Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Rata Blanca - En Vivo en Obras [2003]


A repercussão positiva do ótimo álbum El Camino Del Fuego, deu a certeza ao Rata Blanca que o retorno foi uma decisão mais que acertada. Os argentinos triunfaram em grande estilo, lotando shows em sua terra natal e gravando três registros ao vivo durante a tour de divulgação. Um apenas em CD (Poder Vivo), outro em DVD (En Vivo en Teatro Grán Rex, com participação de Glenn Hughes) e esse aqui, lançando nos dois formatos. Gravado no lendário ginásio Obras Sanitárias, em Buenos Aires, palco de momentos históricos do Rock latino-americano, encontramos o lendário grupo em um de seus melhores momentos, com o “Blackmore Hermano” Walter Giardino fazendo miséria em sua Fender, enquanto Adrián Barilari mostra porque é um dos melhhores cantores do gênero por esses lados do mapa.

O público local, como de costume, acompanha nota por nota, letra por letra, naquela agitação que chega a lembrar um estádio de futebol lotado em final de campeonato. O grupo colabora com a loucura coletiva, oferecendo um setlist que mescla músicas novas com os velhos e bons sons. Da fase mais recente, destacam-se a abertura com o tributo ao Deep Purple chamado “Lluvia Purpura”, além da espetacular “Volviendo a Casa”. Tivesse eu que fazer uma coletânea com as melhores músicas do Hard/Heavy em espanhol na última década, colocaria essa no primeiro posto sem pensar duas vezes. A apoteótica “Caballo Salvaje” não fica atrás, com sua melodia cheia de climas.



Mas quando chega a hora da velharia é que a coisa ganha poder total. As eternas “Chico Callejero” (tente não cantarolar o ‘oh-oh-oh’ junto), “Guerrero Del Arco-Íris” (hino do Rock pesado continental!), “Solo Para Amarte” (rifferama de Giardino no melhor estilo de seu ‘pai musical’ e uma letra que tem tudo aquilo que você gostaria de dizer a quem ama e lhe despreza) e “Mujer Amante” (dá até para cantar ‘Do you remember me on the street of dreams?’ em cima da melodia) ficam ainda mais empolgantes com os gritos ensandecidos da platéia argentina ao fundo. Uma prova de que estamos diante não apenas de um show, mas de uma verdadeira celebração ao retorno de heróis nacionais.

O encerramento com “La Leyenda Del Hada Y El Mago” – quer algo mais Blackmore? (risos) – apenas serve como coroação de uma passagem histórica na carreira de uma das bandas mais brilhantes que temos na América do Sul. E que, vergonhosamente, nem sempre damos o valor merecido. Mas enfim, sempre é tempo para corrigir. Aqui pode ser um bom começo.

Adrian Barilari (vocals)
Walter Giardino (guitars)
Guillermo Sánchez (bass)
Hugo Bistolfi (keyboards)
Fernando Scarcella (drums)

01. Intro
02. Lluvia Purpura
03. Dias Duros
04. Volviendo a Casa
05. Señora Furia
06. Caballo Salvaje
07. Chico Callejero
08. La Canción Del Guerrero
09. Guerrero Del Arco-Íris
10. Solo Para Amarte
11. Los Ojos Del Dragón
12. Mujer Amante
13. La Leyenda Del Hada Y El Mago

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

11 comentários:

Anônimo disse...

Rata Blanca – En Vivo en Obras [2003]

124 MB
224 kbps

http://www.mediafire.com/?ki9bw8f393k67qq

Anônimo disse...

Pelo visto, vc é um grande fã de bandas de metal que cantam em espanhol. Também curto muito. Valeu.

Igreja Cristã da Rua Mineira disse...

Vlw galera da combi Otima banda , indico Trilogia (com certeza vcs devem conhecer) uma grande banda de metal mas que infelizmente nao vingou tem apenas um demo mas de grande valor musical. Grande abraço
God bless you!!!

Prof. Mario Ferrari disse...

Parabéns pela postagem...qualquer rata blanca vale a pena..queria o dvd tb, pena que aqui na Alemanha não seja tão fácil assim achar.

Weschap Coverdale disse...

Barilari é um dos maiores vocalistas em espanhol que existem. E Rata Blanca uma banda sensacional. Belo post...

Tiago disse...

Baixando!
Valeu!

mgtattoos disse...

Ah, seu Mario dus inferno, tu andou por aqui pela Argentina e agora quer rata blanca na alemanha....

Alexandre disse...

Uma vez vi o show dos caras no antigo Olimpya, pena que tinha menos de 100 pessoas na platéia, vale lembrar que era o inicio da banda. Depois disso corria como um louco atras do trabalho dos caras mas nunca tinha exito. O que posso dizer é que se trata de uma baita banda de rock. Vale a pena conferir!!!

Valeu

Anônimo disse...

Apesar de não simpatizar com argentinos, mesmo tendo parentes dessa raça, gosto muito de Rata Blanca e Barilari, tenho um DVD com participação de Glenn Hughes que é matador, to baixando mais este, parabens pelo blog e pelo post, tks um abraço do tiozão CHOPÃO, pra todos da Combe, até pro Drag-Strip-Star.

Ragoz disse...

Caro Alexandre,

Eu tbm estava nesse show no Olympia, em 1994, era um "festival" - chamava chiclete adams rock festival (ou algo assim). Realmente tinha mais convidados do que pagantes (eu fui um dos que pagou). Mesmo assim foi um show impecável.
Porém, não era o início da banda. A banda havia trocado de vocalista (Mario Ian havia substituído o Adrián Barilari e haviam gravado o discasso Entre el cielo y el infierno - que tinha uma levada "Fight" do Halford), mas era à época do quinto disco da banda.
Na semana seguinte eles tocaram tbm no Aeroanta, em um show com algumas bandas de abertura, já tendo mais gente para assistir. Mais um show empolgante.
Depois disso, a última visita ao Brasil (até onde eu sei) foi no Monster of Rock de 1995.
Enfim, quem teve a oportunidade de vê-los ao vivo sabe que é uma puta bandaça.

Mais um post sensacional da Combe.

Alceu disse...

baixando pra curtir!! valeu