Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

The Eagles – Hotel California [1976]


The Eagles é uma banda norte americana formada no ano de 1971 pelos músicos Glenn Frey, Don Henley, Bernie Leadon e Randy Meisner. A proposta original era fazer um country/southern rock de qualidade, mesmo sendo radicada na Costa Oeste, em Los Angeles, e não no sul do país.

Algumas alterações na formação do grupo fizeram com que Joe Walsh, músico com larga experiência como frontman do James Gang, fosse adicionado no lugar de Leadon. Randy Meisner sairia logo após o lançamento deste álbum, que se deu em 8 de dezembro de 1976.

Hotel California foi um marco na carreira da banda, sendo aclamado por público e crítica, e lhe abriu definitivamente as portas do mainstream, definindo aquela que seria considerada a sua formação clássica.


Él Bigodón impera

O primeiro single foi New Kid In Town, que se tornou número 1 na parada dos Estados Unidos. Esse também é o disco da música Wasted Time, já famosa aqui na Combe em face do disco Live at Bonnaroo, de Warren Haynes, no qual ele toca o som com um sentimento inigualável. O disco traz a música em duas partes (Wasted Time no fim do lado A do vinil e Wasted Time [reprise], que iniciava o lado B). Uma canção talvez não tão conhecida do público brasileiro que merece destaque é The Last Resort, num clima voz e piano absolutamente fantástico interpretado por Don Henley. Mas a cereja do bolo, como sabemos, é outra.







A música Hotel California é o cartão de visita dos Eagles. Se alguém já ouviu falar deles, com certeza, foi primeiramente em função desse som. É difícil comentar um clássico desses, mas vale o registro de que ela é cantada pelo baterista, tem backing vocais de tirar o fôlego e sua execução ao vivo contava com três guitarristas, sendo que Don Felder fazia uso de uma guitarra de dois braços, com 12 cordas no braço superior e 6 no inferior. O seu solo está entre os melhores já gravados na história do rock, com entrosamento perfeito entre os músicos e guitarras dobradas.







A letra da música é enigmática, tendo gerado diversas teorias sobre sua origem. Dizem que seria um ritual satânico ou, mesmo, a história de um lugar específico que fez parte da trajetória da banda (mais especificamente o Camarillo State Hospital, destinado ao tratamento de doentes mentais). Don Henley diz que se trata apenas de uma crítica ao american dream, aos excessos da América e aos estilo de vida de seus habitantes. Mas figuras como o capitão, espelhos no teto e o fato de se poder entrar quando quiser mas nunca poder sair mostram que a letra trata de tudo um pouco, sem se prender especificamente a um lugar. Eu, pelo menos, nunca vi hospital com espelhos no teto... A capa do disco é a foto do Beverly Hills Hotel, e talvez seja uma boa dica do que eles queriam dizer – a vida na estrada naqueles loucos anos 70.

Esse disco levou a banda a uma turnê exaustiva que gerou um vídeo, um Greatest Hits e um disco ao vivo. Mas também fez com que o grupo se desintegrasse, já que o estilo de vida adotado na estrada, meio cowboy do asfalto, meio faca na bota, tornou a convivência entre eles insuportável. OS campeonatos de poker com apostas a dinheiro e muita toxina no ônibus e nos hotéis da turnê tornaram-se lendários.

Hotel California traz um timaço de grandes compositores e grandes intérpretes, com uma química nunca vista antes em um grupo de rock que aparecia tanto ao vivo como em estúdio. Um clássico, que fez por merecer cada um dos prêmios que ganhou ao longo da história e cada uma das 16 milhões de cópias que vendeu apenas nos Estados Unidos.

Track List

1. Hotel California
2. New Kid In Town
3. Life In The Fast Lane
4. Wasted Time
5. Wasted Time (reprise)
6. Victim Of Love
7. Pretty Maids All In A Row
8. Try And Love Again
9. The Last Resort

Don Felder (guitarras, vocais)
Glenn Frey (guitarras, teclados, vocais, piano)
Don Henley (bateria, percussão, vocais, teclados)
Randy Meisner (baixo, guitarra, guitarron mexicano, vocais)
Joe Walsh (guitarras, teclados, vocais, órgão)


Da esquerda para a direita: Glenn Frey, Don Henley, Joe Walsh, Don Felder e Randy Meisner

Link nos comentários
Link on the comments

Por Zorreiro

9 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?7giugkfffwikre9

Lyn disse...

"Crássicu!!!"
;-)

Muito bom!

Jay disse...

A banda do Silver!

ZORREIRO disse...

Thnx, Lyn
Banda do Silver? Achei que era Perverse...

Jay disse...

The Igors... não é dele? Poooxa...

Henrique disse...

CLASSICO!!SENSACIONAL!!

Anônimo disse...

discão!! Muito bom!

Natan Vieira disse...

Zorreiro mandando ver nos posts, revelação da combe aí, precisam por uma foto do cara no home, Funcionário do mÊs rs

Parabéns pelo bom gosto, to acompanhando seus posts e curtindo muito
Abraços e Saudações a todos

Reinaldo Rezende disse...

Na minha opinião umas das bandas mais completas do cenário. Vozes perfeitas e arranjos excelentes. Uma banda como poucas e que não pode faltar na estante de ninguém que goste de boa música.