Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Kiss - Creatures Of The Night [1982]

Bem, falar do Kiss pra qualquer integrante da Combe é moleza, pois é a banda que nos fez amigos e, consequentemente, fez com que abríssemos o blog, pois somos quase todos muito fãs desses caras por aqui.

Como todos já devem saber, o Kiss é uma das maiores bandas da história do Rock, sendo reconhecida e estando no topo há mais de 35 anos, levando muito Rock N' Roll pro mundo inteiro em plena forma, coisa que poucas bandas conseguem fazer, depois de tanto tempo.

Formado no início dos anos 70, por Gene Simmons (Chaim Witz) e Paul Stanley (Stanley Eisen), após o fim de sua banda chamada Wicked Lester. Juntaram-se a eles Peter Criss (Peter Criscuola) e Ace Frehley (Paul Frehley) e fizeram grandes clássicos do Rock nos anos 70, como "Destroyer", "Alive!", "Rock And Roll Over" e "Love Gun", elevando seu nome ao status que tem hoje em dia.

No início dos anos 80, a banda perde um pouco de força na mídia, com a saída de Peter Criss e as constantes brigas na banda de Ace Frehley contra Paul e Gene, mas, mesmo assim, lançaram "Unmasked" (1980) e "Music From 'The Elder'" (1981), com o primeiro fazendo grande sucesso na Austrália e o segundo sendo criticadíssimo por causa da direção musical totalmente diferente.

Até que chegamos ao post de hoje, que deu gás novo aos pulmões dos caras, e que também marca o último disco com as maquiagens até 1998, além de ter se tornado um grande clássico, assim como a maioria dos discos deles.

"Creatures Of The Night" foi lançado em meio às críticas pelo disco anterior, e aqui eles deixam de lado a música mais Pop lançada nos discos "Dynasty" e "Unmasked", e soando mais pesado do que o Hard Rock que eles faziam antes disso, sendo considerado um disco de Heavy Metal.

Aqui tivemos a presença do grande Vincent Cusano (que se tornaria Vinnie Vincent, algum tempo depois), inicialmente como compositor, mas acabou tocando guitarra em algumas faixas do álbum, assim como vários outros músicos, como Robben Ford e Bob Kulick, pois Ace Frehley simplesmente não apareceu em nenhuma sessão de gravação, comparecendo apenas à divulgação do primeiro single "I Love It Loud", numa pequena turnê pela Europa e na capa do álbum, aqui por questões contratuais.

Bem, falando da música, que é o que realmente interessa, o que temos aqui é Rockão do bom, totalmente pauleira e próprio pra quebrar um pescoço, de tanta oportunidade de banguear que nós temos aqui. O disco tem um clima meio sombrio e obscuro, obedecendo muito talvez ao título do álbum. Aqui também temos um SHOW de bateria do mestre Eric Carr, que mostra sua habilidade ao máximo, sendo as que estão aqui, as melhores linhas de bateria dele, na minha opinião. Paul Stanley continua dando um show vocal, como sempre, alcançando notas que poucos vocalistas no mundo do Rock/Metal conseguem e Gene Simmons fazendo suas linhas de baixo monstruosas e até tocando guitarra na "War Machine", e também cantando demais, dando uma monstruosidade a mais ao clima obscuro do disco.

Entretanto, as vendas nos E.U.A. não foram tão maravilhosas assim, para uma banda do porte do Kiss, superando o álbum anterior "The Elder", chegando ao 45º lugar nos rankings musicais, mas não sendo certificado disco de ouro até 1994. Entretanto, o álbum fez um sucesso monstruoso na América do Sul, "I Love It Loud" virou um grande hit por aqui, tocando em todas as rádios frequentemente, o que fez com que os caras fizessem sua primeira passagem no Brasil, em 1983, no Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo, batendo recorde de público no Maracanã, tocando para "só" 250 mil pessoas, sendo o maior público da história da banda, e da história de shows no Maracanã.

O álbum ainda foi relançado em 1985, com uma capa alternativa, com a banda já sem maquiagem e com a presença do guitarrista Bruce Kulick, que atuava naquela época.

Chegando aos destaques, é claro que tenho que destacar o hit "I Love It Loud", além das porradonas "Rock And Roll Hell", "Danger", "Killer", "War Machine", a faixa título e a baladona cheia de feeling "I Still Love You", que, ironicamente, eu demorei a aprender a gostar, haha...

Enfim pessoal, se vocês querem um Rockão do bom nessa segunda-feira, Kiss é sempre um prato cheio!

Paul Stanley - Vocals on 1, 3, 5 and 7, rhythm guitar
Gene Simmons - Vocals on 2, 4, 6, 8 and 9, rhythm guitar on 9, bass
Ace Frehley - Lead guitar (credited, but only appears in "I Love It Loud" music video)
Eric Carr - Drums, backin' vocals, rhythm guitar on 7

Vinnie Vincent - Lead guitar on 2, 3, 6, 8 and 9
Bob Kulick - Lead guitar on 5
Robben Ford - Lead guitar on 4 and 6
Steve Farris - Lead guitar on 1
Jimmy Haslip - Bass on 5

1. Creatures Of The Night
2. Saind And Sinner
3. Keep Me Comin'
4. Rock And Roll Hell
5. Danger
6. I Love It Loud
7. I Still Love You
8. Killer
9. War Machine

Links nos comentários / Links on the comments

Bruno Gonzalez

12 comentários:

Anônimo disse...

http://www.4shared.com/file/_b8cYSul/1982_-_Creatures_Of_The_Night_.html

Anônimo disse...

Formação original comanda. Mas a desta tour, com Carr e Vinnie, sub-comanda.

Isaac disse...

Esse é um puta disco!
Quem não ouviu, não sabe o que é ROCK de qualidade.

Silver disse...

Crássico

Gustavo disse...

Um baita disco! Kiss é foda

Gustavo disse...

Um baita disco! Kiss é foda

Joao Victor Oliveira disse...

olá, tudo bem? eu fiz um blog a um tempo, mas nao ta tendo muito movimento. vcs poderiam fazer uma divulgação para min? obrigado

http://rockandrollbardownload.blogspot.com

e parabéns pelas postagens.o Creatures of the night é um grande album

Anônimo disse...

Discaço! Foi o primeiro vinilzão de rock que eu ganhei na vida!

bá disse...

putz, KISS é bom demais e ponto.

Joao Victor Oliveira disse...

Kiss é a banda! esse cd é um dos mais fodas. a bateriaé o bixo!!! Grande Eric Carr

Ulisses disse...

Kiss é show !
Adoro os cds com vinnie na guitar!
Esse post vale ouro!
^^

Hard Raffa disse...

Simplesmente um discão, virei fã do Carr por conta desse disco, o cara mal chegou na banda e já foi detonando com tudo, fora que Gene e Paul mostraram todo o seu talento, album com muita técnica, do jeito q eu gosto...