Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sábado, 13 de novembro de 2010

Misha Calvin - Evolution [1993]


Um dos melhores, quiçá o melhor, disco de Melodic Rock de todos os tempos. Essa afirmação não é exagerada, muito menos infundada, e perto do que os fanáticos do estilo falam isso acaba sendo até um menosprezo. Para entenderem melhor, vamos à euforia que tomou conta da cena do Melodic Rock em torno de Misha Calvin, e em especial do seu debut. Derek Oliver da conceituada revista Kerrang, ainda nos anos 80 quando ouviu uma demo de Misha disparou que o então jovem era "o maior guitarrista do mundo". Isso ocorreu quando Misha ainda era um sérvio recém chegado na Inglaterra, beirando os vinte anos.

Mesmo após esse grande "apoio" não foi tão fácil arrumar um contrato, e só dez anos depois Misha soltou seu primeiro trabalho. E os exageros continuaram. "Evolution" é aclamado por alguns como o "melhor debut de Rock de todos os tempos". Isso foi algo afirmado pelo próprio Misha, mas que é a pura verdade, basta checarem os fóruns por aí que constatarão esse e outros elogios demasiadamente fervorosos por fãs do estilo. E não pára por aí, logo que foi lançado, "Evolution" disparou nos charts japoneses em primeiro lugar. Lembrando que Misha Calvin não havia gravado nada anteriormente, era um completo desconhecido.

E tem mais... (risos) Esse álbum foi relançado em 2004 e saiu aqui no Brasil através da Hellion Records. Quem compra cds originais e acompanha os catálogos das gravadoras nacionais sabe que é extremamente raro, e quase milagroso, um selo nacional disponibilizar cds de AOR e Melodic Rock. Claro que apesar do fanatismo e o radicalismo falarem mais alto nos momentos supracitados, devemos levar em consideração que, por mais exageradas que sejam as reações em torno deste trabalho, isso não seria à toa, e nessas circunstâncias deve ser algo, no mínimo, muito bom. Eu troco tudo que dizem em relação a este play e Misha dentro do Rock em geral, como recluso ao Melodic Rock.

Talvez essas reações se devam não só ao talento do guitarrista, mas também às duas feras que ele convidou para cantar em seu debut, os estupendos Tony Martin e Ian Parry. Este último embora não seja tão conhecido, é um dos vocalistas mais conceituados da Holanda. Quando você escuta composições como "Reaper" e a instrumental "Evolution", logo nota que Misha Calvin se trata de um guitarrista e compositor de mão cheia e que demonstra muita maturidade e bom gosto em suas melodias. Porém, é espantoso saber que essas duas composições foram feitas por Misha em 1982, um ano após sua chegada à Inglaterra, e com apenas dezoito anos! Isso pode de alguma forma explicar o grande entusiasmo do redator da Kerrang.

Todas as músicas presentes em "Evolution" são magníficas e passam pra trás os clichês enjoados do estilo. As transições de partes acústicas e elétricas aliadas às camas de teclado muito bem compostas e que complementam de forma significante às músicas, demonstram o cuidado e a categoria aqui presente. E as atuações soberbas de Martin e Parry deixam os sons realmente poderosos. Na abertura do disco com "Strangers", Misha despeja riffs fantásticos com uma sobreposição de palhetadas em ritmos diferentes, e as passagens acústicas sempre presentes dão um dinamismo interessante e se aproximam do Progressivo.




Em "Ready or Not" já dá pra se constatar de vez o diferencial desse guitarrista. Um trabalho de guitarras completamente espontâneo, muito diferente dos riffs e bases engessadas que caracterizam a maioria das bandas do estilo adotado aqui. O solo que fecha essa música também merece destaque. Matador! A balada "Put A Little Faith In Me" possui um refrão profundo e marcante evidenciando o talento de Tony Martin que está com a mesma voz da época do clássico "Headless Cross" (Black Sabbath). Na sequência, o instrumental "Valhalla" abre espaço pra já citada "Reaper", fortemente influenciada pelo Heavy Metal e com a melhor atuação da "cozinha" no disco.

