nula, ouvindo apenas algumas bandas que me agradam.

Quanto aos destaques, ficam com 'Blessings Upon The Throne of Tyranny', 'Architecture Of A Genocidal Nature', 'Absolute Sole Right', 'Puritania', 'Devil's Path' e o cover para 'Burn In Hell', do Twisted Sister, excelente banda oitentista. Sem mais, recomendo o álbum a todos fãs de música pesada em geral, fãs da banda ou simplesmente para quem abandona rótulos e preconceitos e gosta de ingerir uma música mais pesada de qualidade. Muitos aqui sabem que meu estilo favorito é o Hard Rock, porém esta banda me agradou. Vai saber se não acontece o mesmo com você que ainda não conhece a banda...

01. Fear & Wonder
02. Blessings Upon The Throne Of Tyranny
03. Kings Of The Carnival Creation
04. Hybrid Stigmata - The Apostasy
05. Architecture Of A Genocidal Nature
06. Puritania
07. Indoctrination
08. The Maelstrom Mephisto
09. Absolute Sole Right
10. Sympozium
11. Perfection Or Vanity
12. Devil's Path
13. Burn In Hell (Twisted Sister Cover)

Shagrath - vocal, sintetizador
Silenoz - guitarra base
Galder - guitarra solo
ICS Vortex - baixo, backing vocal
Nicholas Barker - bateria
Mustis - sintetizador, piano

(Link nos comentários / Link in the comments)

Hairbanger

18 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?44ht88iz5tt8bcw

fabioappetite disse...

belo post fui no show deles no rio em 2004 , no city bank hall

dimmu é do caralho

bem q vcs poderiam postar coisas do cradle of filth tambem

eu já tenho todos os cds deles mas aposto q uma galera iria gostar !!

leo86hc disse...

olá amigos fuçando no google por HOGJAW, descubro que a combe está de volta! visitante antigo do blog, adorei a volta da combe, ótima resenha do álbum do HOGJAW,(espero por mais southern rock) rs abraços!

Anônimo disse...

AI SIM!!!

Dragztripztar disse...

O problema do Dimmu Borgir é que eles insistem em passar a impressão de serem seriamente "satânicos" e "misantropos" mas se deixam levar por gravadoras e managers oportunistas e criam todo um conceito visual "assustadoramente bonito" pensando em se tornar cada vez mais Pop e agradar todo tipo de gente, de todo estilo.

Não sou daqueles que acha que Black Metal deve se manter nas sombras, mas também não acho que deve se tornar a casa da mãe joana, como já se tornou há muito tempo, por isso existe uma quantidade absurdamente enorme de babacas, o que inclusive tá envergonhando muitas bandas do estilo que já se recusam a divulgar sua imagem/som, e evitam até shows e tudo mais pra não cair diante de gente tão medíocre. Crianças, Os Diabões do Orkut e da Net em Geral... enfim, tem algumas fotos por aí que exmplificam melhor o que eu to falando, e creio que todos vocês já viram.

Musicalmente, o Dimmu Borgir sabe fazer um som de muita qualidade que nunca descamba pra uma zuada monótona. Mas, acho que isso se deve aos inúmeros músicos talentosos que os patéticos Shagrath e Silenoz (responsáveis pela banda ser tão ridicularmente acessível) colocam na banda. O Shagrath tem um vocal padrão, e o Silenoz não tem nem uma mínima capacidade pra solar. O que conclui que o som bem feito deles se dá devido aos outros instrumentistas.

Muita gente acha que crítica direcionada ao Dimmu Borgir é "inveja" porque eles fazem um som refinado. Tá aí outro exemplo da escrotidão de boa parte dos fãs do estilo -mais precisamente do Dimmu-. Eu posso citar aqui mais de 50 bandas do gênero superiores à eles, que fazem um som ainda mais majestoso e mais rico musicalmente. Essas bandas não tem um 1/3 do sucesso deles não por falta de capacidade, e sim por serem sinceros e íntegros em relação ao que praticam.

