Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quinta-feira, 19 de maio de 2011

The Stone Roses – The Stone Roses [1989]


Indie rock pode ser uma bela tragédia musical quando não se tem o know how.

The Stone Roses foi uma das bandas precursoras do gênero e, apesar de ter sua carreira construída na cola da nova geração do rock britânico composta por Oasis, Blur e Cia., não dividia espaço com eles. Tinha seu próprio nicho. E esse nicho era espetacularmente fiel e composto de uma turma de fanáticos.

Pegue melodias cativantes no melhor estilo inglês, com letras adolescentes da era pré internet e acrescente uma cozinha com muito groove. Tudo isso regado a guitarras absurdamente encharcadas de efeitos bem dimensionados. Criados em Manchester em 1983, os... peraí! Isso tá parecendo The Smiths!



Pois uma resenha sobre os Stone Roses não poderia ser menos parecida de uma resenha dos Smiths. A banda lutou bravamente até conseguir lançar o seu álbum de estréia, sendo uma sensação inglesa nos anos 80, mas sem nunca ter conseguido se estabelecer no mercado fonongráfico até 89. Começaram como The Patrol em 1980, seguindo a trilha pop punk do The Clash, mas mudaram radicalmente seu estilo quando perceberam o sucesso que suas melodias dançantes fazia nos clubs ingleses.



Esse primeiro disco simplesmente fez os ingleses preencherem o espaço deixado pelo então falecido The Smiths. Foi uma sensação, e eles explodiram mundialmente, conquistando altas vendagens e shows absolutamente sold outs. Mas o dinheiro é um bichinho traiçoeiro quando não se tem cérebro e, desse sucesso, fomos brindados com verdadeiros shows de egocentrismo. O vocalista Ian Brown chegou e dizer em uma entrevista à revista New Musical Express:

“We're the most important group in the world, because we've got the best songs and we haven't even begun to show our potential yet.”

Só que o fim viria antes mesmo de os rapazes conseguirem explorar todo o seu potencial. Lançado pelo pequeno selo inglês Silvertone Records, este disco resultaria num tremendo sucesso comercial. A banda, descontente com o pequeno selo e afetada pelo sucesso, travou com ele uma grande batalha judicial a fim de ver rescindido o contrato e poder assinar com uma major (Geffen estava nos planos). Ganharam a causa, mas ficaram desgastados e perderam o tesão que fazia o diferencial deste disco de estreia que posto hoje, e isso, caro passageiro, não tem conserto.



Gravaram mais um disco depois, e o guitarrista John Squire foi sozinho o responsável pelas composições, o que significa que a química estava quebrada. Os membros seguiram suas carreiras sem mais o brilho e o sucesso deste primeiro disco. Um marco no rock inglês daquele final dos anos 80.

O que vos trago é a edição comemorativa de 20 anos, cheia de brincadeiras e travessuras, como as famosas “lost demos” e faixas ocultas que não saíram no vinil original. Sobre as faixas, não vou comentar uma a uma. Posso dizer que o clima do disco remete a um dia chuvoso e frio no qual saímos para um clube londrino a fim de curtir uma banda de rock que realmente detona ao vivo em um som orgânico e cheio de groove.

Eu gostaria de falar mais, mas só a introdução já resultou num texto maior do que o blog comporta. Quer saber? Bote pra rolar e curta, que o resto é perfumaria.

Track List

1. "I Wanna Be Adored"
2. "She Bangs the Drums"
3. "Waterfall"
4. "Don't Stop"
5. "Bye Bye Badman"
6. "Elizabeth My Dear"
7. "(Song for My) Sugar Spun Sister"
8. "Made of Stone"
9. "Shoot You Down"
10. "This Is the One"
11. "I Am the Resurrection"

The Lost Demos

1. "I Wanna Be Adored"
2. "She Bangs the Drums"
3. "Waterfall"
4. "Bye Bye Badman"
5. "(Song for My) Sugar Spun Sister"
6. "Shoot You Down"
7. "This Is the One"
8. "I Am the Resurrection"
9. "Elephant Stone"
10. "Going Down"
11. "Mersey Paradise"
12. "Where Angels Play"
13. "Something's Burning
14. "One Love"
15. "Pearl Bastard" (Demo; previously unreleased track)

Ian Brown (vocais)
John Squire (guitarras)
Mani (baixo)
Reni (guitarras)

Link nos comentários
Link on the comments

Por Zorreiro

4 comentários:

Anônimo disse...

http://www.mediafire.com/?390w6h4wo3cnr8e

Henrique disse...

GRANDE BANDA!!VCS SÃO DEMAAAAAIIS!!
VALEUUUUU!!

Anônimo disse...

Link está ruim. :S

Anônimo disse...

vale a pena baixar?