Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Wicked Lester - Wicked Lester [1971]



Para os mais entusiastas do trabalho do Kiss, o nome Wicked Lester é familiar.

O embrião da banda mais quente do mundo se formou no ano de 1970, tendo como núcleo o baixista Gene Klein (mais tarde conhecido como Gene Simmons) e o tecladista Brooke Ostrander, que recrutou o guitarrista Stephen Coronel. A formação inicial foi completada com a integração de Stanley Eisen (Paul Stanley), um guitarrista com quem Coronel já havia tocado.

Com o nome primário de Rainbow, o quarteto passou a tocar em diversas casas de shows, até que foram chamados pelo engenheiro de som dos estúdios Electric Lady, Ron Johnsen, para a gravação de uma fita demo em 1971. A produção ficou a cargo de Johnsen, que também se encarregou em mostrar o resultado a várias gravadoras. Finalmente, a fita foi comprada pela Epic e o contrato para a gravação de um full foi conquistado.

File:Wicked Lester.jpg

Uma outra formação da banda. Da esquerda para a direita: Ron Leejack, Gene, Paul, Brooke Ostrander e Tony Zarrella

A gravação contou com Ron Leejack, um músico de estúdio, substituindo Stephen Coronel. O processo durou um ano, e ao ver o resultado da empreitada, o diretor da Epic Don Ellis simplesmente se recusou a lançar o disco (algo semelhante ocorreu com o Motörhead na época da gravação de On Parole); e o resto é história.

Graças à internet, atualmente temos vários bootlegs das sessões de gravação para o que viria a ser o primeiro disco do grupo. Como são muitas versões, não há como saber se a que disponibilizarei para vocês tem faixas a mais ou a menos. Sendo assim, se alguém tiver mais informações a respeito das músicas que foram gravadas, avise nos comentários.

A sonoridade é muito diferente de tudo o que foi gravado pelo Kiss. A veia rock'n'roll, apesar de existir, por vezes dá lugar a influências inusitadas de Folk e Pop Music. Várias amostras dessa ecleticidade se apresentam, contando com instrumentos como banjo, percussões e instrumentos de sopro. É perceptível, ao decorrer da audição, uma banda ainda em estado de evolução, e isso é ressaltado pela baixa qualidade das gravações.



Das onze faixas, apenas duas foram reaproveitadas posteriormente: Love Her All I Can e She, que saíram em Dressed To Kill com algumas mudanças no arranjo. É interessante dizer que a música (We Want To) Shout It Out Loud é um cover de The Hollies e só tem o nome em comum com o clássico do disco Destroyer.

Por conta de ser um bootleg, não espere uma gravação de alta qualidade. Mas nem por isso não temos boas composições por aqui, e que bem podiam ter sido reaproveitadas futuramente. Belos exemplos são as poderosas Keep Me Waiting e a balada Long, Long Road. No mais, um registro que merece ser guardado por seu valor histórico. Enjoy.


Gene Simmons - baixo, vocais
Paul Stanley - guitarras, vocais
Ron Leejack - guitarras, banjo
Brooke Onstrader - piano e instrumentos de sopro
Tony Zarella - bateria

01. Love Her All I Can
02. Sweet Ophelia
03. Keep Me Waiting
04. Simple Type
05. She
06. Too Many Mondays
07. What Happens in the Darkness
08. When the Bell Rings
09. Molly
10. (We Want To) Shout It Out Loud
11. Long, Long Road

Por Gabriel

Link nos comentários!
Link on the comments!



9 comentários:

Anônimo disse...

http://www.multiupload.com/0OZ690D80D

Profeta do Heavy disse...

Ola Combe do Iommi,queria fazer uma parceria com voces,voces poderiam anunciar meu blog,eu anunciaria o de voces em troca.

Profeta do Heavy.

sangenio.com@hotmail.com

Anônimo disse...

Uma coisa, nessa demo, é certa: o baterista é melhor que Peter Criss.

Ron Mick disse...

Mas até eu sou melhor q o Peter Criss!

RonaldoHR disse...

Linda Postagem!

Weschap Coverdale disse...

BELA POSTAGEM GABRIEL! PARABÉNS

Gabriel disse...

O Peter Criss não é nenhum às da bateria, realmente, mas ele é muito subestimado às vezes.

Obrigado pelos elogios! Muito bom saber que gostaram do post!

AlBassPlayer disse...

Outra grande postagem! É KISS! Não interessa! Baixem sem dó nem piedade!

OBS: Até o Ringo Starr é melhor que o Peter Criss

Dr. Heart disse...

isso aqui sim é uma perola....uma joia rara...e mais uma vez brigado a combe.