Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Hibria – Defying the Rules [2005]


Hibria é a melhor banda de metal do Brasil!

Obviamente essa frase denota a minha opinião pessoal, mas tem razão de ser. Analisando o cenário do metal nacional, verificamos que, infelizmente, as bandas possuem um padrão de qualidade excelente mas sempre precisam sair do país para conseguir reconhecimento. Existe um movimento chamado “eu apóio o metal nacional”, do qual orgulhosamente faço parte. E devemos todos apoiar.

São talentos ímpares, com influências que não se encontram em músicos de outras partes do mundo. Se o Sepultura injetou elementos da cultura indígena brasileira em seu metal, e o Angra tem grandes levadas de música cabocla/caipira, misturadas aos elementos que caracterizam o seu som, o Hibria também tem seu diferencial. Diversas outras bandas estouraram lá fora primeiro, para só depois serem reconhecidas no Brasil, como o Krisium, por exemplo, que até hoje é desconhecido de muitos apreciadores do estilo por aqui, e faz um dos sons mais furiosos do mundo.

Com o Hibria não foi diferente. A banda foi formada em Porto Alegre no ano de 1996 e, em 1999, com apenas um EP e um CD demo, embarcaram para uma turnê européia. O árduo trabalho rendeu e, em 2010, os caras realizaram o show de abertura da turnê do Metallica em Porto Alegre. O primeiro full lenght saiu apenas em 2005, e é o post de hoje: Defying The Rules.

Defying The Rules é o disco que despejou toda a energia e criatividade da banda acumulada em seus anos iniciais de carreira. O principal compositor do disco é o baixista Marco Panichi, que criou um álbum conceitual, que conta uma história que se passa em um futuro pós apocalíptico. As composições são perfeitas, o álbum é coeso e possui uma sequência empolgante. A versão dessa postagem não é a oficial, pois traz uma introdução que foi limada no lançamento. Então, é a ideia original da banda para o seu debut, certo? Acho que sim.

Da esquerda para a direita:

Diego Kasper, Marco Panichi, Iuri Sanson, Abel Camargo e Sávio Sordi


O vocalista Iuri Sanson tem um timbre que lembra, por vezes, Rob Halford nos áureos tempos. Quando ouvimos o disco, a impressão que dá é que ele não consegue fazer isso ao vivo. Mas faz, e bem! Sávio Sordi destrói nas baquetas. Para esse tipo de som, nem poderia ser diferente.





A dupla de guitarras dá um show à parte. Complementando as composições de Marco, os guitarristas Abel Camargo e Diego Kasper destilam riffs inspirados e sincronizados, com solos empolgantes e criativos. Eu penso que uma dupla de guitarristas que demonstra técnica sincronizada merece mais créditos do que uma dupla de técnicos isolados. E, nesse sentido, Abel e Diego, repito, são o que há de melhor no Brasil hoje.

Destaco Steel Lord On Wheels, que abre o disco derrubando o ouvinte com uma porretada sonora. Apenas perfeita! Outra música que merece um destaque todo especial é Living Under Ice, que tem uma levada mais lenta e um refrão ganchudo. Excelente! As duas são as minhas preferidas, mas poderia ficar o dia todos falando da qualidade das outras composições.




A arte do disco é baseada em quadrinhos e o site oficial traz um vídeo do conceito do álbum. Profissional ao extremo.

Atualmente, o baixista Marco Panichi não está mais no cast; foi substituído por Benhur Lima. Na bateria, temos Eduardo Baldo. No princípio, pensei que, com a saída do principal compositor, a banda iria se esfacelar. Mas o último trabalho, Blind Ride, mostra que a carreira dos caras está com o pé no acelerador. As composições estão cada vez melhores e o entrosamento, inigualável.

Essa postagem é apenas para divulgação. Se você, passageiro da Combe, não quer ver o metal nacional definhar, compre os CDs e vá aos shows. É o único meio dos músicos continuarem fazendo aquilo que melhor sabem fazer: boa música.


Custa bem menos que um abadá...

EU APÓIO O METAL NACIONAL!!!!!!!!!!

Track List

1. Intro
2. Steel Lord on Wheels
3. Change Your Life Line
4. Millenium Quest
5. A Kingdom to Share
6. Living Under Ice
7. Defying the Rules
8. The Faceless in Charge
9. High Speed Breakout
10. Stare at Yourself

Iuri Sanson (vocais)
Abel Camargo (guitarras)
Diego Kasper (guitarras)
Sávio Sordi (bateria)
Marco Panichi (baixo)

Link nos comentários
Link on the comments



Por Zorreiro

10 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?hubuj5pmru35i8f

Gus disse...

Esse é um discaço, o segundo deles não achei tão bom, mas o último, Blind Ride, tá excelente!! parabéns ae por compartilhar

\m/

Rex Niskke disse...

nao conhecia essa banda ainda,mas vi os videos e gostie pra caramba,e os caras mandam mto bem ao vivo,ja to baxando e correndo atras do original,thanks again!!

jantchc disse...

não sei se são amelhor banda de metal do BR, mas q são uma ecelente banda de metal, isso é certeza..

gostei muito deste 1º CD, o segundo não é tão bom, mas o terceiro q deve ser lançado logo, ou já foi, é foda..

10 vezes melhor q este..

OTIMO POST..

Dirty Mind disse...

Aeee Hibria é show de bola! Bom ver aki na Combe! Iuri já foi meu professor de tecnica vocal xD

São mto bons esses caras, quando vi eles no Metallica achei mto perfeito... Inclusive se não me engano eles já tocaram no Japão tbm junto com Megadeth e mais uma penca de banda foda...

Mas show de bola, issae, vamo apoia o metal aki do Brasil mesmo! valeu!!

Anônimo disse...

ae cara baxando pra conferir vlw pelo post

Anônimo disse...

Às vezes tem umas nuances de Dio também no vocal do Iuri, eu acho... Hibria e Scelerata, as grandes bandas de metal do RS!!! Sirvam nossas façanhas, de modelo a toda terra, yeah! Eddie "EdLex".

Bruno disse...

Vou baixar o cd e ouvir.. essa Living Under Ice é boa...curti.. vou ouvir o resto...

ZORREIRO disse...

Povo que não tem virtude
Acaba por ser escravo
Mostremos valor, constância...
(provocou)

João Paulo disse...

post excelente, banda boa demais, long live rock 'n' roll nacional
só nao concordo com essa ser a melhor banda de metal do brasil, mas q os caras são feras são