Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sábado, 27 de novembro de 2010

Combest Of: Vol. IV - Mats Levén [2010]


Pegando gancho nessa idéia proposta pelo Silver, resolvi criar uma coletânea nos moldes da Combest Of, que como é sabido, pega um artista que se diferencia dos demais, por ter uma carreira diversificada e incansável. Me veio vários nomes à mente, mas foi fácil me decidi pelo sueco Mats Levén, que já fez parte de diversas bandas, conquistando fãs de várias vertentes do Rock/Metal, desde os amantes de sons pesados tradicionais, até os fãs de músicas sombrias e melancólicas, além de ter feito parte de grupos distintos que não adotavam características prevalecentes de nenhum estilo.

Conhecido principalmente pelos seus trabalhos com o Yngwie Malmsteen, Mats Levén já tinha uma história pregressa interessante antes de sua entrada na banda do sueco voador, tendo feito parte de dois grupos de Hard Rock da Suécia e outros projetos. Sua carreira teve início com o Swedish Erotica no final dos anos 80, e logo depois recebeu o convite para fazer parte do Treat, onde conseguiu dá uma nova cara ao grupo, levando-os a praticar um Hard Rock mais pesado e numa linha mais tradicional, se afastando do estilo Melódico de outrora.

Levén com o Treat em 1992

Posteriormente integrou o projeto do baixista Leif Edling que havia terminado com o Candlemass em meados de 1995 e resolveu montar um grupo ainda calcado no Doom Metal, mas com fortes influências de Prog Metal e contando com um nome pra lá de estranho; Abstrakt Algebra. Levén foi chamado para apenas gravar o material que foi todo composto por Edling. O segundo álbum chegou a ser gravado, mas Edling recebeu a proposta de regravar as músicas com outro vocalista e lançar sob o nome do Candlemass. Dessa forma, resultou no lançamento do Dactylis Glomerata e o engavetamento das gravações originais que saíram como bônus no relançamento do disco. No mesmo ano de 1995, Levén formou um grupo para parodiar o AC/DC, o divertido e descontraído AB/CD.

Abstrakt Algebra

Com a efetivação de Mats Levén em uma banda, além do vocal potente e único que ele emprega no trabalho, é certo que, o disco trará características que irão marcar um momento completamente renovado e diferente do que vinha sendo trabalhado pelo artista ou banda que contar com seus serviços. Foi assim com o Treat, como já citado, e no "Facing the Animal" (1997) do Malmsteen não foi diferente, é um dos trabalhos mais fáceis de digerir na carreira desse guitarrista, com altas pitadas de Hard Rock, e que proporcionou ao Levén sua primeira turnê mundial, inclusive passando pelo Brasil onde foi gravado o ao-vivo duplo "Live!!".

Banda do Malmsteen em 1997

Em meio a algumas participações fazendo backing vocals em projetos de amigos, Levén foi convocado para assumir o microfone no projeto Dogface, capitaneado pelo habilidoso guitarrista Martin Kronlund (Gypsy Rose, Overland). O grupo conseguiu promover uma bela agitação na cena com o debut "Unleashed", sendo colocado em sexto lugar na lista dos melhores discos de 2001 do site Melodic Rock - embora tenha sido lançado oficialmente em 2000. Além disso, participou de inúmeras empreitadas paralelas de músicos como Pontus Norgren (Talisman, The Poodles, Hammerfall) e Torben Enevoldsen, - um guitarrista dinamarquês pouco conhecido, mas que é muito afamado em seu país -, que ao formar sua banda, Fatal Force, chamou o Mats Levén para ocupar o posto de vocalista.

Pontus Norgren/Damage Done

Já renomado, passou a ser chamado frequentemente por músicos de diversos estilos que percebiam sua versatilidade em cantar o estilo que for dando a impressão que esteja cantando seu estilo preferido. Culminando no surgimento de convites para integrar desde grupos de Doom Metal como o Krux, Gothic Metal como o Therion, até o retorno das atividades do grupo Glam que o evidenciou pela primeira vez em sua carreira, o Swedish Erotica, por volta de 2004.

O retorno do Swedish Erotica

No caso do Therion, a sua participação foi tão intensa que acabou sendo confundido como membro permanente da banda, o que foi esclarecido pelo próprio que, apesar de ter feito shows e gravado boa parte de alguns discos, era apenas convidado e recusou o convite para ser membro efetivo. Além do Therion, o sueco participou de outros projetos com apenas algumas aparições nos discos, como o Audiovision e o Crash the System.

