Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Warrant - Rockaholic [2011]


A carreira do Warrant nos últimos anos vinha sendo de instabilidade total, especialmente no microfone. Após várias idas e vindas do pé-de-cana Jani Lane, o grupo contou com Jamie St. James (Black N’ Blue) por um curto período. A parceria resultou no bom álbum Born Again, mas alguns fãs mais fiéis nunca aprovaram realmente a mudança. O problema é que o cantor original estava mais preocupado em enxugar o caneco a tocar, o que fez com que a situação chegasse a um ponto irreversível. A solução veio com Robert Mason (Cry Of Love, Lynch Mob), que entrou com força total, impondo seu registro aos velhos clássicos com a competência de quem sabe onde está se metendo, o que pôde ser comprovado nos bootlegs que pipocavam.

Mas ainda faltava o teste de fogo. Como a nova formação se sairia em um trabalho no estúdio? A resposta vem em Rockaholic. Para se certificar que a cosia sairia como o esperado, a banda chamou um produtor da primeira linhagem do Rock, ninguém menos que Keith Olsen, produtor de clássicos como Crazy World (Scorpions), 1987 (Whitesnake) e No Rest For The Wicked (Ozzy Osbourne), apenas para citar alguns. Com um currículo tão respeitável, ao menos a expectativa estava garantida. Mas nada disso adiantaria se a qualidade do material não fosse de alto nível. E quanto a isso, todos podem respirar aliviados – a não ser que você seja um daqueles babões que acha que tal banda não existe sem fulano de tal.

O play abre com “Sex Ain’t Love”, faixa que já vinha sendo tocada ao vivo em recentes shows. É o típico Hard com pegada Rock and Roll, feito para levantar a galera, com Robert se impondo em bela performance. Mantendo o pique, “Innocence Gone” é direta e reta, com ótimos backing vocals e pegada fulminante. O groove toma conta em “Snake”, música com uma levada muito gostosa, remetendo ao passado com facilidade. “Dusty’s Revenge” é aquele tipo de faixa que, pelo título, a gente já imagina algo meio faroeste. E a intro deixa essa impressão mais viva, desembocando em um som mais próximo do Heavy, bem interessante.


Fomos até a quarta faixa com sons mais agitados. Chega a hora da balada. Em “Home”, Mason se aproxima bastante do estilo de Lane, se encaixando no que pede uma típica música emocional do Warrant, com direito a citação a um clássico da música em todos os tempos, mas vocês ouvirão e descobrirão. “What Love Can Do” é bem acessível, poderia tranquilamente ser um single, com sua simples e bela melodia. Certa influência de Classic Rock é perceptível em “Life’s A Song”, outro belo momento, sem complicar muito. O álbum prossegue com as duas mais curtas. A riffeira “Show Must Go On” parece um recado direto aos radicais negativistas, enquanto “Cocaine Freight Train” traz uma atuação fenomenal da cozinha, além de uma gaita esperta.

E tome balada, com “Found Forever”, mais bem construída que a primeira do disco, com sua levada dramática. “Candy Man” é puro deleite oitentista, com ritmo e letra ‘sacanas’, remetendo inevitavelmente ao grande clássico da banda, “Cherry Pie”, não musicalmente, mas no contexto. As guitarras tomam a linha de frente mais uma vez em “Sunshine”, faixa que consegue unir melodia e peso com maestria. A mezzo acústica “Tears In The City” traz um clima que lembra Bon Jovi da fase Keep The Faith/These Days. Para fechar em clima de festa, “The Last Straw”, uma porrada na orelha memorável, mostrando que o grupo ainda tem muita lenha para queimar.

Como já dito lá em cima, Rockaholic pode não contar com a aprovação de quem enxerga apenas uma possibilidade de existência para o Warrant. Mas os caras não têm culpa se há quem prefira a garrafa ao microfone. E a verdade é que eles acertaram em cheio na escolha do substituto, que se encaixou como uma luva. Resta à boa vontade de cada um oferecer uma chance, pois o álbum reúne qualidades suficientes para agradar os hard rockers de plantão. Não vai ser nenhum estouro de vendas por motivos óbvios, mas é digno de fazer parte da discografia do grupo.

Robert Mason (vocals)
Erik Turner (guitars)
Joey Allen (guitars)
Jerry Dixon (bass)
Steven Sweet (drums)

01. Sex Ain’t Love
02. Innocence Gone
03. Snake
04. Dusty’s Revenge
05. Home
06. What Love Can Do
07. Life’s A Song
08. Show Must Go On
09. Cocaine Freight Train
10. Found Forever
11. Candy Man
12. Sunshine
13. Tears In The City
14. The Last Straw

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

19 comentários:

Anônimo disse...

