Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sábado, 12 de novembro de 2011

Vargas, Boggert & Apice – VBA [2011]


Por motivos óbvios, há um abismo entre o espanhol Javier Vargas e a lenda viva Jeff Beck. Portanto, não espere nesse disco uma recriação do lendário Beck, Bogert & Appice. A semelhança termina no nome da empreitada – sem contar a versão para “Lady” que o play – que reúne a cozinha do Vanilla Fudge mais uma vez. Além disso, o que temos aqui é um álbum de covers. Ou seja, a coisa tem um clima bem mais descontraído, o que contribui decisivamente para a apreciação. Completando a trupe temos a participação de Paul Shortino nos vocais, mostrando que a união do vocalista com Carmine no King Kobra rendeu frutos mais que valorosos.

Após a já citada música do BBA, temos “Surrender”, do Cheap Trick. É verdade que 99,999999% dos que fazem um cover do grupo escolhem essa. Mas não tem como esse hino do Rock ficar ruim. O swing de “Right On” casou muito bem com a proposta, dando espaço para os envolvidos mostrarem um pouco do que sabe. Na seqüência, uma homenagem aos saudosos Gary Moore e Phil Lynott em uma correta versão para “Parisienne Walkways”. Depois, a cozinha relembra o Vanilla Fudge com “You Keep Me Hangin’ On”.



Um dos grandes momentos acontece logo a seguir, com “Soul Of Love”, de Paul Rodgers. Além do belíssimo instrumental, Shortino oferece sua melhor performance em todo o trabalho. Sem dúvida, digno do homenageado, um dos maiores de todos os tempos. “Black Night” vem com uma pisada no freio, mas conservando a melodia original. Mas aliviada, com certeza, é algo que não combina com AC/DC. Por isso, “It’s A Long Way To the Top” dá uma injeção de adrenalina, com passagens de teclado que não a descaracterizam.

Alguns podem não saber, mas Rod Stewart foi um dos melhores cantores de Rock da história. E Carmine Appice relembra seus tempos ao lado do primeiro vocalista inglês a traçar a Luciana Gimenez na baladaça “Tonight is the Night”, outra faixa em que brilha a estrela de Paul Shortino. Para fechar, uma surpresa das mais agradáveis, já que “Over My Shoulder”, do Mike & The Mechanics” é um som mais recente e que tocou muito nas rádios durante a infância/adolescência deste que vos escreve. Bela sacada do grupo resgatar essa.



Álbum para se ouvir sem maiores compromissos, diversão garantida, nem que seja pelas lembranças do passado. Apenas acho que deveriam ter incluído Shortino como membro efetivo, já que sua participação é excelente. Mas nada que comprometa o saldo final.

Paul Shortino (vocals)
Javier Vargas (guitars)
Tim Bogert (bass)
Carmine Appice (drums)
Tim Mitchell (keyboards)

01. Lady (Beck, Bogert, Appice)
02. Surrender (Cheap Trick)
03. Right On (Ray Barretto)
04. Parisienne Walkways (Gary Moore & Phil Lynott)
05. You Keep Me Hangin' On (Vanilla Fudge)
06. Soul Of Love (Paul Rodgers)
07. Black Night (Deep Purple)
08. It´s A Long Way To The Top (AC/DC)
09. Tonight Is The Night (Rod Stewart)
10. Over My Shoulder (Mike and The Mechanics)

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

7 comentários:

Anônimo disse...

Vargas, Boggert & Apice – VBA [2011]

106 MB
320 kbps

http://www.multiupload.com/NNFKXTLL0B

Vinícius Clasen Vogel disse...

Mesmo sem Jeff beck, acho que este album vai ser bom,apesar de não conhecer nenhum trabalho desse vargas. A escolha excelente do album foi o vocalista. Paul shortino é foda.

dnlz disse...

Vou baixar graças ao Shortino ,o Vargas não é mal guitarrista , mas deve ser amigo dos caras ou ter patrocinio do Santander, na Espanha grande pelos violonistas mas guitarrista de rock.... acho que tem uma lista de candidatos para o lugar do Vargas. Mas como disse a resenha , diversão garantida !

Anônimo disse...

não gosto muito de covers nem de versões, afinal, músicos deste "calibre" têm MUITO mais a dizer do que refazer o que já foi feito! Baixando para escutar, obrigado!

Anônimo disse...

Fantástico! Esse play merece os parabéns, a banda foi muito feliz na escolha do repertório, e não há uma só coisa fora do lugar, tudo é muito redondo, desde o timbre da guitarra, a afinação e captação do som da bateria, o baixo praticamente grudando nos ouvidos, e o vocalista esbanjando categoria e muito talento.
Um dos melhores trabalhos do Paul Shortino, sem dúvida alguma. E Carmine Appice está, como sempre, detonando!
É ouvir trocentas vezes com sorriso no rosto! Vale a pena comprar o CD para prestigiar esses caras!

Valeu pela resenha e pelo ótimo lançamento!

Long Live Rock'n'Roll!

Anônimo disse...

podem malhar se quiserem, mas me pareceu um disco "oportunista" e "sem vida"! Gravado meio sem vontade...não curti! Mas obrigado pela escutada inteira!

Anônimo disse...

Bem, adoro a voz rouca do Shortino e quando vi It's a Long Way To The Top do AC/DC e o cover do Cheap Trick tive a certeza de que iria gostar muito desse album...