Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Journey - Arrival [2001]


Após o álbum Trial By Fire, as coisas não deram tão certo quanto o Journey imaginava em sua reunião. Mesmo com hits nas paradas e uma venda satisfatória, o grupo teve dificuldades para agendar uma turnê de divulgação. E tudo foi por água abaixo quando Steve Perry sofreu um acidente no Hawaii, que resultou em um grave problema nos quadris. Precisando de uma cirurgia reconstrutora, o cantor se viu impossibilitado de seguir em frente. A princípio, imaginava-se que a banda iria esperar por sua recuperação. Mas a demora de Steve em realizar o procedimento fez com que Neal Schon decidisse que era hora de buscar outra pessoa para ser o frontman. A princípio, parecia que o antigo vocalista não tinha se incomodado tanto, embora hoje ele critique publicamente a decisão tomada pelos antigos colegas.

Quem também pulou fora foi o baterista Steve Smith, fazendo com que a busca agora fosse por dois integrantes. Para as baquetas, não foi lá uma grande novidade a entrada de Deen Castronovo, que já havia tocado com Schon no Bad English e no Hardline. Quem assumiu o microfone foi Steve Augeri, vocalista já conhecido na cena Hard Rock por seu grupo, o Tall Stories, além da passagem pelo Tyketto, substituindo Danny Vaughan. Sempre foi nítida a influência de Perry na carreira do então novo vocalista. Não chega a ser tão escancarada quanto no atual dono do posto, o filipino Arnel Piñeda, mas é evidente.



O que poderia soar como uma mera tentativa de reviver o passado glorioso com outras pessoas acabou foi renovando a energia do grupo. Arrival é o melhor disco do Journey em muito tempo. O lançamento no Japão aconteceu ainda no ano 2000. Os fãs norte-americanos que correram atrás do material importado ficaram assustados com a falta de algumas músicas mais agitadas. Sendo assim, o quinteto tratou de gravar duas novas faixas para incluir na edição que sairia no país no ano seguinte. As excelentes "World Gone Wild" e "Nothin' Comes Close" trazem uma pegada bem mais roqueira, para alívio dos adeptos.

É importante deixar claro que as reclamações foram muito mais baseadas em um critério de estilo que de qualidade. Até porque o play traz sons fenomenais. Além das duas já citadas, “Higher Place” abre o trabalho de maneira bem agitada. Essa, assim como “I Got a Reason” e “Kiss Me Softly” contam com a colaboração de Jack Blades (Night Ranger, Damn Yankees) em sua composição. Ainda entre as mais alegres, destaques para “To Be Alive Again” e a mais cadenciada “All the Things”, que conta com excelente trabalho de vocais. Nada surpreendente em se tratando de Journey.

Outra coisa que todos sabem que podem esperar de um disco de Neal Schon e companhia são as baladas cheias de emoção. A mais famosa acabou sendo “All the Way”, que teve boa execução nas rádios Rock lá fora. “Loved By You” traz aquele piano típico de momentos memoráveis da história da banda. Já “With Your Love” é para puxar a pessoa amada bem perto ou chamar o garçom e pedir mais uma dose para afogar as tristezas. Digna sucessora de clássicos como “Open Arms” e “Faithfully”. Logo em seguida, acontece o nocaute definitivo em “Lifetime of Dreams”. Um momento curioso rola em “Livin’ To Do”, com saudável influência blueseira em sua levada, uma grande passagem.



Arrival não conseguiu uma vendagem tão expressiva como sucessos de outrora. Foi o último lançamento pela Columbia Records, companhia que os deu suporte desde seu primeiro álbum. Com as mudanças do mercado, desde então o grupo trabalha de maneiras alternativas na divulgação. Mesmo não conseguindo a repercussão de outros trabalhos, considero esse um play digno de levar o nome Journey. Boa oportunidade de relembrar, ainda mais que tanto a banda como Steve Augeri estão passando pelo Brasil daqui uns dias.

Steve Augeri (vocals)
Neal Schon (guitars)
Ross Valory (bass)
Jonathan Cain (keyboards)
Deen Castronovo (drums)

01. Higher Place
02. All the Way
03. Signs of Life
04. All the Things
05. Loved By You
06. Livin' to Do
07. World Gone Wild
08. I Got a Reason
09. With Your Love
10. Lifetime of Dreams
11. Live and Breathe
12. Nothin' Comes Close
13. To Be Alive Again
14. Kiss Me Softly
15. We Will Meet Again

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

5 comentários:

Anônimo disse...

Journey – Arrival [2001]

84 MB
160 kbps

http://www.mediafire.com/?d2i73ah7d21eq34

GERALDO V. disse...

Conheci o trabalho do Augeri c/ o Tyketto,banda da qual gosto bastante,vou conferir ele com o Journey.Se me empolgar vou no show...

ZORREIRO disse...

Arrival foi uma daquelas gratas surpresas que nem todas as bandas que trocam de vocalista nos reservam.
Lembrando que Castronovo ajudou a dar uma incrementada nos vocais.

BradJr. disse...

Gostei de uma das músicas que ouvi desse disco,pode ser que com esse novo vocal ,o Journey tenha se erguido com força total e esse album seja aquele que te prenda pelos ouvidos!Vou provar...

Jim_Peterik disse...

Esse cara pra cantar eh demais...Augeri detona
vlw pela postagem