Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Down - III: Over The Under [2007]

Se meu post passado foi de uma das maiores bandas das antigas, agora venho trazer a vocês uma das maiores da atualidade, que vem levantando a bandeira do chamado Sludge Metal, que nada mais é que uma mistura entre o Stoner, o Doom, o Southern Rock e o Heavy Metal dos anos 70, com grandes pitadas de Black Sabbath e outros.

O Down foi formado no início dos anos 90, pelo lendário Phil Anselmo, enquanto sua carreira no Pantera começava a decolar com o álbum "Cowboys From Hell", e junto dele, estavam os guitarristas Pepper Keenan e Kirk Windstein, além do baixista Todd Strange e o baterista Jimmy Bower. O primeiro álbum, auto-intitulado, foi lançado em 1995 e teve ótimas vendas, e, após um breve hiato, em 1999, o também lendário Rex Brown entrou para o grupo, e, logo após o fim do Pantera, em 2002, o segundo disco "II: A Bustle In Your Hedgerow" foi lançado, com boa repercussão, assim como o primeiro.

E, em 2007, veio o discão de hoje, que, sem dúvidas, é o melhor dos 3, bem puxado para o Stoner setentista, com instrumental extremamente furioso e um ótimo trabalho vocal de Anselmo, que mostra mais uma vez o motivo de ser considerado um dos melhores vocalistas da história do Rock, com uma grande versatilidade e abusando de técnicas como o drive, que, aliados à sua voz grave, prometem mostrar como um vocalista de verdade faz.

Aclamadíssimo pela mídia, o álbum rapidamente figurou no Top 200 da Billboard, vendendo "apenas" 29 mil cópias só na primeira semana de lançamento, e isso só nos Estados Unidos. Em outros países, como Irlanda e Inglaterra, o disco também teve ótima repercussão, estando também na metade dos rankings dos dois países.

Como já falei, o que temos aqui é uma grande demonstração de como se fazer música pesada de qualidade, sem ficar chato e sem deixar a peteca cair em nenhum segundo de execução. As guitarras poderosíssimas da dupla Keenan e Windstein mostram como é que bons guitarristas da atualidade tocam, com ótimas bases e, principalmente, solos, além de abusarem dos pedais de efeito, que, mesmo um ouvido não tão treinado consegue captar muito bem. Rex Brown mostra que, depois de mais de 25 anos de atividade, ainda é um grande baixista, e o baterista Jimmy Bower mostra um grande trabalho nas baquetas, com viradas insanas e alguns pedais duplos comendo em certas músicas. Também temos a presença de teclados em algumas, que faz em uma tremenda diferença, dando uma característica absolutamente setentista nas quais ele aparece.

A versatilidade das músicas também é incrível, pois vamos do nível mais rápido ao mais lento numa mera troca, com vários arranjos dos estilos que citei no início do texto, onde aparecem os riffs lentos e carregados do Doom, mas também os rápidos e demolidores do Stoner, e também várias características do Southern Rock, até por causa das próprias influências dos integrantes.

Finalmente, as letras também estão ótimas por aqui, com uma direção absolutamente diferente dos álbuns anteriores, que eram agressivas, cheias de ódio e, até mesmo, com algumas profanações. Aqui temos coisas mais sentimentais, como a destruição que o Furacão Katrina mostrou no Sul dos E.U.A., e também, sobre os sentimentos de Anselmo quanto à morte de seu ex-companheiro de Pantera, Dimebag Darrell. Como o próprio guitarrista Pepper Keenan disse, eles tentaram soar mais positivos neste álbum.

O álbum ainda consta como o 4º melhor, entre os 20 de 2007, pela revista "Revolver", e em 2º pela "Metal Hammer", além de estar entre os 50 melhores do mesmo ano pela revista "Rolling Stone".

Chegando aos destaques, é obrigação minha falar de músicas como "Three Suns And One Star", "The Path", "Never Try", "Beneath The Tides", "N.O.D." e a longa "Nothing In Return (Walk Away)", com 8 minutos de duração.

Enfim, se vocês querem um DISCASSO de uma das maiores bandas da atualidade, aqui está um que vai deixar uma boa marca no seu gosto musical.

Philip H. Anselmo - Vocals, guitar on 2
Pepper J. Keenan - Guitars
Kirk Windstein - Guitars
Rex R. Brown - Bass
Jimmy Bower - Drums

1. Three Suns And One Star
2. The Path
3. N.O.D.
4. I Scream
5. On March The Saints
6. Never Try
7. Mourn
8. Beneath The Tides
9. His Majesty The Desert
10. Pillamyd
11. In The Thrall Of It All
12. Nothing In Return (Walk Away)
13. Invest In Fear (Japanese bonus track)

Link nos comentários / Link on the comments

Bruno Gonzalez

14 comentários:

Anônimo disse...

http://www.4shared.com/file/Z02mHg4I/Down-Overtheunder_by_Bruno.html

Andre disse...

Nunca prestei atenção na carreira solo do Phil Anselmo por razões pessoais, mas após ler seu texto fiquei interessado em ouvir este album. Baixando....

Moisés disse...

Depois de ouvir bem os discos do Pantera com o Anselmo e achá-lo um puta vocalista, fiquei curioso. Certamente baixarei...

Anônimo disse...

esse blog é do caralho né ?
vocês são muito loko... parabens!!!
Muito Obrigado

Felipe Kotzen disse...

Caralho! Já tinha ouvido falar dessa banda, mais nunca parei pra escutar, e é pq sempre fui fã do Pantera. Muito bom esse disco, muito bom mesmo, baixar os outros dois pra conferir... vlw!

Anônimo disse...

Ja conhecia o Down há muito tempo, e sempre achei o primeiro duca, o melhor, sedno que nunca tive muita paciencia para escutar o segundo, cujas musicas sempre achei que diferem muito do primeiro disco. Do terceiro então, nunca tive curiosidade... mas depois da sua resenha, estou baixando e prometo escutá-lo com carinho pra ver se vc tem razão.
abraço

luxorissa disse...

bom,eu ja conhecia o trabalho down,ja baixei o 2 anteriores e devo ter este tbm mas não to lembrado e vou baixar para reavivar a minha mente.mas posso dizer uma coisa eu gostei pacaraio,e o que me leva a ouvir os projetos paralelos é que não tem nada a ver com a banda oficial em que os integrantes participam.por isso não me decepciono.

Anônimo disse...

nunca ouvi, mas fiquei curioso!

dnlz disse...

Resenha do caralho!!!Valeu!!

R. coelho jr disse...

O Philip é um dos caras mais fodas do universo, só faz coisa boa, com o Down não é diferente.





Parabéns pelo post Brenye!

Anônimo disse...

bela resenha...belo post! MUITO OBRIGADO POR COMPARTILHAR ESTAS PÉROLAS!

Ricardo Brovin disse...

Rocker's e seus universos paralelos... sempre bom conferir!!! parabéns pelo post...

Gabriel Cabral Bezerra disse...

Ótimo post. Valeu!

Victor Nazário disse...

Down é phodda !!!! Melhor show da minha vida. Phil Anselmo é insano. Abraço