Mats ao-vivo com o Therion

Com o grupo alemão At Vance ocorreu novamente uma reviravolta na sonoridade da banda após a efetivação de Levén. Pois a banda praticava um Heavy Metal predominantemente Melódico, e no disco que marcou a estréia do Levén, o ótimo "The Evil in You" (2003), a banda passou a compor sons voltados mais para o Heavy Metal Tradicional, bem cadenciados e com apenas umas três músicas no velho estilo, apenas para não serem acusados de "traidores do movimento" (risos). Dois anos depois, o At Vance lançou o "Chained", segundo e último disco com os vocais de Levén, que relatou que o disco foi feito sob uma "horrível situação de gravação", resultando em sua saída.

At Vance na época do The Evil In You. Da esquerda para direita. Jürgen Lucas, Mats Levén, Olaf Lenk, Rainald König e Sascha Feldmann

E após dezenas de convites para emprestar seu talento, Mats resolveu fundar algumas bandas, dentre elas, duas com o guitarrista Fredrik Akesson (Talisman, Arch Enemy, Opeth), sendo a de maior destaque o Sabbtail, que praticava um Heavy Metal bem próprio e descompromissado, com passagens reais de orgão Hammond. Todos esses trabalhos apesar de não terem tido uma grande repercussão, são de um nível muitíssimo acima da média, e talvez por não se encaixarem em um estilo definido e serem bem abrangentes, espontâneos e sem pretensões comerciais, acabaram por não atrair tanto a atenção de um público maior.

Levén e Dave Grohl tietando o Motörhead

Quem conhece bem o trabalho desse vocalista sabe que se trata de um dos vocalistas mais talentosos do cenário atual. Quem ainda não conhece e ao escutar a diversidade de sons que o mesmo canta com uma competência que esmaga inúmeros vocalistas medíocres rodeados de "auê" por aí, certamente vai repensar seus conceitos quanto aos melhores vocalistas atuais e vai dar um jeito de encaixar o Levén em sua lista.

Nessa seleção tentei reunir o que há de melhor e as faixas que mais representam a sonoridade de cada um dos grupos que o Levén integrou, deixando de fora pouquíssimas bandas que tenha integrado, até porque seria impossível encaixar tudo aqui. E ao longo do tempo, certamente vou postar muitos desses projetos que o Mats Levén fez parte pra esmiuçar melhor, e mostrar que competência e reconhecimento muita das vezes não andam juntos.

01 - Love Hunger (Swedish Erotica)
02 - Blood Sweat And Love (Treat)
03 - Shadowplay (Abstrakt Algebra)
04 - Twelve Beers (AB-CD)
05 - Enemy (Yngwie Malmsteen)
06 - Suicidal Mission (Pontus Norgren)
07 - I Will Be There (Dogface)
08 - Black Room (Krux)
09 - The Evil In You (At Vance)
10 - Shining Star (At Vance)
11 - Figure This (Sabbtail)
12 - Down 2 Bizniz (Swedish Erotica)
13 - Caveman (Fatal Force)
14 - The Big Empty (Krux)
15 - Suicide [Thin Lizzy cover] (Dogface)
16 - Gates of Babylon - Live [Rainbow cover] (Yngwie Malmsteen)

(Links nos comentários - links on the comments)

Dragztripztar

Capa: Silver

5 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?6d2yo6brsn5gwaa

alemão disse...

porra nunca tinha comentado aqui por preguiça, mais começo a mudar isso hj :D, nunca ouvi nada relacionado a esse cara, mais agora que baixei achei muito bom, vlw combe :D

Rex Niskke disse...

ta ai o cara que eu considero o vocalista mais injustiçado da história da musica,além dele ter uma puta voz ele consegue se a adaptar a divessos esstilos completamente diferentes sem nunca perder a qualidade!!! parabéns pelo post e por essa excelente coletanea!!!

jantchc disse...

o cara parece mais um arroz de festa feito o JLT e o JSS...

se tiver a competencia dos dois o cd deve estar foda..

preciso conferir..

maisquevencedor disse...

Excelente trabalho de pesquisa. Long live to Rock 'N Roll.