Dragztripztar disse...

Complementando e justificando: Se vocês foram atrás das dezenas de bandas dos inúmeros músicos que passaram pelo Dimmu Borgir constatarão que são de uma qualidade que se iguala e muita das vezes supera esse grupo.
O ex baixista Nagash formou um dos únicos grupos de Industrial Metal realmente bons e que dá um pau esmagador nos medalhões do estilo Rammstein e Deathstars, e que mesmo assim não tem 1% do reconhecimento dessas bandas.

Vortex, também ex-baixista, gravou um dos 5 melhores discos de Viking Metal da história com o Borknagar, além de ter gravado um interessante registro com o Arcturus. Os ex bateras Nicholas Barker, Tony Laureano e Vom Blomberg (a.k.a. Hellhammer) são alguns dos melhores bateras da cena extrema e encabeçam fácil uma lista de 10 melhores.

Paro por aqui só pra ficar nos exemplos mais evidentes e mostrar que fica fácil quando uma gravadora te consegue os melhores músicos do cenários pra te fazer teu som da melhor forma, encobrindo - ou estimulando - a capacidade limitada de criação de certos músicos.

E assim, não to querendo desmerecer o post, tentando mostrar que existe "mil" coisas melhores, só falando o que eu realmente penso dessa banda. Eu acho massa que tu tenha postado Dimmu Borgir aqui, ainda mais dessa fase. E foi bom também pra mim lembrar de escutar o novo deles, não que eu esteja tão interessado em escutar o disco, mas sim por curiosidade em ver como se saiu o Snowy Shaw nesse trabalho. O Helgesson vulgo Snowy Shaw é outro puta músico e dos mais recentes é o melhor (mesmo ele já tendo saído), e creio que ele tenha dado uma contribuição foda pra esse disco.

Por último, além de ficar surpreso em olhar mais uma banda de Black Metal aqui na Combe, também fiquei surpreso e feliz em saber que o Nokturnal Maortum que postei te causou interesse em procurar outras bandas do estilo. Sem querer ser presunçoso, mas acho que a maioria que escutar aquele cd vai ter esse mesmo tipo de interesse. O que serve também pra esse do Dimmu Borgir. Eu não penso em postar mais bandas desse tipo pra não causar mais controvérsia e não ter que aturar uns malas que não conseguem compreender seja lá o que for.

Henrique disse...

BLACK METAL NÃO É A MINHA PRAIA!!!GOSTEI MESMO FOI DA CAPA!!!

Hairbanger disse...

po, posta aew essas outras bandas que você citou que são melhores que dimmu borgir porém não tem reconhecimento. foda-se essa galera que fica reclamando dos posts e talz, eh soh ignorar

Anônimo disse...

dimmu borgir... morte ao falso black metal!

The Dark Knight disse...

Erros de português à parte (eu também cometo typos) não acho coerente o argumento do colega Dragztripztar (não te conheço, mas te respeito pelo fato de ter conhecimento da cena extrema... Eu acho)

O Shagrath e o Silenoz FAZEM o Dimmu Borgir ser como é, seja no visual, seja no som, e o Vortex era um inútil, com aquele vocal melódico de Nu Metal. Também achei que você esta descrevendo era o Cradle Of Filth. Esse sim depende totalmente do Paul Allender e do Dave Pybus pras suas composições, enquanto o Dani Filth fica tirando foto com cara de mau pra ver se vende mais cópias do Nimphetamine.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Realmente o Dimmu Borgir conseguiu me deixar confuso em relação ao seu melhor álbum. Estou entre esse e o Abrahadabra.

Boa a idéia do fabioappetite de postar algo do Cradle Of Filth. Mas de preferência algo antigo, até 2002 (Damnation And A Day) no máximo mas de preferência se alguém da combe encontrar algum bootleg perdido ou single esquecido vão deixar os fãs bem mais felizes. Afinal a "função" da combe é postar coisas "desconhecidas" ou raridades, e não upar ábuns de platina. É por isso que eu visito e sigo o blog e acho q é por isso que ele é tão bem sucedido. Por favor me entenda mal, só quero colaborar com o blog.

