Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Bruce Springsteen - The Promise [2010]



"Darkness On The Edge Of Town" com certeza é a peça central de toda a carreira de Springsteen, onde ele deixou de lado a inocência dos sonhos de um rock star e passou a enxergar a vida de outra maneira, mais realista e sombria e dali para frente ele passou a ser aclamado como o poeta da classe média e ganhou a conhecida alcunha "The Boss". Toda a amargura exposta nessa obra é algo digno de nota e conforme um comentário de um amigo meu, a impressão que se dá é de "que estamos encurralados em um pequeno muquifo no céu cinza de NYC com um revolver apontado para nossa boca".

Durante os dois anos que Springsteen ficou isolado para a gravação deste disco devido a uma briga judicial com seu ex-manager Mike Appel, foram geradas 70 canções, das quais apenas 10 acabaram por entrar no lançamento de "Darkness", em que a banda trabalhou durante 24 horas por dia, para que como ele mesmo definiu, "aqueles rapazes de cidades pequenas fossem ouvidos e se tornassem importantes". E com certeza conseguiu ligar a raiva punk tão em voga na época com a famosa capacidade de contar histórias que vem do country de raiz norte-americano, o que acabou por alavancar de vez sua carreira e o tornou o astro que vemos hoje.


E para o deleite daqueles que admiram o ambiente denso apresentado em "Darkness", foi lançado no final do ano passado o box “The Promise: The Darkness on the Edge of Town Story”, que além de apresentar manuscritos originais das composições, trazia consigo um disco duplo com canções compostas nessa época e que atestam a inspiração do processo de composição deste, e que aquele climão não era exclusividade das 10 canções apresentadas no registro de 1978, e permeia todo o registro com que somos presenteados.

E o mesmo foi um sucesso de crítica, que o aclamou quase de maneira unânime como um dos grandes registros da carreira do "The Boss" e que tinha canções que se fossem lançadas na época se tornariam hits e canções clássicas do repertório de Springsteen. E sem falar nas boas vendas, em que alcançou o 16º lugar no top 200 da Billboard, o segundo no top 100 Europeu, e o primeiro na Alemanha e Espanha, um ótimo feito para canções compostas a mais de 30 anos atrás e que mostra a capacidade que as mesmas possuiam para serem hits na época de seu lançamento.



Aqui temos de tudo, desde as épicas canções com histórias de dor e desilusão com as quais Springsteen lidava na época das composições, até canções com um senso pop fora do comum, com influências do rock desde os anos 50 e 60 em muitas delas, em que a banda dá um requinte a cada uma das canções, gerando verdadeiras pérolas em que é uma tarefa árdua de nomear apenas algumas canções como destaques neste disco. Aqui por exemplo temos a primeira aparição do sucesso "Because The Night" que ficou conhecida na voz da Patti Smith e com um arranjo mágico que confirma o nível de inspiração de toda a sua E Street Band, que estava afiada e comprometida com o trabalho como é fácil de se perceber.

Temos canções mais agitadas e com senso melódico extremamente popular como "Gotta Get That Feeling", a grudenta "Outside Looking In", que possui vocalizações maravilhosas, "Wrong Side Of The Street" e "Rendezvous" que carregam consigo melodias que marcam logo que se passa a ouvi-las com mais calma. "Save My Love" com apenas dois minutos e meio consegue nos encantar com melodia mágica e um refrão perfeito e arrasador, que mostra que este registro está longe de ser apenas um disco de sobras, como sugerido por alguns. O rockão "It's A Shame" vem carregado de marra é outro grande momento deste.



Mas como estamos falar de "Darkness" aqui, não poderiam faltar os épicos odes às desilusões e agruras que carregamos conosco durante nossa vida, e o carro-chefe dessa faceta do disco é a densa faixa-título, que muitos afirmam ser a continuação sombria da maravilhosa "Thunder Road". E se a faixa citada era um épico em que se era pregada a ilusão de tentar uma nova vida e que tudo daria certo, em "The Promise" vemos os personagens com sonhos destruídos e longe da vida vencedora que eles tanto ansiavam em uma canção triste e com uma beleza surreal. "Candy's Boy" continua a história de Candy, em que agora somos convidados a conhecer a canção de outro jeito e que continua tão fascinante quanto a canção original. Ainda merecem menções honrosas "Come On (Let's Go Tonight)", "The Away", "Breakway" e "City Of Night", que ainda honram o clima triste com o qual Springsteen aprendeu a trabalhar com tanto brilhantismo e emoção.

Então se você ainda cometeu a heresia de não conhecer o trabalho de Bruce Springsteen ou ainda tem a audácia de o questionar ou mesmo achar ele superestimado por muitos, aqui está mais uma chance de você rever seus conceitos, pois não é qualquer um que consegue lançar canções que mesmo com trinta anos de composição ainda soam com uma força incrível. Ele teve essa capacidade e ainda impressiona o mundo com sobras de sua obra-prima. Um baita discão que deve ser ouvido com a maior atenção possível!




Disco 1
1.Racing in the Street ('78)
2.Gotta Get That Feeling
3.Outside Looking In
4.Someday (We'll Be Together)
5.One Way Street
6.Because the Night
7.Wrong Side of the Street
8.The Brokenhearted
9.Rendezvous
10.Candy's Boy

Disco 2
1.Save My Love
2.Ain't Good Enough for You
3.Fire
4.Spanish Eyes
5.It's a Shame
6.Come On (Let's Go Tonight)
7.Talk to Me
8.The Little Things (My Baby Does)
9.Breakaway
10.The Promise
11.City of Night / The Way (hidden track)


By Weschap Coverdale

8 comentários:

Anônimo disse...

"Bruce Springsteen - The Promise [2010]" - CD 1:
http://www.mediafire.com/?e2vcwip51mkioow

"Bruce Springsteen - The Promise [2010]" - CD 2:
http://www.mediafire.com/?myohilnctl45oep

Anônimo disse...

Cara, que tremendo disco. Valeu mesmo o post.

Adriano Mello disse...

Bruce Springsteen é um artista que por mais que não esteja na crista da onda, sempre fez por merecer e quando menos se espera ele se manifesta como forma de estar sempre presente.

Anônimo disse...

Pelo amor de deus, Multiupload, é mais democrático e tem as melhores opções que são Rapidshare e Megaupload.

Anônimo disse...

Os dois foram removidos por esse tal de Mediafire, favor postar em outro lugar, ainda não baixei.

Anônimo disse...

Salve galera!!!!! Bicho, pelo amor de Deus, foi tudo apagado, tem como REPOSTAR???? Muito Grato!!!!!!

Anônimo disse...

Caraca!!!!! foi apagado e não consegui baixar, acabei de mandar mensagem pedindo repostagem mas não sei se deu certo porque apareceu aviso dizendo q deu ERRO!!!!!!

Anônimo disse...

LOQUILLO: disse:

Excelente Critica:) o Link foi retirado... O TEXTO permanece:) torcendo que realmente MEDINA tenha fechado com o BOSS