Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Riot - Immortal Soul [2011]


Um erro geográfico fez com que o Riot fosse uma banda norte–americana. Afinal de contas, poucos grupos soam tão britânicos em seu Heavy Metal tradicional como o grupo comandado pelo guitarrista Mark Reale. E a ocasião é mais que especial, já que o grupo está de volta com a formação que registrou os discaços Thundersteel, de 1988 e The Privilege Of Power, dois anos mais tarde – além de Mike Flyntz na segunda guitarra. Muita coisa aconteceu com os envolvidos naqueles trabalhos desde então. O mais conhecido acabou sendo o baterista Bobby Jarzombek, que trabalhou com Halford, Iced Earth, Fates Warning e Sebastian Bach, entre outros.

Com essa realidade, não dava para esperar algo diferente de um álbum que lembrasse aquela época em Immortal Soul. E apesar do saudosismo evidente e proposital, a banda consegue adaptar sua sonoridade aos novos tempos com maestria, criando um play que agradará tantos novos como velhos fãs. E de uma coisa ninguém pode duvidar: a capacidade técnica dos músicos segue sendo primorosa naquilo que se propõem. Destaque especial para Tony Moore, que é do ramo e sabe como imprimir energia a sua voz, mesmo após tanto tempo.



Os saudosistas irão vibrar sem parar desde a abertura com a música que dá nome ao grupo. Acelerada e empolgante, conquista desde a primeira escutada. A sequência mantém o nível lá em cima, com a melodia de “Still Your Man”, outro petardo diferenciado. Outros destaques vão para a cacetada certeira de “Wings Are For Angels”, a cadenciada “Fall Before Me” e a tipicamente britânica “Sins Of The Father”, com sua levada totalmente tradicional. A faixa-título traz uma influência mais próxima dos anos 1970, com um refrão muito bem escrito e pegajoso ao extremo. Outra que segue essa linha e “Whiskey Man”, grande destaque da segunda parte do disco.

Mark Reale mostra que continua inspirado e é ainda melhor quando nas companhias certas. Apesar de não ter alcançado o mesmo status de companheiros de geração, o Riot mantém sua regularidade em Immortal Soul, álbum que deve ser saudado efusivamente pelos adeptos.

Tony Moore (vocals)
Mark Reale (guitars)
Mike Flyntz (guitars)
Don Van Stavern (bass)
Bobby Jarzombek (drums)

01. Riot
02. Still Your Man
03. Crawling
04. Wings Are For Angels
05. Fall Before Me
06. Sins Of The Father
07. Majestica
08. Immortal Soul
09. Insanity
10. Whiskey Man
11. Believe
12. Echoes

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

11 comentários:

Anônimo disse...

Riot – Immortal Soul [2011]

121 MB
320 kbps

http://www.multiupload.com/IZ5Q9R4UCY

Eduardo Paiva disse...

Lançamento é na Combe!
Baixando! Valeu, Jay!

Raphael disse...

q massa q essas bandas oitentistas estao voltando, riot é sinônimo de qualidade, baixando pra conferir !!!
valeu pelo post !!!

Gustavo Roos disse...

Bom post!

Caue Machado disse...

Por que baixá-lo?
Por que não baixá-lo?
Baixá-lo-ei. A descrição me convenceu devido às referências aos álbuns mais antigos.

Gus disse...

Álbum gostoso d+, grande lançamento!! valeu

\m/

Anônimo disse...

Great TRUE Heavy Metal album!!
Reminds me the golden 80s!
Keep up the good work mate!
Cheers.

Anônimo disse...

Gosto muito do riot e Narita foi por muito tempo um de meus preferidos....Grande post!!!!!

Anônimo disse...

Mark Reale [RIP]!

Anônimo disse...

valeu pessoal!

Anônimo disse...

faz tempo que eu não visitava o blog e valeu pois baichei o Riot 2011 foi para minha discografia. obrigado e um grande abraço.