Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Angra - Temple Of Shadows [2004]


Após a bem-sucedida turnê do disco "Rebirth", o Angra arrisca em um disco conceitual, mais complexo que seu antecessor, lembrando até sua fase com Andre Matos nos vocais.

Em 2004, o fruto dessa aventura é lançado ao mundo. "Temple Of Shadows", como dito antes, é um trabalho conceitual que retrata a história de um cavaleiro denominado Shadow Hunter. Ele se une ao exército que luta à favor da Igreja Católica para participar da Primeira Cruzada, mas passa por conflitos psicológicos que o faz questionar os ideais e valores da Igreja, numa época em que os pagãos eram condenados pela mesma. Toda a história foi feita por Rafael Bittencourt.

"Temple Of Shadows" é um trabalho ousadíssimo e arrojado, espantando a todos os fãs do Angra que não esperavam muito da nova formação da banda, que além da veterana e exímia dupla de guitarristas Kiko Loureiro e Rafael Bittencourt, contava com Edu Falaschi nos vocais, Felipe Andreoli no baixo e Aquiles Priester na bateria. Além do quinteto, convidados de alto gabarito como Milton Nascimento, Hansi Kürsch (Blind Guardian), Kai Hansen (Gamma Ray) e Sabine Edelsbacher (Edenbridge) aparecem ao longo do disco.

Em aspecto geral, o Heavy Metal característico da banda alia-se com os ritmos brasileiros, marca registrada dos trabalhos do Angra, dessa vez com um peso maior ainda e mais voltado à vertente do Power Metal. Encontra-se nesse disco desde pancadas como "Temple Of Hate" e "Angels And Demons" até músicas bem leves como "No Pain For The Dead" e "Late Redemption".

No mais, se "Rebirth" foi o renascimento do Angra, "Temple Of Shadows" resumiu a melhor fase da vida do Angra renascido. Uma estupenda obra que merece ser apreciada!

01. Deus le Volt!
02. Spread Your Fire
03. Angels And Demons
04. Waiting Silence
05. Wishing Well
06. The Temple Of Hate
07. The Shadow Hunter
08. No Pain For The Dead
09. Wings Of Destination
10. Sprouts Of Time
11. Morning Star
12. Late Redemption
13. Gate XIII

Edu Falaschi - vocal
Kiko Loureiro - guitarra
Rafael Bittencourt - guitarra
Felipe Andreoli - baixo
Aquiles Priester - bateria

Músicos adicionais:
Milton Nascimento - vocal em 12
Kai Hansen - vocal em 6
Hansi Kürsch - vocal em 9
Sabine Edelsbacher - vocal em 2 e 8

(Links nos comentários - links on the comments)

by Silver

10 comentários:

Anônimo disse...

Temple of Shadows
http://lix.in/-7898fa

jantchc disse...

eu sinceramente não gostei muito deste album nem do aurora consurgem..

adorei o rebirth, mas achei os dois depois dele mais fraquinhos..

deve ser pq eles largaram mão de misturar as pitadas brasileiras com o power metal..

e na miha opinião é isso q diferencia a banda ..

Anônimo disse...

vou dar uma conferida valeu

GrassHoper disse...

Pois é, as opiniões são mesmo coisas bem subjetivas... Eu por minha vez adorei o ToS e instantaneamente o coloquei no patamar dos melhores do Angra. De fato o ritmo caiu um pouquinho no Aurora, espero que eles tragam um ótimo álbum novo do jeito que estão prometendo.

disse...

O Aurora é muito zuado, dificil ouvir aquilo.

G. Damasceno disse...

Esse é um de meus álbuns favoritos, se não o grande. O Rebirth é, comparado ao ToS, um álbum mais imaturo, onde a musicalidade da outra formação não se misturou muito bem com a nova, que, no ToS, ocupou todo o espaço. Foda.

BORS disse...

Nunca fui fã do Angra sem o André Matos e CIA.

Talvez seja a hora de mudar esse conceito...

João Henrique disse...

Esse disco é ruim, assim como o Aurora...
Rebirth é bom, mas depois que ouve 3x nunca mais coloca para ouvir...
O Angra foi perfeito até 1999!

Depois virou demonstração de solo, bateria e guitarra... Virou algo sem alma, umas musicas chatas... Minha opinião!

João Henrique disse...

O Angra foi perfeito até 1999...
Depois, virou workshop... Musicas sem alma, e para ajudar, um vocalista limitado que ao vivo chega ser uma falta de respeito para com quem paga o ingresso! Minha opinião!

Unknown disse...

O Angra é Pau! quem diz que é ruim... são as menorias! Eu sou musico e digo que o Angra é umas das melhores bandas do mundo! nois temos que agradecer a eles por ser umas das poucas bandas brasileiras a serem conhecida mundialmente! Angra Foda!