Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Whitesnake - Starkers In Tokyo [1998]


Quando você pensa em acústico lhe vem à mente grandes produções, arranjos elaborados, orquestra, percussão, músicos étnicos e afins? Se a resposta foi sim, esse é um trabalho que vai totalmente contra sua concepção. Decidido a dar um fim na carreira do Whitesnake, David Coverdale recebeu a sugestão dos executivos japoneses de sua gravadora de fazer um álbum unplugged que servisse como presente de despedida aos fãs. Apesar de não ser um grande entusiasta desse tipo de empreitada, o vocalista concordou com a idéia. Chamou Adrian Vandenberg, rumou para o Japão e fez um show especial, apenas para convidados.

Starkers in Tokyo é feito da maneira mais simples possível, como a grande estrela da companhia desejava. Apenas voz e violão, sem parafernálias de mega-espetáculo. E foi assim que a coisa funcionou perfeitamente. Ainda conservando alguns detalhes de seu registro que se perderam com o tempo, o cantor dá uma aula de interpretação, além de se mostrar bem humorado, arrancando risos da platéia. No repertório, três composições do derradeiro Restless Heart se juntavam aos clássicos velhos de guerra. Para encerrar, nada melhor que relembrar um clássico dos tempos de Deep Purple, com a melancólica “Soldier of Fortune”.


Muitos fãs desaprovam esse trabalho até hoje. Com certeza não é nem de longe uma das primeiras opções quando quero escutar algo do grupo. Mas já passei por momentos memoráveis ao som dele, tanto no pessoal quanto no profissional, já diria aquele apresentador global dos domingos. Sem contar que é uma ótima opção quando se quer dar uma relaxada após um dia estressante de trabalho ou estudos. O DVD desse pocket-show foi vendido durante muito tempo em bancas de jornais por ‘dérreau’. Se bobear, capaz de ainda encontrar algum perdido por aí.

David Coverdale (vocals)
Adrian Vandenberg (guitars)

01. Sailing Ships
02. Too Many Tears
03. The Deeper the Love
04. Love Ain’t No Stranger
05. Can’t Go On
06. Give Me All Your Love
07. Don’t Fade Away
08. Is This Love?
09. Here I Go Again
10. Soldier of Fortune

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

13 comentários:

Anônimo disse...

Whitesnake – Starkers in Tokyo [1998]

92 MB
320 kbps

http://www.mediafire.com/?8i4pps05b6zbdrv

Jon disse...

Sem dúvida esse é um dos melhores registros ao vivo do Cov! Que voz, putaquelpariu!!!

Weschap Coverdale disse...

Esse acústico rlz! David Coverdale e sua voz exuberantes destrói tudo!

Fábio disse...

Whitesnake é muito foda!!! E o tal do Coverdale canta muito !!! Meu vocalista preferido do Deep Purple!

Jp disse...

Eu gosto muito desse registro. Belo post Jay.

Anônimo disse...

canta muitooo

ZORREIRO disse...

Sou fã do WS e tenho tudo deles (tudo mesmo).
Esse disco me decepcionou quando foi lançado.
Mas é um disco maduro e, como tal, requer uma audição menos superficial que os demais.
Imagine que Steve Vai nunca tocou Sailling Ship ao vivo (ao menos não que eu saiba).
E Vandenberg foi lá e fez bu-ni-to.

Ito disse...

Unplugged do White... já é!!! Vlw.

Anônimo disse...

Galilleu

Esse já tenho a alguns anos, não há mulher que resista, sexo no ato :P

No fone (ou com volume mais alto) é possivel ouvir a respiração do Coverdale, isso é legal, um registro de musicas que realmente foram bem trabalhadas apesar de melosas, mas é assim uma parte da vida, porque não. Aloha.

Anônimo disse...

Whitesnake NUNCA decepciona!

Anônimo disse...

kra esse cd ficou show de bola, parabenz a todos do blog...

Lyn disse...

Esse DVD é maravilhoso e Covardale, bonito ou feio (doesn't matter) tem aquela voz que toda mulher adoraria ter ao pé do ouvido.

Excelente música, vale a pena demais ouvir.

wmoecke disse...

Baixei pensando q era o link para o
rip do DVD...
O CD eu já tenho. To atrás do AVI.

Mas é mto bom sim, vale a pena quem ainda não tem.