Dragztripztar disse...

*Erros de digitação
**forem, melhores músicos do cenário, ridiculamente...

Dragztripztar disse...

Em relação ao que você disse ao visual, eu concordo e foi o que disse; Silenoz e Shagrath são responsáveis por essa caracterização de "Black Metallers Super Stars", e sinceramente, eu acho isso ridículo. Black Metal é pra agredir os valores e as morais de uma sociedade hipócrita e não pra ser belo e ter uma imagem que fascina até criança.

Quanto às composições, eu posso ter exagerado um pouco, pois mesmo eles não sendo talentosos em suas funções de músicos, têm boas idéias de composição. Mas segundo o próprio Shagrath em inúmeras entrevistas, os outros integrantes que, principalmente, faziam parte da fase desse disco postado aqui, eram imprescindíveis na colaboração como compositores.

Agora, incoerente mesmo é falar que um vocalista que tem uma tessitura vocal próximo ao tenor lírico leggero e com uma extensão bem expressiva, é "vocal melódico de Nu Metal".
Francamente...

Anônimo disse...

Esse Dragztripztar é cheio de mimimi, curte o som cara, fã de metal é uma piada mesmo, cada vez eu acho o Kiske mais coerente no que fala sobre estes "seres", são cheios de regras disso e daquilo.

Dynasty disse...

Para além das discussões... o ultimo trabalho do Dimmu Borgir me agradou muito. Espero que este seja tão bom quanto aquele. Abraço a todos da Combi. Parabens pelo confronto de ideias.

The Dark Knight disse...

Caro colega Dragztripztar, acho que eu já vi esse filme antes. Conheço um cara que é capaz de espancar qualquer um que não reconheça o James LaBrie como o melhor vocalista vivo. (Dio rules!) Logo, Não mais discutirei esse asunto. pois corro o risco de ser xingado muito no twitter.
Quanto ao engraçadinho anônimo que citou Michael Kiske, poderia ter citado também Rob Halford, que disse tudo que veio à mente em seus ataques de pelanca à imprensa mas depois se retratou e voltou ao Judas Priest. E, a razão para nosso fanatismo, é porque nós headbangers somos apaixonados pelo Metal. O Metal é inerente à nossa existência. Através dele nos libertamos e passamos a questionar o dogmas da sociedade, cada vez mais hipócrita.
Se nós metalheads somos os malucos, por que então seus sacerdotes abusam de crianças e desviam o dinheiro dos alienados? Se nós somos os inconsequêntes, porque vocês destroem a terra onde vivem?
Vocês têm a mente fechada e deveriam ter inveja de quem enfrenta o sistema pelo direito do conhecimento, da expressão e da liberdade.

Dragztripztar disse...

Pois é... no orkut por exemplo, eu definitivamente não falo mais uma palavra sequer em nenhuma comunidade. Pois se tu dá uma opinião aberta e sisuda em relação à qualquer coisa, e cria argumentos pra não ficarem vagos (principalmente quando é opinião contrária) logo vem os babacas falar que tu tá de "mimimi" que tu quer se mostrar, ou qualquer outra merda pra se recolher em seu minimalismo de ter uma opinião monossilábica a respeito das coisas; "boa banda", "muito ruim", "foda", "uma bosta"... nada contra quem não gosta de expressar muito além, mas também vim com esses papos de querer reduzir o que qualquer outra pessoa fala de forma mais "manifestada" com desdém é covardia atrás de um pc, ainda mais anônimo.

Numa roda de discussão por mais que tenha gente que acha tua opinião uma merda nunca se manifesta com hostilidade na tua frente, mas na net né...

The Dark Knight disse...

Ps.: Ótimo post o do Arcturus...

Hellison disse...

Um dos primeiros discos de Black Metal que eu ouvi foi esse do Dimmu e confesso q de cara eu adorei, eu simplismente aprecio o seu som. Ótima Postagem!