Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sábado, 29 de janeiro de 2011

The Hellacopters - Supershitty to the Max! [1996]


A Suécia sempre foi país de origem de grandes bandas, principalmente de hard rock. O Hellacopters faz jus à regra: é um dos melhores e mais distintos grupos surgidos nos anos 90.

Formado em 1994 como projeto paralelo de Nickie Andersson e Dregen Svensson, membros, respectivamente, das bandas Entombed (uma das pioneiras do Death 'n' Roll) e Backyard Babies, o Hellacopters faz um rock 'n' roll cru, bêbado e insano. Andamentos rápidos, guitarras sujas, timbres vintages, vocais despreocupados e principalmente uma poderosa energia é o que caracteriza o som, que é claramente inspirado na (e produzido no meio da) putaria. As influências são claras: hard setentista, rock garageiro da década de 60 (principalmente o MC5) e, em alguns momentos, stoner (como fica claro na "Tab" deste disco). Os caras ainda são considerados headliners do garage rock revival. No fim das contas, é um hard rápido, sujo e sem frescuras.

Supershitty to the Max!, lançado em 96, foi um sucesso de público e crítica na Suécia, emplacando até um Grammy no país. Mundo afora, o disco gravado em pouco mais de 24 horas consagrou o Hellacopters como uma banda bastante influente. Ganhou espaço até para abrir para o Kiss em sua passagem pela Escandinávia em junho de 97.



Passei algum tempo tentando fazer destaques, mas isso é impossível nesse disco. O debut da banda sueca é incrível do começo ao fim, mantendo a qualidade elevada durante 40 minutos do mais insano e inconsequente rock 'n' roll.

Depois de Supershitty to the Max!, o Hellacopters lançou mais um álbum com a formação original, até que Dregen saiu para continuar em tempo integral no Backyard Babies. Nos lançamentos seguintes, a banda "limpou" seu som, que passou a ser menos instantâneo e mais bem trabalhado, mas mantendo a essência rocker. Em 2003, dividiu palcos brasileiros com Sepultura e Deep Purple no festival Kaiser Music. Em 2008, o grupo anunciou o fim de suas atividades. Mas seus 14 anos de existência foram suficientes para provar que o Hellacopters é uma das melhores bandas surgidas nos anos 90. Não deixe de conferir!

01. (Gotta Get Some Action) NOW!
02. 24h Hell
03. Fire, Fire, Fire
04. Born Broke
05. Bore Me
06. Its Too Late
07. Tab
08. How Could I Care
09. Didn't Stop Us
10. Random Riot
11. Fake Baby
12. Ain't No Time
13. Such A Blast
14. Spook In My Rocket

Nicke Andersson - guitarra, vocais
Andreas "Dregen" Svensson - guitarra, vocais em 08
Kenny Hakansson - baixo, vocais de apoio
Matz Robert Eriksson - bateria, vocais em 12

Músicos adicionais:
Peder Criss - gaita
Hans Ostlund - guitarra em 11
Nick Vahlberg - vocais em 07

LINKS NOS COMENTÁRIOS
LINKS ON THE COMMENTS



Impossível encontrar fotos do grupo como quarteto (antes da entrada do tecladista Anders Lindström em 1997)

8 comentários:

Anônimo disse...

http://www.4shared.com/file/4Ubcw9Bo/THHllcptrs_SttM-_Jp__Combe_.html

Dragztripztar disse...

Tab é ultramente FODA! Me lembra Black Sabbath.

phdesenhista disse...

Legal! Não conhecia muito, mas depois desta resenha fiquei curioso, baixei e gostei. Valeu!

Anônimo disse...

rock direto, rápido, com muita energia. grande banda!

Anônimo disse...

Turbo Negro?

Anônimo disse...

O problema do Hellacopters é a mesmice, ouviu um albúm? Ouviu todos!

antonio fabio ximenes albuquerque disse...

The Hellacopters é uma das melhores bandas de r'n'r sueca, é diversão garantida.

Snakke disse...

The Hellacopters foi uma das bandas que são a minha base. Em 2002 eu tinha 12 anos e escutei o By the Grace of God ....já conhecia e adorava coisas como Gn'R, AC/DC e o purpurinado Poison....

Mas escutar uma banda nova e que tivesse tanta energia e na epoca, comparavam eles ao proprios Guns. Cara, foi cativante. Hoje, beirando os 21 anos, eu escuto o By the Grace of God pelo menos uma vez por dia, é sem duvida um dos meus albuns favoritos... mas não paro nele. Eu realmente adoro a banda e o debut deles é sensacional...parabéns combe, grande postagem ;D