Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Bob Marley and The Wailers – Live Forever [2011]



Em 2011 comemora-se o trigésimo ano de falecimento da lenda do Reggae Bob Marley. Não que exista motivo para comemorar, afinal, a morte precoce do gênio foi trágica. Um dedo machucado que se transformou num câncer que se espalhou pelo corpo e atingiu o cérebro matou o rei do Reggae no ano de 1981. Mas o seu legado é motivo de celebração.

Músico carismático, compositor genial, lenda, enfim, Bob Marley atingiu o status de divindade ao levar o reggae ao mundo juntamente com os ideais do rastaffaranismo e do zionismo, até então desconhecidos dessa parcela do ocidente. O estilo de vida natureba, a crença na linhagem dos povos das doze tribos de Israel e a pregação do amor, da paz e da união dos povos africanos conquistou o mundo e o tornou alvo da política jamaicana.

Vítima de um atentado de cunho político, não se calou e compôs Embush. E assim a política estava presente na sua obra, lado a lado com a religião e o amor.

O cara era um workaholic. Sabia o que queria. Tanto que, em 76, ao ser convocado pela gravadora para ir a Londres gravar um disco, não hesitou e botou a turma para trabalhar. Aproveitou a viagem e gravou logo dois: Exodus e Kaia. Esse dois discos marcam a mudança de guitarrista solo da banda: saiu Al Anderson e entrou Junior Marvin, então egresso da cena jazz/blues de Nova York. Para o baixo o fiel escudeiro Farm, ou Family Man, que tinha esse apelido por ser pai de 42 filhos.



Mas o câncer o tomava por dentro, enquanto as performances o revigoravam. Para a última turnê, com a sentença já dada pelos médicos alemães com quem se consultava, Marley chamou a turma toda, inclusive os dois guitarristas, para compartilharem o palco com ele. O show que posto hoje é o último com Marley à frente dos Wailers, gravado no Stanley Theatre, Pittsburgh, em 32 de setembro de 1980, que acaba de ser lançado oficialmente.

Como disse Junior Marvin à Guitar World americana de julho desse ano, “estávamos empolgados e ao mesmo tempo ansiosos para dar o melhor no palco. A sincronia era perfeita e, para isso, ensaiávamos durante horas. Nem acredito que esse show está vendo a luz do dia”. (tradução livre do Zoso aqui)



Depois, Marley cancelou o restante da turnê que promovia o disco Uprising por total impossibilidade física. Fez quimioterapia e perdeu sua juba de Leão de Judá. Morreu em 11 de maio de 1981, mas deixou um legado que o mantém imortal.

Atualmente, é impossível imaginar o mundo sem Stir It Up, One Love, No Woman No Cry, Could You Be Loved, Get Up Stand Up e tantas outras que se tornaram clássicos. Esqueça as imitações baratas de vagabundos que só querem um pretexto para encher a cabeça de maconha. Bob Marley é deus em sua própria religião. E utilizava a música para pregar sua palavra. E aqui temos o seu último culto.



Positive Vibration, man.

Track List:

CD1

01 Greetings
02 Natural Mystic
03 Positive Vibration
04 Burnin' & Lootin'
05 Them Belly Full
06 The Heathen
07 Running Away
08 Crazy Baldhead
09 War / No More Trouble
10 Zimbabwe
11 Zion Train
12 Get Up Stand Up

CD2

01 Jamming
02 Exodus
03 Redemption Song
04 Coming In From The Cold
05 Could You Be Loved
06 Is This Love
07 Work
08 Get Up Stand Up

Bob Marley (vocais e guitarra)
Al Anderson (guitarra)
Junior Marvin (guitarra)
Aston “Family Man” Barret (baixo)
Earl Lindo (teclados e percussão)
Tyrone Downie (teclados e percussão)
Carlton Barrett (bateria)
Alvin "Seeco" Patterson (percussão)
The I Threes: Judy Mowatt, Marcia Griffiths, Rita Marley (backing vocais)

Link nos comentários
Link on the comments

Por Zorreiro

30 comentários:

Anônimo disse...

CD1
http://www.mediafire.com/?ap7u6o7blv1vxsn
CD2
http://www.mediafire.com/?4ml8mu18uf2qm6l

Gabriel disse...

Não tenho esse! Vou baixar e, se curtir, vou comprar que tá baratinho, hehe.

Marley era um gênio. Mais um que não poderia ter ido.

Anônimo disse...

Grande post!
Valeu!

Ito disse...

Esse cara era tão bom que de raggae só dá pra ouvir ele mesmo!!! Vlw.

Anônimo disse...

Definitivamente não é minha praia. Passo.

Marcão* disse...

Sonzera! vlww baixando !!

ZORREIRO disse...

Ô Gabriel. Tem certeza que tá baratinho?
Então tá...
A propósito, concordo com o Ito em cada palavra.

Dahmien disse...

Tb só curto Marley no Raggae,o resto eu dispenso. - Pena ele ter partido tão cedo...! - Mais uma vez,mt obrgd por nos dar chance de conhecer mais um pouco da obra desse grnd musico!- Forte Abç da Galera da Zona da Mata - MG !

