Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Bryan Adams - Reckless [1984]



Bryan Adams notabilizou sua carreira durante os anos 80 com baladas açucaradas que se tornaram marca registrada durante toda sua carreira, o que pode fazer com que os passageiros presentes se perguntem nesse momento o que um disco dele está fazendo por aqui. Mas para quem conhece a carreira desse referido canadense, sabe que no ano de 1984 ele gravou um grande e memorável disco de rock n' roll, o divertido e grudento "Reckless", o qual estou postando por aqui neste momento.

Até neste momento, Adams já havia lançado três discos, sendo que o maior sucesso veio com a canção "Straight From The Heart" que alcançou o décimo lugar na Billboard, e levou o seu terceiro disco a um oitavo lugar entre os mais vendidos em 1983. Mas a consagração de sua carreira viria no ano seguinte, quando durante a extensa turnê do disco "Cuts Like a Knife", ele entra em estúdio de maneira esporadicamente, para a gravação das canções de seu novo disco, o que ocorreu de março até agosto de 1984.

O lançamento do primeiro single ocorreu com "Run To You", que já explodiu e alavancou a venda do disco de maneira meteórica. Desde seu lançamento, o disco alcançou a venda de mais de 13 milhões de cópias em todo o mundo, emplacou três canções no top 10 americano (com "Heaven" alcançando o topo das paradas) e de quebra ainda chegou ao primeiro lugar entre os discos mais vendidos tanto nos Estados Unidos como no Canadá. Números que por si só dizem o quanto esse disco é representativo na carreira de Adams, sendo seu disco mais vendido até hoje.



E esse como já citado, é o disco mais roqueiro da carreira de Adams. Músicas grudentas e melódicas e que seguem da melhor maneira possível a cartilha do AOR e com um climão alegre, capazes de levantar um defunto, em que a parceria de Bryan Adams com Jim Valence nas composições se mostrou bem produtiva e praticamente perfeita. A primeira metade do disco mostra o ótimo resultado, com músicas que foram feitas para estourarem nas FMs mundiais daquela época. "One Night Affair" já começa tudo de maneira bem melódica e era uma canção pronta para explodir em qualquer rádio, devido o seu grande potencial radiofônico, que continua a ser apresentado na alegre "She's Only Happy When She's Dancin'".

"Run To You" é outro grande momento desse, que mais uma vez é um AOR dos bons. A baladona "Heaven" tá em tudo que é coletânea de balada que você possa conhecer, uma baita power ballad e que é um dos maiores sucessos da carreira de Adams. Ainda como destaques aponto a maravilhosa e mais uma vez cheia de alegria "Summer of '69", "It's Only Love" com a participação de Tina Turner com seu vozeirão e a acelerada "Ain't Gonna Cry" que encerra o disco em alta velocidade.

Para uma segunda-feira chuvosa e entediante como esta, é certeza que esse poderá lhe dar alguns momentos de alegria. Para ouvidos que não são preconceituosos, pode ter certeza que esse é um bom disco e que o cara realmente manja do riscado.




1.One Night Love Affair
2.She's Only Happy When She's Dancin'
3.Run to You
4.Heaven
5.Somebody
6.Summer of '69
7.Kids Wanna Rock
8.It's Only Love
9.Long Gone
10.Ain't Gonna Cry


Bryan Adams - Vocais, Guitarras, Piano, Gaita
Keith Scott - Guitarras, Backing Vocals
John Taylor - Baixo
Pat Steward - Bateria, Backing Vocals
Tommy Mandel - Teclados
Mickey Curry - Bateria
Steve Smith - Bateria em "Heaven"
Tina Turner - Vocais em "It's Only Love"


By Weschap Coverdale

11 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?dkmpxe7ke69gb7q

Lyn disse...

Bryan Adams é show. Inclusive e especialmente em apresentações ao vivo!

Gabriel Hard disse...

Aqui em campo grande Ms, ta chovendo pra caralho, então vou abaixar esse cd e curtir, um bom som que não se tocam nas radios, hojem em dia...

Anônimo disse...

Baixando somente pela música "Somebody" que vi e ouvi em video uma vez (mesmo) na vida e na época do lançamento desse disco. A melodia grudou em meu cérebro até hoje e numa tocada só. Cara, como era difícil de conseguir as coisas naquela época. Acho que a maioria aqui não sabe como viver sem internet...

Thanks Combe for the opportunity!

AlBassPlayer
Curitiba

Anônimo disse...

O pessoal mais radical torce o nariz para Bryan Adams, mas se o artista tivesse nascido umas duas décadas antes, e lançasse RECKLESS, ele seria mais famoso e pesado que muita banda dos anos 80.
Acho que Bryan Adams é um excelente exemplo de música acima da imagem, ou seja, ele não precisa usar e abusar da estampa ou de produções exageradas para cumprir seu papel. Simples e eficiente, é o que faz dele uma figura quase "anormal" nos padrões do showbiz.
Musicalmente, ele detona. Bem que muitas bandas na entresafra podiam contratá-lo para criar novas composições, e sair da estagnação.

Abraços Rocker!

Anônimo disse...

Hahahaha!
"Adãozinho Imprudente" é ótimo!

caue disse...

Companhia perfeita pra uma manhã chuvosa e um conhaquezinho...

Sempre ouvi baladas desse cidadão, mas nem imaginava quem fosse o sujeito. Pensava que era uma banda meia bunda qualquer.
Quando ouvi "Heaven and Heaven" do Rock Sugar voltei a ter contato com o pequeno Bryan. Vi seu nome nos créditos e corri ao Ares baixei algumas coisitas.
Surpresa!! Mais power ballads sensacionais. E as participações de outros monstros, tal qual Tina Turner.
Esse cara tem uma capacidade de emocionar com sua voz estupenda. E o melhor (no meu caso nostálgico), me lembra a década de ouro.

Mais uma vez a Combe arrebentando e postando um ótimo disco.

Valew Weschap!!

Lyn disse...

Hey, AlBassPlayer eu também sou da época que quando a gente não tinha grana pra comprar um disco,ficava grudado no rádio, com uma fitinha cassete pronta no gravador do 3 em 1 esperando a música tocar pra poder gravar e depois ouvir no walkman tijolão hehehehhe!!!

Tempos românticos; bons tempos!

Anônimo disse...

Sou novo em comparação ao Adams (24 anos), curto muito o power metal, meu estilo preferido mas, porra... BRYAN é o CARA!
Não tem como não gostar...
pow...sem comentários, vamos ouvir que é melhor!!!

Ernesto disse...

Sem coments, Bryan é o cara

Dynasty disse...

Ele assina "War Machine", um hino de heavy metal. Só por isso já valeria a postagem.