Warrant – Rockaholic [2011]

121 MB
320 kbps

http://www.multiupload.com/GDWZUHDJJE

Silver disse...

Tempo vai, tempo vem, mas a Combe continua saindo na frente.

O bom é que mais uma vez o blog saiu na frente. O ruim é que só vou poder ouvir depois do feriado, acredito. :/

Taliban Sexy Trucker disse...

Então já que a Combe saiu na frente, vou baixar e conferir, a resenha tá como sempre sensacional, agora vamos a audição...

EINHERJ disse...

Baixando para conferir...abraços!

Lovatel disse...

Valeu pessoal da combe, tava esperando sair o cd a muito tempo, agora é baixar pra conferir

Anônimo disse...

- Showwww grande post, quentinho deve ter saido da prensa a pouco!!!


- Valeu ansioso p/ouvir...

- Duvido q será melhor q o
01 Dirty rotthen...
e o Chery Pie... MAs acredito q deve ser muito bom...


Abração e muito agradecido pelo post.

Obelix The Viking

Alceu disse...

Aeeeeeeeee Combão q me leva pro mau caminho!! valeu Combe!! Combe é Combe e não tem chupada!!

Eduardo Paiva disse...

Estava ansioso para ouvir esse álbum! Quero conferir se o Manson consegue se encaixar bem no Warrant já que Jani Lane está fora.
Valeu Jay! Valeu Combe!

Anônimo disse...

Já ouvi vários bootlegs com o Manson e o cara detona! Estava ansioso pra ouvir algo novo dos caras, pois em se tratando do repertório antigo da banda, o carinha manda muito bem. Warrant: não ouvi e já gostei!

AlBassPlayer

Ricardo disse...

VALEU

ZORREIRO disse...

Eu tava fim disso. Nunca gostei do Born Again, achei que o vocal não encaixava no som. Mas acredito no Warrant sem Lane.
E a resenha ficou especial. Faixa a faixa. Parabéns.

Anônimo disse...

O Warrant cometeu um deslize gravíssimo depois do ótimo "Dog Eat Dog", quando lançou o "Ultraphobic".
O som não tinha nada a ver com a identidade formada da banda, e chutaram o resto dos anos 90 para escanteio, sem nada de importante lançado naquele momento.
Jani Lane era a cara da banda, é verdade, mas o som do conjunto já garantia o sucesso por si só. E no entanto, sem a gente entender o por quê, não tiveram o menor sucesso nos anos 2000.
Quanto ao Robert Mason, não considero um vocalista superior ao Jani e nem ao Jamie, ele exagerava muito na voz aguda tanto no Lynch Mob quanto no Big Cock. É um timbre enjoativo, e espero estar enganado quanto ao novo trabalho do Warrant.
Depois eu posto um comentário sobre "Rockaholic", mas a princípio, já vou com o desconfiômetro acionado na última potência.

Long Live Rock'n'Roll!

Rex Niskke disse...

eu tava extremamante ansioso esperando esse cd,fico um tempo sem pc e quando cosigo ele devolta entro na combe e o que eu encontro?!?! o maldito cd!! vlw jay,excelente post e mal vejo a hroa do download terminar,vlw!!! \o/

Carlos disse...

Vamos ver, pois faz tempo que estão devendo. Grato !!

Leandro disse...

Combe como sempre é o blog mais foda
Baixando^^

Anônimo disse...

VERY SHIT ALBUM!!AGAIN WITHOUT JANI LANE!!BORING!!!

dnlz disse...

Do Manson eu só não gosto do disco solo dele que é demasiado classic rock , do que eu ouvi do Warrant até agora com o Manson posso dizer que é do caralho . O borna again eu considero até então o melhor album desde dog eat dog, espero que este novoi seja tão divertido quanto , com certeza a banda esta com muita vontade de arrebentar , o Jane Lane quando veio ao Brasil fazer um show acustico ja estava uma bosta , não adianta querer dar soco em ponta de faca só para manter um cara que tem outras prioridades na vida . De qualquer forma espero que ele dê a volta por cima , mas até então tenho me divertido muito com o Borna again e espero que este supere.
Combe Rulez ever!!!

Gus disse...

baixando pra conferir, valeu!

\m/

Anônimo disse...

RIP Jani Lane...
Haven isn't too far away...