Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Sangre Azul - El Silencio de La Noche [1989]



De uns tempos para cá, tenho apreciado muitas bandas de hard e AOR em espanhol. E essa admiração começou na primeira vez que pude ouvir o disco que será minha postagem de hoje. Certo dia, vagando pela internet e escutando alguns sons do Bon Jovi, me deparo com o nome Sangre Azul, uma banda da qual nunca tinha ouvido falar. Como foi bem na época em que estava o hard rock, o som praticado por esses espanhóis me conquistou sem nenhuma dificuldade.

Formada no ano de 1982 em Madrid, a banda começa a chamar a atenção por volta de 1985, quando atinge a sua primeira formação estável com José Castañosa "Lili" nos vocais, Carlos Raya e J.A. Martín nas guitarras, Julio Díaz no baixo e Luis Santurde no comando das baquetas. Após ganhar o VIII Trofeo Rock Villa Madrid, eles ganham uma ótima reputação local, devido a excelente apresentação no mesmo. Porém eles perdem o seu vocalista, e para o lugar do mesmo chamam Tony para assumir o posto.


E com seu disco de estréia fazem um som que remete muito ao Whitesnake, pois o grupo de Coverdale era uma das principais influências de Tony. Já em seu segundo lançamento, "Cuerpo a Cuerpo", eles fazem um hard mais melódico, com um flerte claro com o AOR. Mas foi com o seu terceiro e derradeiro disco, "El Silencio De La Noche" que eles acertam a mão em cheio. Sabe aquela magia que é encontrada nos primeiros discos do Bon Jovi, com músicas cativantes e cheias de energia, refrães pegajosos e baladas memoráveis? A mesma é encontrada nesse ótimo registro, considerado pela grande maioria dos fãs como o melhor trabalhado deles.

Tony canta demais e até a sua voz lembra e muito a de Jon Bon Jovi em vários momentos. E a banda não nos poupa de melodias assobiáveis e pegajosas, com algumas adições de teclados aqui e ali e com riffs e solos bem feitos. E a abertura com o sugestivo nome de "Abre Fuego" realmente coloca fogo em tudo, em um hard acelerado e energético, que mostra que a banda não estava para brincadeira. "Cien años de amor" mantém a pegada inicial do registro, um hardão animado e pegajoso, em que você estará repetindo o refrão quando menos se aperceber disso.



"No Puedo Estar Sin Ti" é um dos pontos altos do disco, uma baladaça sentimental em que a banda faz um trabalho praticamente perfeito, e a interpretação de Tony é magistral, onde ele mostra ser um grande vocalista. O que se repete na acústica "El Silencio De La Noche", que abre espaço para que novamente Tony mostre o seu talento e encha a interpretação com um feeling absurdo. Daí para frente temos hards acelerados e pegajosos como "Tal Como Soy", "Sólo Rock & Roll" e "Reino Sin Ley". Sem falar que ainda há espaço para a semi-balada "No Mires Atrás", que por sinal é muito bem construída e também é um dos pontos altos do disco.

Um baita achado e que é extremamente recomendado para quem é chegado para a primeira fase do Bon Jovi, em que eles mesclavam de maneira perfeita o hard que estava em voga na época, com generosas doses de AOR. E com certeza te deixará com uma pulga atrás da orelha em como muita gente ainda não conhece essa pérola.




1.Abre fuego
2.Cien años de amor
3.No puedo estar sin ti
4.A golpes de rock
5.Solo rock and roll
6.No mires atrás
7.Piel de serpiente
8.El silencio de la noche
9.Reino sin ley
10.Tal como soy


Tony - Vocais
Carlos Raya - Guitarra
Juanjo Melero - Guitarra
Julio Díaz - Bajo
Luis Santurde - Batería

Músico Convidado:
Miguel Ángel Collado - Teclados


By Weschap Coverdale

7 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?k3e6q38w54y874c

Ricardo Brovin disse...

Vamubaxá!!!!!valeu...

priscamv2009 disse...

Carambá só 1 Coment???
Amo essa banda que o Cahto do motorista que vos recomendou postou.
Sangre Azul é muito bom.
Besitos

Anônimo disse...

não conheço a banda, mas vou baixar pela resenha ;)

caue disse...

Simplesmente o melhor download do ano até o momento.

Sem palavras pra descrever a alegria e satisfação que esse play me causou.

Não conheço muito de Farofa Rock em Hispânico, mas esses caras arrebentam.

Um ótimo post.

Parabéns!!

Hairbanger disse...

disco animal, banda foda. otimo post!

Anônimo disse...

Medina Azahara .
Deveriam postar algo deles .
Sao os melhores da Espanha !
Abraco !