Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Rata Blanca & Glenn Hughes - En Teatro Gran Rex [2005]


O retorno do Rata Blanca com o ótimo álbum El Camino Del Fuego, trouxe uma nova onda de popularidade para o grupo em sua terra natal, a Argentina. Nada menos que três lançamentos de trabalhos ao vivo aconteceram durante a turnê de divulgação. Esse, sem dúvida, é o mais especial para os músicos no aspecto sentimental. Afinal de contas, nunca foi segredo para ninguém que o Deep Purple é a maior influência de Walter Giardino, guitarrista e líder da banda. Até mesmo uma música foi composta em homenagem ao conjunto inglês (“Lluvia Púrpura”). Sendo assim, a oportunidade de dividir o palco com ninguém menos que Glenn Hughes, com certeza trouxe emoções indescritíveis.

Gravado no Teatro Gran Rex, em Buenos Aires, o disco inicia com os hermanos mostrando alguns de seus sons, com bastante ênfase ao então mais recente disco. Bela oportunidade de relembrar sonzeiras como “El Amo Del Camino” e a furiosa “¿En Nombre de Dios?”, onde baixa o espírito de Blackmore em Giardino, que dá um show à parte. Aliás, importante citar que Hughes se referia a Walter como “o mais perfeito filho musical de Ritchie” em entrevistas da época. E, verdade seja dita, quem já assistiu algum vídeo da banda, sabe que o estilo de se vestir e a Stratocaster aumentam ainda mais essa impressão. O grande hit “Volviendo a Casa”, que já se tornou um clássico, é cantada pela platéia a plenos pulmões, enquanto um momento de calmaria cai bem na emocionante “Cuando la Luz Oscurece”.



Aí chega o momento d’A Voz entrar em cena, assumindo não apenas os vocais, como também o baixo. São executados quatro clássicos do Deep Purple, para delírio dos presentes, que acompanham o ritmo em “Stormbringer” e atingem o êxtase quando soa o imortal riff de “Burn”. Entre as duas, espaço para “Mistreated” e uma lembrança merecida para o muitas vezes subestimado Come Taste The Band, com “You Keep On Moving”. No show original, também foi tocada uma versão para “No Stranger To Love”, do Black Sabbath, que ficou de fora do tracklist e foi disponibilizada no tributo Sabbath Crosses, que reuniu vários grupos argentinos homenageando o Sabbão velho de guerra.

Após a saída do mito, o Rata fecha a apresentação com alguns de seus clássicos como a histórica “Guerrero del Arco Iris” e a saideira com a dobradinha “Mujer Amante” (que faz a gente lembrar automaticamente de “Street Of Dreams”, do Rainbow, em mais uma demonstração da grande inspiração) e “La Leyenda Del Hada Y El Mago”. Além do já amplamente citado Ealter, não dá para deixar de citar o grande Adrián Barilari, que tem todo o direito de figurar entre os grandes vocalistas do estilo no continente, enquanto os outros músicos cumprem seu papel com total eficiência. Uma passagem histórica na carreira de uma das mais bem sucedidas bandas latino-americanas de Hard/Heavy. Vale a conferida!



Adrián Barilari (vocals)
Walter Giardino (guitars)
Guillermo Sanchez (bass)
Fernando Scarcella (drums)
Hugo Bistofi (keyboards)

Special Guest
Glenn Hughes (bass, vocals on 7-10)

01. Intro
02. El Amo del Camino
03. Señora Furia
04. Volviendo a Casa
05. ¿En Nombre de Dios?
06. Cuando la Luz Oscurece
07. Stormbringer
08. Mistreated
09. You Keep on Moving
10. Burn
11. Drum Solo
12. Caballo Salvaje
13. Guerrero del Arco Iris
14. Mujer Amante
15. La Leyenda del Hada y el Mago

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

10 comentários:

Anônimo disse...

Rata Blanca & Glenn Hughes – En Vivo En Teatro Gran Rex [2005]

88 MB
128 kbps

http://www.multiupload.com/JDC3QB5O4X

MG Tatuajes disse...

Valeu pelo post. Este sabado o Rata toca no estadio Luna Park, aqui em Buenos Aires.

Ricardo Brovin disse...

Tudo que me remete a Deep Purple e consequentemente aos melhores anos da minha vida se tornam indispensáveis!!!muito obrigado e parabéns pelo post!!!

Ito disse...

Muito F.. só não dá pra aplaudir muito pq os caras s~o argentinos!!! Vlw.

Junior Sousa disse...

A versão de No Stranger To Love, é simplesmente matadora! Show!

Prof. Mario Ferrari disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jay disse...

Uma dica, coloquem o En vivo en Estadio de Obras....simplesmente perfeito!

Isso não é sério, né? O cara até comentar já comentou na postagem do En Vivo En Estádio de Obras e pede pra gente colocar aqui.

Prof. Mario Ferrari disse...

Na boa, comentarios parecem ser importantes pra vcs, por algum motivo que me escapa, entao comento. Ai criticam o comentário. Sinto muito se esqueci que comentei em outro post, nao fico lembrando de tudo o que baixei, ou que comentei, mas podem ficar tranquilos, nao atrapalho mais as postagens...divirtam-se....

Jay disse...

Obrigado, volte sempre! :)

Anônimo disse...

"nao fico lembrando de tudo o que baixei" Tsc tsc.