Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Kiss - Animalize [1984]


Vendo as vendas baixarem drasticamente, o Kiss resolveu fazer uma jogada de marketing para que eles voltassem aos holofotes: aparecer pela primeira vez na carreira sem máscara para o público.

Frehley já estava fora da banda há algum tempo (em Creatures Of The Night ele não tocou todas as músicas), e um substituto havia sido anunciado: o virtuose Vinnie Vincent, que se mostrou um bom compositor, além do talento na guitarra. Com ele foi lançado o primeiro disco sem os personagens característicos representados por cada membro, "Lick It Up". A ressureição comercial então teve início, e se concretizou com o sucessor "Animalize", de 1984.

Vincent saiu ainda em 1984, possibilitando a entrada do canadense Mark St. John e apesar dessa possível instabilidade na formação "Animalize" resultou num sucesso total, de cara batendo recordes de venda (ele foi o mais vendido da banda desde "Alive II") e recuperando a popularidade de outrora.



Ainda apostando mais na farofa do que no Hard Rock que os consagrara, o registro concebido há de agradar até mesmo quem não vai muito com a cara desse estilo. Afinal, sempre tem o selo de qualidade Kiss. O início vem com "I've Had Enough (Into The Fire)", que conta com a competência de sempre do saudoso Eric Carr e ótimos vocais do performático Paul Stanley. O single "Heaven's On Fire" ganhou um clipe que fez um enorme sucesso, e é a cara do que estava sendo feito na época. A paulada corre solta com "Burn Bitch Burn", e Mark St. John estraçalha em "Get All You Can Take".

A acelerada "Under The Gun" é outro momento dignamente pauleira, onde o destaque vai para Carr mais uma vez. "Thrills In The Night" foi o segundo e último single, e também caiu no gosto do público. O play é encerrado com duas faixas cantadas pelo Demon, sendo estas "While The City Sleeps" e "Murder In High Heels".




St. John sairia ainda durante a tour de promoção de "Animalize" por ter sido diagnosticado com a Síndrome de Reiter, o que lhe impedia de tocar por muito tempo, e Bruce Kulick foi quem assumiu sua vaga.

No mais, é um bom disco, mesmo que eu prefira os clássicos da década de 70. Baixe, que é diversão garantida.

Paul Stanley - guitarra, vocais em 1, 2, 4, 6 e 7
Gene Simmons - baixo, vocais em 3, 5, 8 e 9
Mark St. John - guitarra
Eric Carr - bateria, backing vocal

1. I've Had Enough (Into The Fire)
2. Heaven's On Fire
3. Burn Bitch Burn
4. Get All You Can Take
5. Lonely Is The Hunter
6. Under The Gun

7. Thrills In The Night
8. While The City Sleeps
9. Murder In High Heels

Por Gabriel

(Link nos comentários - link on the comments)

8 comentários:

Anônimo disse...

http://www.multiupload.com/MREQ5VW9G0

Eduardo Paiva disse...

Baixando!
Valeu, Gabriel!

Silver disse...

É um dos que menos gosto do Kiss, mas ajudou a banda a seguir viva. Bom post!

AlBassPlayer disse...

Ahh, um post do Kiss sempre é bem vindo e matador...
Porém, sendo um Kissmaníaco chato pra c*, não posso deixar de tecer uns comentários básicos.
Frehley não participou em nenhuma música do "Creatures...". Por motivos contratuais ele participa de (algumas) apresentações televisivas e da capa do disco apenas. Aliás, ele produziu pouco ou nada para a banda desde o álbum antecessor "The Elder".
Vou discordar que em "Animalize" eles "...ainda apostaram mais na farofa do que no Hard Rock que os consagraram...". "Animalize" tem seus momentos Hard Rock, mas 90% do disco puxa para o Heavy/Rock, sendo um dos mais pesados e instrumentalmente bem arranjados da carreira da banda. Não fosse a produção mais limpa, proporcionada por Paul Stanley, produtor deste disco, e as músicas em sua maioria em ritmo arrasa-quarteirão, seria tão pesado quanto "Creatures..." ou "Lick It Up". Deixaria este comentário para seus discos posteriores que realmente são pura farofa (mas não menos excelentes): "Asylum" e "Crazy Nights".
Quanto ao disco propriamente dito, é um dos melhores do Kiss. Apesar deles terem se adaptado ao "meio" que a cena dos anos 80 proporcionava ao mundo hard/heavy, o fizeram com muita propriedade. Apesar da opinião de Gene de que não há necessidade de vituorsismo na banda, Mark e Eric simplesmente detonaram. Atribuo ainda que Eric Carr teve seu melhor registro em sua história na banda neste play e muito da qualidade musical do Kiss alcançada neste álbum deve-se a ele. Disco histórico, formador de caráter e histórico para os bons ouvintes de Rock. Valeu pelo post!

M disse...

Esse disco é uma merda. Só tem 2 músicas que prestam. O Asylum ainda conseguiu ser pior...

Silver disse...

AlBassPlayer, acho que essa parte do texto gerou ambiguidade: "em Creatures Of The Night ele não tocou todas as músicas". Mas eu acabei entendendo que foi dito o que aconteceu mesmo: Ace Frehley não tocou em nada do Creatures.

Animalize tem uma boa parcela de Heavy Metal em sua essência, mas acho que soa um pouco forçado por conta da presença de Mark St. John. Claramente não era a praia dele. Sou um dos poucos que preferem o Asylum - desconsiderando, claro, sua péssima produção.

jantchc disse...

ainda não ouvi este disco, mas com certeza está lista..

gde resenha..

Marcus disse...

Muito bom este disco, bem superior a asylum que é muito farofa.