Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 15 de junho de 2010

Ozzy Osbourne - Ozzmosis [1995]


Inspirado após ouvir o novo play do Madman (que está em seu MySpace e não será disponibilizado aqui pois não queremos ser castrados mais uma vez), eis que trago-vos um dos meus prediletos de sua extensa e incansável carreira.

Após lançar o excelentíssimo "No More Tears" em 1991, Ozzy Osbourne impressionou à todos ao anunciar que estaria encerrando sua carreira musical para se aposentar. Como se percebe, a aposentadoria do homem não durou muito, e em 1994 já estava trabalhando em novas composições para um disco de volta.

"Ozzmosis" foi gravado durante o ano de 1995 em vários estúdios nova-iorquinos (incluindo o lendário Electric Lady Studios), além de ter uma parte gravada no estúdio francês Guillaume Tell Studios. Chegou às lojas em outubro do mesmo ano e surpreendeu não só os fãs como também a mídia, porque chegou facilmente ao 4° lugar das paradas norte-americanas (posição mais alta que já havia atingido até então), além de conquistar uma ótima 22ª posição nos charts ingleses e atingir o top 30 de vários países europeus. Ainda conquistou disco duplo de platina nos Estados Unidos e platina no Canadá.

Pra um cara que estava há alguns anos sem aparecer na mídia, parece ser incrível. Mas quando se ouve "Ozzmosis" com atenção, compreende-se que foi até pouco para um baita disco. E é perceptível começando pela banda que acompanhou o príncipe das trevas nessa empreitada: além do fiel escudeiro e fenomenal guitarrista Zakk Wylde, tem-se o eterno baixista do Black Sabbath, Geezer Butler, o habilidoso baterista Deen Castronovo (Bad English, Steve Vai, Hardline e atual Journey) e o lendário tecladista do Yes, Rick Wakeman.


De fato, a dupla Osbourne/Wylde estava inspiradíssima. Fizeram miséria ao longo do play. Minha única decepção é o pouco uso de Butler como compositor, pois o cara manda muito. Mas vários compositores de fora marcaram presença por aqui, como Jim Vallance ("Perry Mason"), Mark Hudson ("Ghost Behind My Eyes") e até mesmo Steve Vai ("My Little Man"), que praticamente emprestou seu batera para o Madman.

Se tratando da música, "Ozzmosis" segue a proposta do seu antecessor, "No More Tears", com uma leve pitada de modernidade, que não desconfigura o som de Ozzy mas dá uma diferenciada quando se compara aos outros álbuns de sua carreira.

No bruto, "Ozzmosis" proporciona Heavy Metal potente com as já citadas pitadas modernas e um pouco de melancolia, guitarras fabulosas, produção louvável, cozinha impecável, teclados necessários que não roubam a cena, vocais revigorados, melodias incríveis e o melhor: letras inspiradíssimas, onde Osbourne reflete seus sentimentos mais profundos.

Os destaques ficam para as pauleiras "Tomorrow" e "Perry Mason" (a melhor do álbum pra mim), as semi-baladas "Ghost Behind My Eyes" e "See You On The Other Side", as melancólicas "I Just Want You" e "Old L.A. Tonight" (dá-lhe Wakeman) e a pimposa "My Little Man" (não consegui outro adjetivo, risos).

Um puta disco que merece ser apreciado da cabeça aos pés com muito gosto! E agora vamos lá torcer pro Brasil!

01. Perry Mason
02. I Just Want You
03. Ghost Behind My Eyes
04. Thunder Underground
05. See You On The Other Side
06. Tomorrow
07. Denial
08. My Little Man
09. My Jekyll Doesn't Hide
10. Old L.A. Tonight

Ozzy Osbourne - vocal
Zakk Wylde - guitarra, violão
Geezer Butler - baixo
Deen Castronovo - bateria, percussão
Rick Wakeman - teclados, piano

(Links nos comentários - links on the comments)

by Silver

8 comentários:

Anônimo disse...

Ozzmosis [1995]
(51,4mb ~ 128kbps)

http://www.multiupload.com/PQU9GEZLN6

Frank disse...

sempre tive um preconceito com esse album. nunca quis baixar. talvez por achar que a época do ozzy era os anos 80 e que nao podia esperar nada desse disco.
agora espero me enganar muito.

Breno Airan disse...

ganhei esse cd do meu pai quando era um babuíno...
muito show!

jantchc disse...

puta cd..

foi um dos 1ºs CD q eu já comprei (e tenho até hoje)..

um dos melhores do ozzy solo...

Renan disse...

Também foi um dos primeiros albuns que eu comprei, em 98. Não é um "clássico", como Diary of a Madman, ou os trabalhos com o Sabbath(mas, também, com este tipo de comparação não há muito o que falar), mas é um album muito bom, que não merecia as cíticas que recebe, nem ser chamado de cópia do No More Tears

marcio garcia disse...

disco fantastico, qualidade incrivel, ozzy em sua melhor forma..

Marcio disse...

Este cd não pode ser considerado um clássico, mas a Perry Mason pode... esta música é fantástica! No geral, um bom cd, mas que não pode ser comparado ao No More Tears e, muito menos, aos trabalhos com o grande Randy Rhoads!

Carlos R disse...

Fazia tempos que procurava baixar esse cd. Assim como disse o Frank, eu vejo com desconfiança os trabalhos pós-Bark at the Moon. Mas comprei os últimos e gostei. Por indicação do meu filho, que disse ser esse um albúm muito bom, vamos baixar e curtir. Abçs