Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 1 de março de 2011

Anthrax - We've Come For You All [2003]


Sou um grande entusiasta das reuniões de formações clássicas de bandas que fizeram história. Afinal de contas, sempre é bom ver nossos grandes heróis do passado juntando forças novamente para detonar. Mas nesse caso em específico, juro que até agora não consegui entender. Não que Joey Belladonna não seja capaz de cumprir seu papel com louvor – o que ele já provou, basta ver algum show recente, como no DVD do Big Four, por exemplo. Mesmo assim, é triste ver que, depois de tanto lutar para chegar ao ponto que alcançou nesse álbum, o Anthrax decidiu simplesmente jogar tudo fora e buscar o passado cada vez mais distante.

Vamos contextualizar o que acontecia. Após muitos anos de dificuldade, o Anthrax voltava a aparecer com força na mídia. Mas não por causa de seu som e sim, pela substância que foi inspiradora do nome do grupo. Após os ataques de 11 de setembro de 2001, ela aterrorizou o imaginário norte-americano, tornado-se inimigo número dois (o um era o terrorismo) da sociedade. Isso forçou Scott Ian e companhia a lançar um comunicado avisando que mudariam o nome do conjunto para Basket Full of Puppies, ou seja, cesta cheia de filhotinhos. Obviamente, na sequência, em tom mais sério, vinha um desmentido. Mesmo assim, a CNN colocou o aviso no ar como algo realmente sério, criando uma confusão e tanto.



Mas passado todo o imbroglio, era hora de voltar ao estúdio e registrar o novo álbum – e, porque não, aproveitar o momento, por mais trágico que fosse. E num momento de inspiração, eis que o Anthrax registra um de seus melhores trabalhos de toda sua carreira. We’ve Come For You All é daqueles discos que provocam uma verdadeira viagem de emoções no ouvinte. Você vai sentir vontade de dar porrada, de chorar, de enlouquecer de vez, de falar para as pessoas o quanto as ama ou odeia, enfim, de tudo um pouco ao ouvir essa obra. E é o grande objetivo da arte, o que torna esse play algo único.

Todas as faixas são altamente recomendáveis, então não citarei o álbum na íntegra. Mas duas são mais que dignas de registro, justamente graças ao apelo emocional citado acima. A primeira é o single “Safe Home”. Simplesmente uma das letras mais maravilhosas da história do Rock. Cada um vai associá-la a quem entender que é importante em sua vida. Para mim, recordação direta de minha família. Minha Safe Home de sempre. Na mesma linha, “Cadillac Rock Box”, que além de tudo conta com uma das últimas gravações do grande Dimebag Darrell, mandando ver um solo com a categoria que lhe era peculiar. E não tem como deixar de dar uma respirada fundo quando John Bush canta: “I am so alive, I learned how to let it go/And on the day that I die, I'll have no fear”. Simples, direto e suficiente.



Mas também tem muita pancada da boa, daquelas que só os reis do mosh sabem proporcionar. A abertura arrasa-quarteirão com “What Doesn’t Die”, passando pelas excepcionais “Superhero” e “Refuse to Be Denied” são convites à agressão. Quando chega “Nobody Knows Anything” lembramos que Charlie Benante é um dos melhores bateristas de Heavy Metal de todos os tempos. E certifique-se que não há ninguém por perto quando “Black Dahlia” iniciar. A não ser que você queira ser preso por agressão corporal na qualificação mais alta. Até as lendas caem matando, como mostra “Taking the Music Back”, som que conta com a participação de ninguém menos que o lendário Roger Daltrey (The Who). Coisa fina.

Chega o fim e a gente já quer voltar ao começo. O que apenas me deixa ainda mais sem entender o porquê dessa volta ao passado totalmente fora de hora e desnecessária. Tivesse acontecido um ano antes, seria perfeitamente compreensível. Mas após um momento iluminado desses, fica difícil assimilar. We’ve Come For You All é um dos melhores trabalhos do Anthrax em toda sua existência e um dos grandes discos da última década. Momento onde os planetas se alinharam e tudo deu certo. E tenho dito. Vale o download. Agora deixa eu escutar mais uma vez essas guitarras à la Thin Lizzy de “Cadillac Rock Box”. Que música espetacular, senhoras e senhores passageiros! Ah sim, não desliguem após o fim da última música.

