Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Bob Seger & The Silver Bullet Band - Against The Wind [1980]


O disco que conseguiu tirar o clássico "The Wall" do primeiro lugar entre os discos mais vendidos, e que se tornou o primeiro e único registro de Bob Seger e a Silver Bullet Band a conseguir esta proeza. Apesar de ser bem pouco conhecido aqui em terras tupiniquins, seu rock calmo e suave, mas totalmente apropriado para momentos "on the road", com letras que falam sobre os obstáculos e dificuldades da vida, liberdade, mulheres e festas, são arrebatadores e podem facilmente conquistar a qualquer um.

Iniciando a carreira nos anos 60 com a banda The Decibels & The Town Criers, Seger passa por vários outros grupos, onde a influência de Little Richard e Elvis Presley sempre se mostrou latente. Mas foi em sua carreira solo, que o mesmo se estabeleceu, principalmente com a formação da Silver Bullet Band em 1974, que ele começou a ganhar maior notoriedade, lançando músicas que se tornariam clássicos, mas que nunca o alçaram ao primeiro lugar como ele desejava. Mas ele mostrava grande potencial, ao gerar clássicos do calibre de "Rosalie" (regravada e que fez muito sucesso com o Thin Lizzy), "Turn The Page" (essa pelo Metallica), "Still The Same", "Ramblin' Gamblin' Man" e "Night Moves". Sem falar no sucesso de seu disco ao vivo de 1976, o "Live Bullet" que é considerado um dos grandes discos ao vivo já feitos por alguns críticos.

Determinado a mudar essa situação, ele passa dois anos para fazer o sucessor de "Night Moves", lançado em 1978. Com este ele queria apenas três músicas de sucesso, para que pudesse alcançar o número 1 e assim fazer história. Para isso, conforme afirmação dele, deixou de lado a melancolia apresentada em seus discos anteriores, e até mesmo mudou sua personalidade, ao se tornar uma pessoa mais aberta da que ele era anteriormente.



E com o lançamento de "Against The Wind", ele conseguiu o que sempre almejou. Conforme já citado acima, o disco bateu "The Wall" no Top 200 da Billboard e ficou seis semanas em primeiro lugar, o que era a realização de um sonho para este trabalhador incansável, após 20 anos de carreira. Ainda com este, ele conseguiu dois Grammys, que coroou o excelente trabalho aqui apresentado, e atestou o sucesso que ele tanto almejou desde a criação dessa pérola.

E ao colocar a bolacha para rodar, fica claro o porque de todo esse frenesi. Se você gosta de rock n' roll simples, direto e sem muita frescura, e de letras inteligentes e reflexivas, se apaixonará logo de cara por tudo que é apresentado aqui. A cativante abertura com "The Horizontal Bop" é quase que um tributo de Seger as suas principais influências, um boggie rock daqueles que fazem você involuntariamente bater seu pé, tentando acompanhar o ritmo impresso na canção. A roqueira "Her Strut", composta em homenagem a Jane Fonda, que na época estava engajada na política, é um outra canção empolgante e com uma pegada sensacional, perfeita para aquele gole de cerveja. "Long Twin Silver Line" e "Betty Lou's Gettin Out Tonight" seguem a mesma linha das canções citadas, onde o astral é mantido lá em cima.

Como contraponto, temos muitas canções emocionais, com letras tocantes e muito bem escritas. Um belo exemplo disso é na intimista e bela "Against the Wind", que na minha opinião é a balada mais tocante que já ouvi em minha vida, e a minha predileta de todos os tempos. Nada de letra melosa, ao contrário, essa expõe às vezes como fazemos planos, coisas na vida, e no final vimos que apenas corremos contra o vento e como nos apercebemos disso ao ficar mais velhos, realmente algo de arrebentar o coração. "No Man's Land" e "Good For Me" são outras que merecem destaque e que tem essa mesma direção.

Um disco simples, mas com uma emoção indescritível. Se ainda não conhece o Bob Seger como a grande maioria do povo aqui, essa é uma ótima chance, e a certeza de satisfação é garantida!





1.Horizontal Bop
2.You'll Accomp'ny Me
3.Her Strut
4.No Man's Land
5.Long Twin Silver Line
6.Against the Wind
7.Good for Me
8.Betty Lou's Gettin' Out Tonigh
9.Fire Lake
10.Shinin' Brightly


Bob Seger - Vocais, Guitarras
Drew Abbott - Guitarras
Alto Reed - Saxofone
Chris Campbell - Baixo
David Teegarden - Bateria, Percussão

Músicos Convidados:
Pete Carr, Jimmy Johnson - Guitarras
Barry Beckett, Dr.John - Pianos
Paul Harris - Piano, Órgão
Randy McCormick - Órgão
Bill Payne - Teclados
Doug Riley - Sintetizadores
David Hood - Baixo
Roger Hawkins - Bateria
Sam Clayton - Percussão
Timothy B. Schmit, Laura Creamer, Linda Dillard, Ginger Blake, Don Henley, Glenn Frey - Backing Vocals


By Weschap Coverdale

8 comentários:

Anônimo disse...

http://www.multiupload.com/R7K6YA97PE

Anônimo disse...

OTIMO ÁLBUM, JA TO BAIXANDO!

ZORREIRO disse...

Isso pra ouvir num galaxy a 90km/h na freeway é perfeito!!!!
E não acelere

Jp disse...

baixando pra conferir!

Dr. Heart disse...

Deve ser bem foda esse som.

ricardo disse...

Bob Seger é referência!!!!! Viva o classic Rock!!!!

Felipe José disse...

Excelente album do Robertinho! hahaha

Delton disse...

conheço a um tempo ja, porém só tenho musicas avulsas..BAIXANDO já este clássico absoluto !