Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Golpe de Estado - Quarto Golpe [1991]


Dentro do Brasil temos bandas de Hard que representam muito bem o estilo, mas que muitas vezes não tiveram a atenção que realmente deveriam e nem o espaço na mídia para divulgarem seu excelente trabalho. E o maior exemplo disso é Golpe de Estado, banda paulistana que pratica um hard perfeito, cheio de influências do blues e do heavy, e que já teve oportunidade de abrirem shows para monstros do estilo como Deep Purple, Nazareth e Jethro Tull.

O Grupo foi formado em 1985 pelo excelente baterista Paulo Zinner, o baixista Nélson Brito e o vocalista Catalau, após o fim da banda Fickle-Pickle. Como guitarrista, foi convidado Hélcio Aguirra, integrante do Harppia, mas que ao ver a boa integração entre os músicos, acaba por dar prioridade ao Golpe de estado. Após o lançamento de seu disco de estréia, que teve uma venda de 5.000 cópias, eles esperavam a assinatura com uma major, o que não ocorreu.

Mas mesmo sem apoio de grandes gravadoras, eles seguiram lançando discos e com uma base de público fiel, que sempre lotava seus shows. E a cada disco que se passava, seu som ficava cada mais vez mais único, com os pés enfiados na raízes do rock ´n roll e do hard rock, resumindo, sem muita frescura, cheio de identidade e peso.



E o ápice disso tudo ocorreu em seu quarto disco, o sensacional "Quarto Golpe". Aqui a banda estava entrosadíssima, com destaques para a guitarras velozes e furiosas de Hélcio e da bateria massacrante de Paulo Zinner, que mostra que não à toa é considerado um dos maiores bateristas do país. E abertura com "Dias de Glória" mostra que a banda não estava para brincadeira, ou a fim de perder tempo, em um hard direto, e que Catalau mostra que é possível cantar hard em português sem nenhuma dificuldade.

"Mal Social" com sua letra crítica e ácida, atacando o descaso com os meninos de rua, e como a sociedade o ignora, em que inclusive o personagem da letra acaba por ser vítima de uma chacina. Mas a balada "Caso Sério" vem para amenizar o clima pesado da canção anterior, em que Catalau com seu jeito malandro dá um toque único na interpretação, e se torna uma canção legal e agradável de se escutar. "Não Faz Mal" traz o peso de volta, sem falar no excelente trabalho de Zinner nas baquetas e com riffs sacanas de Hélcio que cativam já na sua primeira audição.

"Faço O Que Posso" traz o melhor trabalho de guitarras que o disco apresenta até aqui, uma música típica da época dourada do Hard, só que mais suja e menos cheia de brilho. "Real Valor" é outra balada muito boa, como uma letra mais reflexiva e banda redondinha, com outro trabalho muito bom. "Retorno" é uma faixa bem rocker, em que é impossível definir a mesma, devido a sua cadência única. "Sanguessugas" apresenta riffs cheios de peso e uma bateria descontrolada de Zinner, nessa que é uma das melhores faixas desse disco na minha opinião. "Ela foi feita" tem um riff que chega a lembrar vagamente a introdução da música "Brasil" do Cazuza, mas a sua letra machista e engraçada bem ao estilo do Stones, finaliza este disco da maneira mais sensacional possível.

Um disco indicado para quem gosta de hard rock sem frescura e cheio de influências bluesy. Aqui sim, uma banda nacional realmente sensacional, e que está ao lado do Dr. Sin como uma das melhores nacionais que existem. E que com toda a certeza, mereceria muito mais atenção, ao contrário de muitas que são idolatradas e não merecem tal tratamento.



Ps: Os vídeos não estão muito bons, é impossível achar algo do Golpe em boas condições, foi mal aí!

1.Dias de Glória
2.Mal Social
3.Caso Sério
4.Não Faz Mal
5.Faço o Que Posso
6.Real Valor
7.Retorno
8.Sanguessugas
9.Ela Foi Feita

Catalau - Vocais
Helcio Aguirra - Guitarras
Nelson Brito - Baixo
Paulo Zinner - Bateria

By Weschap Coverdale

8 comentários:

Anônimo disse...

http://www.multiupload.com/GMGT4RKULM

Paulo disse...

Banda boa demais,nao conheço esse album...baixando ;]

Anônimo disse...

Golpe é muito foda, ORGULHO Nacional!!!!
ao som de AC/DC, C.O.D.

mschyss disse...

Boa pedida, Wes. Curti muito o post, e o album.

dnlz disse...

Essa foi a banda que mais shows eu assisti, na boa na época das gravadoras , elas não terem investido no Golpe foi a maior cagada pois os shows eram sempre cheios e a galera sempre saia satisfeita , só para comentar a foto da banda esta com o Kiko Muller no lugar do grande Catalau. Valeu!!

Weschap Coverdale disse...

Eu coloquei essa Dnlz, pq é quase impossível achar uma foto da formação com o Catalau, todas estão ruins, essa com o Kiko foi a melhor que achei...

Tiago Duarte disse...

Uma pena a banda nunca ter recebido o devido reconhecimento que merece
Discos como esse e o "Forçando a barra" são classicos do rock nacional
Valeu pelo post
Abraço

Ernesto disse...

Otimo post, quem diria que o Catalau um dia iria virar Pastor da Bola de Neve Church, rsrsrsrsrs