Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

domingo, 15 de maio de 2011

Hellyeah – Stampede [2010]



Quando Dimebag Darrel morreu, alguns choraram o fim definitivo do sonho da reunião do maravilhoso Pantera. Outros, não tão enviuvados com o fim da banda, choraram o fim prematuro de um grande músico do metal pesado, quiçá seu maior expoente da década de 90.

Poucos lembraram do seu irmão, Vinnie Paul, que sempre formava um time com Dimebag, fosse a banda ou projeto que fosse.

O fato é que Vinnie Paul, diferentemente dos colegas de Pantera, não ficou preso ao passado e, o mais importante, à ausência de seu talentoso irmão. Mais: mostrou-se ser ele próprio uma fonte inesgotável de talento para o metal. Sua bateria cirurgicamente precisa, seu bumbo timbrado seco e curto como um ciclo de motor VTwin e seu carisma não eram apenas complementos dos riff de Dimebag. Eram exatamente 50% do resultado mortal das composições. Pense em Walk ou Cemetery Gates com outro baterista e me responda se isso é possível.

Vinnie Paul não ficou parado ou preso a projetos sem futuro quando seu irmão faleceu. Recrutou o vocalista Chad Gray (Mudvayne), os guitarristas Greg Tribbett e Tom Maxwell (Nothingface), e o baixista do Damageplan Bob Zilla, e formou o Hellyeah (o primeiro disco teve Jerry Montano no baixo, mas ele saiu após as gravações). Um grupo com a proposta de seguir aquilo que Vinnie vinha fazendo com o Damageplan e já havia feito com o Pantera: peso, precisão e violência sonora de extrema qualidade. O grupo, porém, não resume sua atuação à cópia do passado, trazendo em seu bojo uma grande gama de criatividade.



Stampede é o segundo álbum do grupo, agora com sua formação definitiva, e traz a química de quem passou muito tempo junto na estrada. Tudo que se espera de Vinnie Paul está lá, sem exceções. As guitarras (agora duas) formam uma parede sonora impressionante, que se complementam nos riffs. Ouça Debt That All Men Pay e confirme o que acabei de dizer. Os guitarristas não fazem suas partes em uníssono, mas buscam se complementar, batendo como um tacape na cabeça do ouvinte.

Finalmente pode-se ouvir o baixo (coisa que era difícil no Pantera). Hell of a Time mostra o diferencial que tanto falo. Cozinha coesa e guitarra.... slide! Sim, os texanos tinham que botar um slide no negócio. E ficou demais. Eu tenho vontade de comprar um opalão e sair por aí ouvindo isso a todo volume. Stampede dá nome ao disco e é matadora. Impressionante como o som é diferente do Pantera mas mantém o mesmo estilo. Perfeito para fazer downhill montado num cavalo louco.



Better Man é a balada, e faz coro com Stand Or Walk Away. Vocais que alternam o melódico com o urro histérico de forma magistral. Agora, se alguém aqui conseguir entender o que eles quiseram dizer com a letra de Alcohaulin’ Ass, por favor me explique.



Gravado no estúdio da casa do falecido Dimebag Darrel, Stampede é a prova de que temos uma banda coesa dando continuidade ao estilo consagrado pelo Pantera, sem que isso signifique cópia ou oportunismo. É apenas a continuidade do trabalho de um gênio.

E essa genialidade parecia estar abafada pelo trabalho sublime do irmão falecido. Mas, para os mais atentos, ela sempre esteve lá. Bastava prestar atenção.

Track List

1. "Cowboy Way"
2. "The Debt That All Men Pay"
3. "Hell of a Time"
4. "Stampede"
5. "Better Man"
6. "It's On!"
7. "Pole Rider"
8. "Cold as a Stone"
9. "Stand or Walk Away"
10. "Alive and Well"
11. "Order the Sun"
12. "Alcohaulin’ Ass"

Chad Gray (vocais)
Greg Tribbett (guitarra)
Tom Maxwell (guitarra)
Bob Zilla (baixo)
Vinnie Paul (bateria)

Link nos comentários
Link on the comments
Por Zorreiro

7 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?954k6eywbc69bml

Smosism disse...

gostei muito dos videos, do estilo da Hellyeah e vou baixar o album
vlw ae!

Anônimo disse...

Baixando para conferir o resultado. By Hammer - Criciuma - SC

Gabriel disse...

MUUUUUUITO FODA!!! MEU PREFERIDO DO HELLYEAH! DEMAIS DEMAIS!

Lego disse...

Não conhecia!!! Fodastico!!!!!!!

Kaic O. disse...

Hellyeah é sensacional! O primeiro disco dos caras é um dos meus plays favoritos. Mas na boa, até tomei um susto agora. Tô ouvindo o álbum e quando começa Better Man, por um instante pensei que era Edie (Ciao Baby) do The Cult. O primeiro segundo é MUITO parecido com o riff de Edie.

Anônimo disse...

ótima qualidade, valeu ai irmão!
METAL IN BLOOD!