Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 13 de julho de 2010

The Beatles - The Beatles (A.k.a. White Album) [1968]


Para comemorar o dia mundial do rock, nada melhor do que um post da banda que mais influenciou este ritmo e não a toa é aclamada a maior banda de todos os tempos, os geniais The Beatles! E nada melhor que um disco que foi o mais feroz da banda, devido as constantes brigas entre os mesmos e que pode ser aclamado como o ínicio do fim, mas que pode ser facilmente colocado como um dos mais influentes da história do rock e o mais roqueiro da carreira dos rapazes de Liverpool. Se destacasse todas as músicas desse disco, esse texto ficaria imenso, devido ser um disco duplo, então citarei os destaques em minha opinião.

E já começamos este petardo com surf music da melhor qualidade, no melhor estilo BeachBoys em "Back in the U.S.S.R", com McCartney assumindo as baquetas, devido terem tiradodo sério o pacífico Ringo e que não participou das gravações por duas semanas, em uma paródia a música "Back in th U.S.A." de Chuck Berry, narrando a volta de um russo de Miamipara sua amada terra natal em uma letra hilária e que mostra o potencial criativo que estes monstros tinham juntos, mesmo em uma guerra de egos fora do comum como a que estavam naquele momento.

A feliz “Ob-La-Di, Ob-La-Da” composta por McCartney foi um dos pontos de discórdia na gravação do disco, em uma música que Lennon odiava profundamente. Descrita como um "pesadelo técnico" por um dos engenheiros do disco, segundo ele ela levou dez dias para ser terminada, Lennon a chamava de "baladinha de merda do Paul" e causou na gravação da mesma. Em um momento em que apareceu totalmente chapado no estúdio de gravação, ele disse que a música precisava de animação, e com toda a "sutileza", desceu o braço no piano, tocando os acordes que viriam a ser os acordes iniciais da música.


"While My Guitar Gently Weeps" tem a participação memorável de Eric Clapton na guitarra, que serviu para animar um pouco os ânimos na gravação do disco e acalmar um pouco a banda, sendo que Starr a qualificou como memorável, devido ao bom humor de Clapton que contagiou a todos na banda e sem falar nos belos solos presenteados por Clapton em uma Les Paul. Subestimada inicialmente por Lennon e McCartney, essa viria a se tornar um dos clássicos do Beatles e que divide com Revolution, um dos momentos mais marcantes da carreira deles no que tange ao lado guitarrístico da banda.

"Birthday" traz o lado mais roqueiro da banda, sendo umas das músicas que mais transmitia energia neste disco, e que dizem que foi influenciada devido ao filme "The Girl Can't Help It" ( que contava com astros do ínicio do rock como Little Richard, Gene Vincent, Eddie Cochran e Jerry Lee Lewis), transmitido pela BBC na noite em que a mesma foi gravada. Hipnotizados pela energia do filme, eles correram para o estúdio após a exibição e gravaram ela rapidamente após a exibição. Díficil não se sentir contagiado com o ritmo desse baita rock n' roll e não querer imitar o riff de guitarra da mesma.

"Helter Skelter" é considerada uma das precursoras do Heavy Metal conforme alguns, mas não entraremos em detalhes, para não causar polêmicas. Esta surgiu quando McCartney ouviu uma entrevista de Townshend, onde ele dizia que "I Can See For Miles", era a música mais alta, suja e barulhenta que o The Who já tinha feito. Querendo superar isso, ele fez a sua própria música barulhenta e gerou uma porrada nos ouvidos, sendo a música que redefiniu o rock como anteriormente era conhecido a partir daquele momento. A intensidade era tanta e Ringo descia o braço tão forte na bateria, que no último take, não aguentando ele grita: "I've got blisters on my fingers!" ("Estou com bolhas nos meus dedos!"), sendo que esta reclamação foi parar no final da gravação, mostrando a fúria que ocorreu naquele momento.


Ainda temos muitas outras músicas que devem ser escutadas e apreciadas, como "Revolution 1", que anteriormente apareceu cheia de distorção e guitarras e se tornaria um clássico incontestável no lado B do single de "Hey Jude", com sua letra política e que seria considerada uma das precursoras do movimento punk. "Yer Blues" e sua letra ácida e suicida é um blues rock dos bons e mais um grande momento do disco. "Piggies", "Wild Honey Pie", "The Continuing Story of Bungalow Bill" mostram o lado mais experimental da banda e o quanto eles conseguiam inovar em suas composições e arriscavam em novas experimentações.

Resumindo, um discão a altura dos quatro rapazes de Liverpool e que mostra que mesmo em seu final e com as brigas comuns na banda, atesta a genialidade e a contribuição que deram ao rock de maneira geral e que dificilmente poderá ser superada por qualquer outra banda que venha a existir. Obrigatório!


Disco 1
1. Back in the U.S.S.R.
2. Dear Prudence
3. Glass Onion
4. Ob-La-Di, Ob-La-Da
5. Wild Honey Pie
6.The Continuing Story of Bungalow Bill
7. While My Guitar Gently Weeps
8. Happiness Is a Warm Gun
9. Martha My Dear
10. I'm So Tired
11. Blackbird
12. Piggies
13. Rocky Raccoon
14. Don't Pass Me By
15. Why Don't We Do It in the Road?
16.I Will
17.Julia

Disco 2
1.Birthday
2.Yer Blues
3. Mother Nature's Son
4. Everybody's Got Something to Hide Except Me and My Monkey
5.Sexy Sadie
6.Helter Skelter
7.Long, Long, Long
8. Revolution 1
9.Honey Pie
10.Savoy Truffle
11.Cry Baby Cry
12.Revolution 9
13.Good Night


John Lennon – Vocais; Guitarras, Piano, Órgão, Baixo
Paul McCartney – Vocais, Guitarras baixo, Piano , Órgão, Bateria (em "Back in the U.S.S.R." e "Dear Prudence")
George Harrison – Vocais; Guitarras, Baixo; Órgão
Ringo Starr – Bateria, Piano , Vocais (em "Don't Pass Me By" e "Good Night") e backing vocals ("The Continuing Story of Bungalow Bill")

Músicos convidados:
Eric Clapton – Guitarra solo "While my Guitar Gently Weeps"
Mal Evans – backing vocals e palmas em "Dear Prudence", palmas em "Birthday",trompete em "Helter Skelter"
Jack Fallon – violino em "Don't Pass Me By"
Pattie Harrison – backing vocals on "Birthday"
Jackie Lomax – backing vocals e palmas em "Dear Prudence"
Maureen Starkey – backing vocals em "The Continuing Story of Bungalow Bill"
Yoko Ono – backing vocals e palmas em "The Continuing Story of Bungalow Bill", backing vocals em "Birthday"


LINK NOS COMENTÁRIOS
LINK ON THE COMMENTS



By Weschap Coverdale

5 comentários:

Anônimo disse...

The white Album (DISC 1):
http://www.multiupload.com/YA2S9JVH6E

The white Album (DISC 2):
http://www.multiupload.com/QK1B6O7C1X

Jp disse...

Belo post cara! Mandou bem na escolha das fotos

Silver disse...

Meu predileto dos Beatles. Mandou bem Snipes!

JPRocker disse...

ctz um dos melhores deles...vlw!!!

Anônimo disse...

O melhor album de todos os tempo...