John Bush (vocals)
Scott Ian (guitars)
Rob Caggiano (guitars)
Frank Bello (bass)
Charlie Benante (drums)

Special Guests

Dimebag Darrell (guitars on 8 & 10)
Roger Daltrey (vocals on 11)

01. Contact
02. What Doesn’t Die
03. Superhero
04. Refuse to be Denied
05. Safe Home
06. Any Place But Here
07. Nobody Knows Anything
08. Strap it On
09. Black Dahlia
10. Cadillac Rock Box
11. Taking the Music Back
12. Crash
13. Think About an End
14. W.C.F.Y.A

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

13 comentários:

Jay disse...

Anthrax – We’ve Come For You All [2003]

72 MB
192 kbps

http://www.mediafire.com/?0b21yfufyl110p5

Lyn disse...

Beleza de post, amore!

Anônimo disse...

Discaço!!! Volta John Bush!

Jonathan Pedroza disse...

Conheço pouco de Anthrax, mas to baixando pra ouvir \,,\

Anônimo disse...

Saudosismo total...
valeu pelo post!!!!

Silver disse...

O Anthrax atingiu novos patamares com John Bush. Mandou bem!

Anônimo disse...

Não sei se foi treta ou o que aconteceu, mas foi uma puta cagada o Anthrax perder John Bush, muuuuuito mais cantor que o insosso Belladona. Esse álbum é um PUTA DISCO e sem sombra de dúvidas todos com o Bush são muito mais legais.

AlBassPlayer

Varisto disse...

véio, esse disco é ducaralho, ótimo post... tenho em cd mas vou baixar mesmo assim heuheuheuheuh

Anônimo disse...

Me recuso a fazer o download desse disco! Mil vezes não!!

Explico: eu tenho o CD e o escuto várias vezes, e está convertido no meu computador para ouvir enquanto trabalho, sem me preocupar em trocar as pilhas do Walkman CD. Gostei logo de cara, quando vi a capa do Alex Ross, artista conceituado dos quadrinhos que fez a magistral KINGDOM COME (quem curte comics conhece) e fez também os álbuns dos super-heróis da DC Comics... olha "Super Heroes" no tracklist do disco).

Bom, quanto ao som, só posso dizer que se trata do melhor disco depois de "Sound Of White Noise", embora goste também do "Stomp 442" e "Volume 8". Mas esse WCFYA é nota 10! John Bush para presidente!!

E a lamentar o fato de que a banda não é a mesma, depois de Joey Belladonna e Dan Nelson estragarem o Anthrax que o Bush tão lindamente entregou para todos nós.
Infelizmente, só vejo uma solução para a banda: gravar um CD com vários vocalistas diferentes, como o SLASH fez em seu álbum, para deixar os fãs felizes.

Abraços Rocker!

(PALESTINO) disse...

ANTHRAX!!!É MINHA BANDA FAVORITA , MAS TENHO QUE CONCORDAR QUE O JOHN BUSH FOI O MELHOR VOCAL QUE O ANTHRAX JA TEVE , NEIL TURBIN , JOEY BELLADONNA, DAN NELSON QUE ME DESACULPEM , MAS NÃO SE COMPARARAM AO J.BUSH.....QUE FEZ OS MELHORES DISCOS DO ANTHRAX , SEM MENOSPREZAR OS ANTERIORES É CLARO , MAS O J.BUSH FOI O "CARA" NO ANTHRAX!!!!ANTRACIOUS BACILUS......

DARIO disse...

DISCÃO...JOHN BUSH FOI O MELHOR VOCAL DO ANTHRAX....TODOS DISCOS COM ELE SÃO BONS(NA MINHA OPINIÃO)É UMA PENA QUE TENHA SAIDO DE UMA BANDA TÃO BOA QUANTO O ANTHRAX , QUE JA TINHA MOLDADO UM ESTILO PRÓPIO COM O TIMBRE DELE.....SHIT HAPPENS....!!!!

Nei disse...

Discaço!! John Bush, pra mim, é muito melhor que o Beladona. Esse disco não vale o download, tem é que comprar mesmo!!

Como ele não está mais no Anthrax, sugiro que voltem no tempo e escutem Armored Saint!

Abraços e um ótimo trabalho!

Anônimo disse...

nao tinha escutado ainda mas e do karalho