Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Babylon A.D. – Babylon A.D. [1989]


Sabe aquele Hard Rock visceral, no melhor estilo Mötley Crüe/Skid Row? O Babylon A.D. é adepto dessa mesma linha. Oriundos da famigerada Bay Area – o que pode dizer muito sobre esse peso extra em seu som – o quinteto surgiu graças à amizade entre o vocalista Derek Davis e o baixista Robb Reid, colegas de escola desde a infância. Após anos tocando na cena underground local, quando ainda se chamavam The Persuaders, a banda foi observada por executivos da Arista Records, que propuseram um contrato para gravação. Mas antes de qualquer coisa, a primeira providência seria a troca de nome, pois já havia um grupo com esse registrado na cidade de Chicago.



Lançado em 1989, o debut auto-intitulado alcançou disco de ouro, vendendo mais de 500 mil cópias (sim, naquela época a exigência era alta) e atingindo a posição de número 88 na parada da Billboard – desempenho considerado muito bom para um estreante. As rádios Rock da terra do Tio Sam tocavam “Bang Go the Bells” e “Hammer Swings Down” sem parar, fazendo com que ambas figurassem por meses entre as mais pedidas do gênero. Outro fato que ajudou a aumentar a popularidade dos caras aconteceu quando “The Kid Goes Wild” foi escolhida para fazer parte da trilha sonora do filme Robocop 2, com direito a clipe de divulgação com participação da estrela do longa-metragem.



Mas não fica só nessas três. Todas as dez faixas possuem qualidade para agradar os adeptos de um bom Hard Rock. A bela balada “Desperate”, com sua base acústica, tem tudo para agradar quem curte grupos como o Great White. Falando em violões, a introdução de “Shot o’ Love” é de deixar o ouvinte com o coração na boca, desembocando em uma mid-tempo que chega a lembrar alguma coisa do Def Leppard dos tempos de Pyromania. A quase Heavy “Back to Babylon” e o groove cativante de “Sweet Temptation” são destaques da reta final do play, que termina com “Sally Danced”, Hard/Blues com um jeito todo ‘canalha’ de ser.


O Babylon A.D. ainda lançaria o bom “Nothing is Sacred” em 1992, mas logo seria vitimado pelas mudanças do mercado, sendo condenado ao ostracismo. Uma tentativa de volta se ensaiou na virada do século, com um ao vivo e o terceiro de inéditas, mas acabou não surtindo o efeito desejado. Em 2006, um disco de sobras e out-takes também chegou ao mercado em edição pra lá de limitada, em homenagem aos fãs que se mantiveram fiéis por todo esse tempo. Enquanto rumores de novo retorno se espalham frequentemente, Derek Davis prepara seu primeiro trabalho solo para o primeiro trimestre do próximo ano.



Derek Davis (vocals)
Danny DeLaRosa (guitars)
Ron Freschi (guitars)
Robb Reid (bass)
Jamey Pacheco (drums)

01. Bang go the Bells
02. Hammer Swings Down
03. Caught in the Crossfire
04. Desperate
05. The Kid Goes Wild
06. Shot O' Love
07. Maryanne
08. Back in Babylon
09. Sweet Temptation
10. Sally Danced

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

8 comentários:

Anônimo disse...

Babylon A.D. – Babylon A.D. [1989]

61 MB
192 kbps

http://www.mediafire.com/?da3bzsv6gzr4el1

Taliban Sexy Trucker disse...

Babylon A.D é foda demais cara, é uma pena que determinadas bandas tenham sido de fato aniquiladas pelo grunge nessa época....

Rex Niskke disse...

esse disco é mto foda!!!

e eu tenho el original!!!

belo post o/

Eduardo Paiva disse...

Esse álbum é excelente! O Babylon A.D. era uma ótima banda! Maldito grunge...

Esse álbum deixa transparecer o lado agressivo que o Hard começava adotar no fim dos anos 80 após a ascensão do Guns. Destaco também a faixa Maryanne!

Dragztripztar disse...

Isso é um clássico do Hard 80's.
E Desperate foi regravada poucos anos depois pelo Baton Rouge, e ficou ainda melhor!
E tbm tem uma versão ao-vivo e acústica dela no segundo disco deles, que não é tão bom qnto esse, mas tem umas sonzeiras do mesmo nível do debut. Psychedelic Sex Reaction e Blind Ambition, por exemplo.

Hairbanger disse...

tenho original esse! tava ouvindo sem parar esse classico esses dias! um dos melhores disco que já escutei em minha vida, sem exageros! classico absoluto.

Moura disse...

Velho, essa banda era muito foda, como todos já disseram, pena que surgiu na hora errada e não foi pra frente...mas pelo menos deixou ótimos álbuns para garimpeiros como nós

Bruno Saldanha disse...

As músicas desta banda são muito boas! Gostei e já estou baixando!