Ian Parry faz sua primeira aparição em "Don't Let It Go", a mais AOR de todas. Um som feito para tocar diante de uma multidão, e que passa todo esse feeling através da utilização de samples de gritaria e aplausos. "Can't Hold Me", também com Ian Parry, é a mais comercial e grudenta de todas, mas nem por isso é uma daquelas composições enfadonhas com bateria marcada, e que depois do refrão ser entoado pela primeira vez já pode pular pra próxima música, pois tudo vai apenas se repetir. Misha pode até apostar em um som acessível, mas não é apelativo de forma alguma.

A base de "Evolution" é o Melodic Rock, mas as passagens AOR (que se confunde com o Melodic Rock, e a despeito das semelhanças, vai de cada um julgar), Prog e Heavy permeiam a sonoridade, e em cada música algum desses elementos surge com mais intensidade. E no gran finale, o progressivo dá as caras e faz de "Heaven Only Knows" uma balada digna de encerrar um disco desta magnitude. Ian Parry costuma se soltar mais nesse tipo de som, de qualquer forma fez um bom trabalho.




Tenho certeza que após escutarem esse cd a maioria vai correr pra buscar o seu original. Mas infelizmente eu adianto que já está fora de catálogo e se tornou uma semi-raridade. No entanto, depois de um bom tempo longe da cena, Misha voltou atualmente e vai lançar uma coletânea onde seu primeiro álbum se encontrará na íntegra. Quem sabe essa coletânea não acaba saindo por aqui também. Eu acho difícil, mas não custa nada esperar.

01 - Strangers
02 - Ready Or Not
03 - Put A Little Faith In Me
04 - Valhalla
05 - Reaper
06 - Don't Let It Go
07 - Can't Hold Me
08 - Evolution
09 - Here I Am
10 - Heaven Only Knows

Tony Martin - Vocals (on 1, 2, 3, 5, 9)
Ian Parry - Vocals (on 6, 7, 10)
Misha Calvin - Guitars
Steve Dunning - Bass
Pete Bernacle - Drums
Martin Lister - Keyboards

(Links nos comentários - links on the comments)

Dragztripztar

19 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?7b4xm5x5jr4ljz0

Rex Niskke disse...

nunca tinha ouvido falar nesse cd muito menos nesse micha,mas com umas qualificaçoes "fracas" dessas o cd deve sem bem "ruizinho" mesmo!!

Já to baxando e vlw denovo comboza!!! o/

durval disse...

baixando pra conhecer...depois me manifesto a respeito

Henrique disse...

ÓTIMO GUITARRISTA PENA QUE O VOCALISTA SEJA OPS!!!DISCÃO!!!VALEU POST!!

Xelbap disse...

Melodic Rock, baixando essa
P-U-T-A-R-I-A!

pela resenha já até comprei o CD ^^

jullecosta disse...

sou fan do tony martin por isso vou conferir...

egsaraiva disse...

Tive esse disco e troquei! Grande disco!

Rodris disse...

Poxa!!!
Esse realmente era um disco que faltava aqui na coleção do Combe!!
Comprei esse álbum na Hellion logo estava estampado na vitrine!!
Um espetacular disco, sem dúvida.
Aliás... acho esse 1000 vezes melhor que o album seguinte do Misha, que também vale a pena postarem.
Parabéns.
Abraços,
Rodris.

Weschap Coverdale disse...

DISCASSOOOOOOOOOO! EXCELENTE POSTAGEM DEDÉ CAPETA!

Anônimo disse...

Baixando \o Lady Tankian

jesusbiblio disse...

Gostei do clip, a musica é massa, o vocal do tony martin tb ta em cima! vou ouvir o resto e ver como é ! tks!!!

jantchc disse...

tenho tudo do Tony Martin, menos um CD lançado só russia q eu não acho em lugar nenhum, e acho este aqui meio fraquinho..

vai ver é pq eu não sou muito fã de AOR..

mas vale a pena baixar só pelo TM..

Alexandre disse...

Um colega meu disse que é um puta som, apesar de não ser fá de AOR, mas como o Tony Martin da uma canja no disco, vou conferir!!!

Valeu

BraBu's disse...

Tony Martin é Tony Martin!

Só pelo cara eu já estou baixando!

aquiles disse...

gracias kapelu

Anônimo disse...

ÓTIMO!!!!!!!!!!!!!

Ricardo Brovin disse...

baixando e conferindo!!!!!1Parece foda valeu...

Anônimo disse...

muito bom

Anônimo disse...

bom album