Anônimo disse...

a levada do raggae é muito chata,não obstante tem um baixo sempre em destaque mas não é o suficiente pra eu ser um adepto do som,detesto reggae em geral.

Eduardo Dutra disse...

Não precisamos disso no blog. Será que blogs de Reggae eles postam disco de metal? Não gosto. Desnecessário e ruim. Cadê o novo do Sebastian Bach?

Silver disse...

1) "Não precisamos" quem? Está querendo falar por todos, inclusive por quem gostou da postagem?

2) Em que local do blog está escrito que somos "um blog de metal"?

3) www.google.com.br

Eduardo Dutra disse...

Hahahaha...adoro quando causo fúria!!!

Jay disse...

Ainda bem que não somos um blog de metal. Estilo de retardado.

Jay disse...

Ah, e Sebastian Bach é tão metal quanto Bob Marley.

Artur Fox disse...

Oasis, Bob marley...Caralho, o q falta postar agora? Um retrato claro de decadência, creio. Se isso não é forçar a amizade, eu não sei o q é...

- Metal é um estilo de retardado...
E reggeiros são virtuosos!

O metal, com suas escalas exoticas, andamentos e solos complexos, blast beats com pedais duplos e riffs a velocidades absurdas não são pario para a extrema "virtuosidade" e "genialidade" da musica jamaicana...Se isto é o q estamos definindo com genialidade, o conceito de genialidade se tornou muito baixo e decadente...

Jay disse...

O metal, com suas escalas exoticas, andamentos e solos complexos, blast beats com pedais duplos e riffs a velocidades absurdas

Isso é Metal? Então o Black Sabbath com seus riffs monolíticos, andamentos arrastados, melodias cativantes e pedal simples não é. Ainda bem, então.

Lembrando que quem se sentiu muito ofendido com essa postagem não precisa voltar. A última coisa que precisamos é de bundões radicalóides metidos a troos sustentados pelo papai.

Jay disse...

Deixando claro que eu não gosto nem de Bob Marley nem de nada relacionado a Reggae. Mas se um membro da equipe gosta tem todo o direito de postar. Esse não é um blog feito para agradar os outros, mas para colocarmos discos de nossas preferências. Não fazemos isso para os outros, mas para nós mesmos.

Anônimo disse...

Bob Marley é muito bom sim!! curto metal, hard...gostaria de saber se tem alguém suficientemente retardado pra dizer q só o metal representa a musica de qualidade...e ouvir metal o dia todo dá dor de cabeça!

Grillo disse...

Valeu Iomiiii!!! rs

Victor Klinger disse...

Post épico. Valeu.

Lovatel disse...

Nunca pensei que veria Bob marley aqui, mas por mim ta aprovado, temos que levar em consideraçao musica boa, e isso o cara sabia fazer.

Silver disse...

Decadência?

Sequer divulgamos o endereço e na terceira encarnação do blog (somos queridinhos dos apaga-blogs) já tivemos 2 milhões de visitas em treze meses.

Estamos na metade do mês de agosto e já recebemos 70 mil acessos. E olha que estamos apenas com três autores ativos na equipe. Decadência é postar comentário depreciativo em um blog que você mesmo considera "decadente".

E há um engano aí. Gente que eu nunca ouvi falar não tem capacidade de me causar fúria.

Me chamem quando estiver rolando alguma conversa inteligente... enquanto isso voltem para as suas pokébolas.

Anônimo disse...

Tem outra banda de reggae ae, S.O.J.A. (Soldiers Of Jah Army) que é muito boa também. Vale conferir!

WildNighter disse...

Melhor que isso só HINC FIDES!!!! Dá-lhe Zorreiro! Aquele abraço

Anderson Heavenstorm disse...

Assim como escuto rock / metal desde os 13, escutei mto Bob tbem, o cara foi um poeta nato e suas palavras um estilo proprio de vida...vou baixar!!!

gabriel hard disse...

Estas discussões são feitas por pessoas,que não entende do assunto, os caras que estão atacando o reggae e defendendo o metal,seus ídolos curtem reggae... um ex guitarrista do Kreator, pediu para tocar Rendention Song do Bob,naquele extinto programa toca ai da Mtv...

Então,defendem o metal de uma maneira boba e preconceituosa,eu não curto reggae,mais até gosto de ouvir as vezes,o Marley.

Portanto abram a mente para novos rumos musicais, não fiquem presos em um só estilo, que graça tem!

Gabriel Henrique.Campo Grande,MS

ZoSo disse...

Excelente postagem e magnífica a qualidade da gravação. Grooveira séria, uma escola musical.

Anônimo disse...

Caraca Combosa, agora sim hein!
Só faltava o velho Marley pra tripular a nave sonora!!!

Manda essa mulecada de rpg estudar pentatonica e deixa a gente sussa na vibe de Jah!
Exodos, movement of Jah people!!

...pois minha mente pede do hard core ao reggae.

Anônimo disse...

muuuuuito bom (:

marcos pablo disse...

gostei da postagem escrita, contextualizando o CD ao vivo de Marley. Curto Reggae, mas não qualquer tipo de reggea, mas tão somente aqueles que tem de fato uma sonoridade legal e ritmo empolgante. Contudo, os clássicos de Bob estão na minha lista de preferências musicais, os quais sempre estou à ouvir.