Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Midnight Sun - Metal Machine [2001]


A Suécia demorou pra se ambientar no Rock, mas quando esse momento chegou o resultado tá aí, inúmeras bandas fazendo um expressivo sucesso no mundo inteiro. Enquanto as décadas de 60 e 70 foram tomadas por bandas inglesas chegando ao topo das paradas, e nos anos 80, com toda a glamourização que o Rock sofreu, os Estados Unidos comandaram proeminentemente, e ditaram praticamente tudo que se fazia no Rock daquela época. Conquistar um espaço de destaque na Escandinávia era algo completamente ilusório, praticamente só uma banda havia alcançado tal feito, o Europe, acompanhado bem de longe por TNT, Pretty Maids, Treat, 220 Volt, entre outras poucas.

Mas todo esse distanciamento nórdico em relação ao reconhecimento musical não implicava que as pessoas desses países fossem desligadas do Rock, pelo contrário, admiravam atentamente tudo e ensaiavam os primeiros passos para arrematar multidões de fãs posteriormente. E logo na década de 90, começaram a surgir inúmeras bandas trazendo consigo alguns dos melhores instrumentistas e compositores contemporâneos. Talisman, Royal Hunt, Backyard Babies, ARK e The Hellacopters, só pra ficar nos exemplos mais evidentes. Acompanhando essa leva de bandas talentosas, vinham alguns grupos mais desconhecidos, mas não menos interessantes, como Prime Time, Narita, Stormwind e o Midnight Sun.

Dos países nórdicos, a Suécia foi a que mais surpreendeu, e cresce até hoje, já evidenciando no séc. XXI vários outros grupos, e chama a atenção por apresentar bandas com uma irrefutável originalidade, e um dos maiores exemplos tá aqui, o Midnight Sun, que por possuir um compositor apaixonado pela música progressiva acaba por criar um Heavy Metal complexo, de assimilação circunspecta, e com muita influência de Judas Priest. A banda começou em 1996 e lançou três discos nos três anos seguintes, mas a porção que faltava pro Midnight Sun fazer um disco realmente excitante de Metal, só foi adicionada em 2000 com a entrada de um dos melhores vocalistas atuais da Suécia, Jakob Samuelsson, que aqui atende por Jacob Samuels. Além do ótimo guitarrista, Magnus Karlsson (Primal Fear, Allen/Lande) que entrou no disco anterior, mas que se entrosou perfeitamente em "Metal Machine".



O baixista Jonas Reingold depois de ter percebido que havia criado composições fabulosas para o quarto disco do grupo, não poupou sua autoconfiança e saiu falando pelos quatro cantos que eles eram os deuses do metal -uma atitude bem Manowar-, e que "Metal Machine" era o seu melhor trabalho, e para tanto escreveu uma auto-ode, a faixa "Metal Gods", completamente inspirada no estilo do Judas Priest, mas com um começo à la Rammstein, com uma voz bem grave e robótica fazendo conclamações em latim. Outro momento pra lá de esquisito é o começo da faixa-título, com sintetizadores em um ritmo meio dançante, dando impressão que vai se iniciar uma música da Britney Spears. Os sintetizadores acompanham a música até o final, o que nas primeiras audições soa bem estranho, mas como disse esse não é um disco pra ser digerido rapidamente, e depois de assimilar bem, verás que todos esses elementos são ensejados.

Apesar do lado introspectivo ser preponderante, os momentos que a banda decide ir direto ao ponto são inegavelmente os melhores momentos do disco, como em "Your Blood Burns In Hell" (minha preferida), "Steel to Steel" e "Metal Will Stand Tall", que o Jacob gostou tanto que fez um cover com o The Poodles e colocou até como o título do debut de sua banda. Porém, a versão original apresentada aqui tem nove minutos, devido aquelas típicas surpresinhas de final de disco, quando você pensa que acabou... Mesmo essas músicas representando o contraposto do álbum, o grupo mantém sempre os arranjos etéreos e diferenciados, como na já citada "Your Blood Burns In Hell" que possui arranjos absolutamente geniais, com direito até a guitarra sintetizada, além de uma forte emotividade. Nesse momento eu me pergunto: será que não é válido esse narcisismo de Jonas Reingold? Se faz por onde, qual o problema de admitir sua competência?

"Metal Machine" é uma jornada mágica fora dos paradigmas, mas ainda inserido no mais puro Heavy Metal, uma unidade sólida criada por músicos que possuem uma visão além de tudo que já é pré-proposto pelo Heavy Metal, e mostra de uma vez por todas que a Escandinávia hoje tem bandas que conseguem dá suas próprias visões e interpretações do Rock/Metal, e não se limitam em ficar misturando tudo que já foi feito por Iron Maiden, Saxon, Accept, Black Sabbath e afins. E que sejam dadas todas as honras à Jonas Reingold, por não temer represálias, e deixar de lado a falsa humildade em suas declarações e mostrar que conhece a si próprio, o que pode até ser confundido com insolência. Não mediu as palavras, falou, fez e mostrou.

01-Metal Gods
02-Dungeons Of Steel
03-Temple Of The Graal
04-Steel To Steel
05-Metal Machine
06-Fight
07-Distorted Eyes
08-Your Blood Burns In Hell
09-Keeper Of The Gate
10-Metal Will Stand Tall

Jacob Samuels - vocals
Magnus Karlsson - guitar
Jonas Reingold - bass
Jaime Salazar - drums

Additional musician:
Richard Andersson - keyboards

(Links nos comentários - links on the comments)

Dragztripztar

7 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?3a1rasaozgpf8uc

Rex Niskke disse...

Realmente as escandinavia esta se mostrando o berso das melhores bandas da atualidade,isso é incontestavel

nunca tinha ouvido falar nessa banda,mas fiquei curioso pra saber como é o som dos caras e vou baixar

vlw again!!!! o/

jullecosta disse...

to baixando pelo comentario do combe mas confesso q não conheço esta banda,mas ja tinha ouvido falar no jacob.

Henrique disse...

ÓTIMA BANDA!!!DE ONDE TU TIRA ESTAS PÉROLAS??VALEU O POST!!

Anônimo disse...

Yeah Yeah, gostei, glu glu.

André Costa disse...

O disco é tudo que a resenha falou mesmo. Mandou bem!

jantchc disse...

a resenha me convenceu novamente..

baixando..