Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 13 de julho de 2010

Warren Haynes - Tales Of Ordinary Madness [1993]


Há pouco menos de um ano eu estreava na Combe postando esse álbum. Algumas semanas depois a postagem caiu e eu nunca me precupei em refazer. Mas hoje, tomando vergonha na cara depois tanto tempo sem postar, trago de volta um dos melhores discos de blues rock que eu já ouvi.

Warren Haynes é o fundador do Gov't Mule, umas das melhores bandas de southern/blues rock dos últimos tempos. Dono de um estilo bluezeiro forte, com muito groove e habilidade no slide, foi considerado o 23º maior guitarrista de todos os tempos pela Rolling Stone. Além disso, ele é membro da Allman Brothers Band há mais de 20 anos, sem mais.

Em 1993, lançou seu primeiro álbum solo: Tales of Ordinary Madness (homônimo do livro do grande Charles Bukowski e do filme de Marco Ferreri).

A proposta do disco é simples: blues rock cheio de groove, com influências que passam por southern, hard, funk e soul. Um enorme time de instrumentistas afiadíssimos trabalha em conjunto com as guitarras e a bela voz de Haynes, que aumenta o peso do soul presente no play. As guitarras são o grande destaque, com riffs de uma pegada alucinante e solos criativos que realmente dificultam descrições.

As melhores faixas são "Fire In The Kitchen", "Kiss Tomorrow Goodbye", "I'll Be The One", "Tatoos And Cigarettes" e "Sister Justice", que tem um dos riffs mais empolgantes que eu já ouvi. Mas esse é um play pra ouvir do começo ao fim.

O álbum teve boa recepção de público e crítica, e é mais um na galeria de grandes trabalhos do guitarrista. Blues rock do nível que pouca gente consegue atingir. Confira!

01. Fire In The Kitchen
02. Kiss Tomorrow Goodbye
03. Movers And Shakers
04. I'll Be The One
05. Blue Radio
06. Invisible
07. Sister Justice
08. Angel City
09. Tattoos And Cigaretts
10. Power And The Glory
11. Broken Promised Land

Warren Haynes - guitarra, vocais
Chuck Leavell - piano, órgão hammond e teclados
Michael Rhodes - baixo
Greg Morrow - bateria
Steve Holly - bateria
Marc Quiñones - percussão
Johnny Neel - órgão hammond, piano
Randall Bramblett - saxofone
Jeff Young - órgão
Bernie Worrell - órgão
Lincoln Schleifer - baixo sem trastes
Juanita Flemister e Alfreda Gerald - vocais de apoio

LINKS NOS COMENTÁRIOS

LINKS ON THE COMMENTS


Jp


11 comentários:

Anônimo disse...

Tales of Ordinary Madness

http://www.4shared.com/file/CZngVV35/contosdaloucuraordinaria_Jp_ww.html

dnlz disse...

Nossa brother , apavorou geral,WH é fodasso, timbre e pegada monstro.
Valeu!!!

Frank disse...

Gostei da descrição. Como to querendo espandir além do Hard, e como adoro música, resolvi baixar e NÂO me arrependi.

мєαиѕтяєєт disse...

Warren Haynes tem um poder de improvisação de dar inveja. Sem contar q detona no slide e no talkbox.

Adoro o Mule e tenho certeza q irei gostar bastante deste disco aqui!

Diego Martire Cerqueira disse...

Eu baixei esse albúm a um ano atrás e atesto tudo que está escrito no POST. Warren Haynes é pica !!!

Ernesto disse...

Em se tratando de allman Brothers, tudo é bom demais, valeu execelente post.

well.kingforaday disse...

fiquei um tempão procurando, valeu!!!

Frank disse...

que disco MARAVILHOSO

Anônimo disse...

Good post and this enter helped me alot in my college assignement. Thank you as your information.

Anônimo disse...

Sonzeira esse disco , de Warren Haynes não pode se esperar menos.

Petrus Heligan.

Luan Ferraz disse...

Warren Haynes é um monstro. O Gov't Mule é uma das melhores bandas dos últimos anos.

Costumo dizer que só sendo muito "anti-musical" pra não gostar hahaha.