Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

terça-feira, 5 de abril de 2011

Manowar - Kings of Metal [1988]


Todos foram pegos de surpresa com o anúncio do falecimento prematuro do baterista Scott Columbus, conhecido de maneira carinhosa como o Charles Bronson do Metal. Ainda jovem (54 anos), o músico se foi, mas deixa um legado em sua carreira ao lado do Manowar. Aliás, repito o que já disse por aqui, podem falar o que quiser da banda em termos visuais, poses e discursos inflamados. Mas poucas tiveram a mesma competência ao fazer Heavy Metal clássico em sua essência, especialmente em álbuns como esse Kings of Metal. Lançado em 1988, ficou marcado como o derradeiro lançamento com o guitarrista Ross The Boss, além de promover uma sofisticação na sonoridade do quarteto.

Após o polêmico Fighting the World, que desagradou fãs mais radicais pela proximidade com elementos comerciais, a banda resolveu seguir outro caminho. Além de resgatar elementos mais agressivos, se aproximou ainda mais da música clássica, com passagens orquestradas espetaculares, como em “The Crown and the Ring”, utilizada até hoje como Outro dos shows. Da mesma forma, Joey DeMaio oferece sua adaptação para “Flight of the Bumblebee”, peça de Nikolai Rimsky-Korsakov, parte de sua ópera,The Tale of Tsar Saltan, aqui rebatizada “Sting of the Bumblebee”. Uma performance soberba de um dos melhores baixistas do gênero.



Mas o peso também está presente em doses cavalares, com músicas que se tornaram verdadeiros hinos para os fãs. A abertura com a dobradinha “Wheels of Fire” e “Kings of Metal” é um verdadeiro arrasa-quarteirão. A ótima “Kingdom Come” mistura elementos de forma fantástica, soando mais próxima ao Hard Rock. E “Hail and Kill” empolga do início ao fim, sendo um dos grandes clássicos da história do grupo. Para fechar o play, “Blood of the Kings” traz uma letra que funciona como uma espécie de retrospectiva da história do Manowar até então.

Mas é preciso um parágrafo exclusivo para falar da magnífica “Heart of Steel”. Simplesmente uma das mais belas baladas da história do Heavy Metal – pessoalmente falando, minha preferida de todos os tempos. A primeira parte, com piano e voz, arrepia. Quando entra a banda, soa como um soco no estômago. Daquelas músicas que a gente ouve pela primeira vez e quer escutar de novo e de novo. E o desempenho de Eric Adams mostra porque trata-se de um dos grandes vocalistas do estilo. Detratores, digam o que quiser.



Kings of Metal encerra, para muitos adeptos, a fase de ouro do Manowar. Uma maneira digna de relembrarmos o grande Scott Columbus nessa triste data. Sua música viverá para sempre!


Eric Adams (vocals)
Ross The Boss (guitars, keyboards)
Joey DeMaio (bass)
Scott Columbus (drums)

01. Wheels of Fire
02. Kings of Metal
03. Heart of Steel
04. Sting of the Bumblebee
05. The Crown and the Ring (Lament of the Kings)
06. Kingdom Come
07. Pleasure Slave
08. Hail and Kill
09. The Warriors Prayer
10. Blood of the Kings

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

13 comentários:

Anônimo disse...

Manowar – Kings of Metal [1988]

68 MB
192 kbps

http://www.mediafire.com/?2gf35ba5x83428n

Miranthalor disse...

RIP Scott Columbus,um dos caras mais fodas da história do Metal que marcou presença na banda mais foda do mundo.

E ótimo post,porque OTHER BANDS PLAY,MANOWAR KILLS.

Silver disse...

R.I.P.

Eduardo Paiva disse...

Valeu Jay! Baixando!

Dragztripztar disse...

Manowar é ótimo, mas o Scott sempre foi um baterista medíocre. De qualquer modo, é uma perda significante porque ele colocou seu nome em vários clássicos.

Anônimo disse...

Apenas uma pequena crítica à resenha. O Joey DeMayo deve ser respeitado como compositor, mas não dá pra dizer que o cara é um dos melhores baixistas do estilo, pois como instrumentista ele deixa muito a desejar!

Anônimo disse...

O loko... DeMayo toca muito. Meu sonho é conseguir fazer a introdução inteira no baixo da Guyana.

RIP Scott.

jullecosta disse...

esse quero apenas comentar pois já conheço.Kings of metal,na minha opinião é um momento de transição para esta grande banda de metal épico,pois é ali que vemos com muita clareza alguns efeitos em suas canções,mas tudo bem ,o q importa é que o manowar neste disco nos presenteou com grandes clássicos como:heart of steel,kingdom come e blood of the kings e isso é tudo...Scoot vc estará para sempre em nossos corações,descance em paz.

jantchc disse...

não sei opinar sobre a habilidade dos musicos, mas a musica criada é bem legal..

até o jeito da banda ser, é legal

engraçada, mas é só pegar o espirito da coisa..

ZORREIRO disse...

R.I.P. Scott

Anônimo disse...

o melhor cd do Manowar. o pessoal da combe hoje caprichou.
E mais uma vez fico sabendo da morde de um ídolo pelo site. obrigado pela informação.
Fica com Deus Scott. Manda um abraço pro Dio e pros outros mestres que encontrar do lado de lá.

Anônimo disse...

tr00

Anônimo disse...

Pow eu conheço o Manowar desde o primeiro albun...eu tinha uns 15 anos e ficava fascinado com o primeiro dos caras que foi lançado no Brasil... sempre achei que eram musicos acima da media. O De Mayo foi quem me "mostrou" o som do Baixo. O albun "INTO GLORY RIDE" comprei a bolacha importada e tenho até hoje!! e deu saudade de ouvir Secret of steel a segunda faixa.
Abraços, The Ripper