Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

domingo, 24 de julho de 2011

Saxon - Call To Arms [2011]


Eles são referência mundial quando o assunto é Heavy Metal em seu estado mais puro e tradicional. Até por isso, não devemos esperar muitas diferenças entre um trabalho e outro do Saxon, pois a linha musical da banda não sofrerá grandes alterações. Call To Arms é o décimo – nono trabalho de estúdio dos comandados de Biff Byford, trazendo dez novos petardos, além de uma versão orquestrada da faixa-título. E quem veste a camiseta desse time, pode comemorar, pois o estilo do quinteto britânico permanece intacto e poderoso.

Mas o álbum abre mesmo é com “Hammer Of The Gods”, faixa já conhecida de recentes apresentações e com um refrão marcante. Tem tudo para figurar entre as preferidas dos adeptos. “Back In 79” faz jus ao título, com sua bateria compassada e ritmo mais cadenciado. Os três minutos cravados de “Surviving Against The Odds” vão deixar o fã de um Heavy com pegada Rock and Roll entusiasmado, enquanto quem prefere um som mais trabalhado e cheio de variações vai aprovar “Mists Of Avalon”, que conta com participação de ninguém menos que Don Airey nos teclados e belos solos de guitarra.



Vem “Call To Arms” com seu estilo hino de batalha, deixando um belo clima, lembrando momentos mais épicos do gênero. Já “Chasing The Bullet” é mais simples e direta, com potencial de hit single, trazendo saudáveis nuances de Hard Rock em sua composição. A veloz “Afterburner” traz o selo de qualidade NWOBHM, com Biff sobrepondo vozes com categoria. “When Doomsday Comes” traz novamente a participação de Airey e um ritmo marcado que conquista na primeira escutada. A faixa faz parte da trilha do filme Hybrid Theory, ótima escolha.

A pesada “No Rest For The Wicked”, lembrando o álbum Lionheart e a festeira “Ballad Of The Working Man” encerram o trabalho de maneira pra lá de digna. A versão orquestrada de “Call To Arms” acrescenta e deixa a composição ainda mais dramática. Mesmo sem grandes arroubos criativos, o Saxon lança um álbum gostoso de ouvir e digno de figurar em sua rica discografia. O fato de ter simplificado algumas passagens em relação aos dois plays anteriores se configura em um acerto em cheio. Obrigatório na coleção dos fanáticos.

Biff Byford (vocals)
Paul Quinn (guitars)
Doug Scarratt (guitars)
Nibbs Carter (bass)
Nigel Glockler (drums)

01. Hammer of the Gods
02. Back in 79
03. Surviving Against the Odds
04. Mists of Avalon
05. Call To Arms
06. Chasing the Bullet
07. Afterburner
08. When Doomsday Comes
09. No Rest for the Wicked
10. Ballad of the Working Man
11. Call To Arms (Orchestral Version)

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

9 comentários:

Anônimo disse...

Saxon – Call To Arms [2011]

66 MB
192 kbps

http://www.multiupload.com/SXJYJOOPE3

Luiz Gustavo disse...

TAVA REZANDO PRO TRECO CHEGAR NA COMBE!!! Cráááááássico Saxon... Headbangear ateh inferrujar o pescoço
VLW

Karkas disse...

Dá pra creditar que escuto Heavy Metal há 15 anos e nunca ouvi uma música sequer dos caras? Criei vergonha na cara e baixei esse pra dar uma conferida. Valeu, ótimo blog!!!

Carlei Baum disse...

Nem Deve De Ser Mexido Não Em Time Que Ta Ganhando Praque Mudar. E Mudanças O Saxon Nem Precisa Não, Pois A Formula Ta Perfeita. Live To Rock.

jesusbiblio disse...

saxon é lindo !!

Anônimo disse...

"Dá pra creditar que escuto Heavy Metal há 15 anos e nunca ouvi uma música sequer dos caras?" NÃO. (Quase)Ninguém quer agir como TR00, mas tem hora que pedem, hahah.

Luiz Andrade disse...

Certamente a mais prolífica banda da sua geração. Continua lançando regularmente e com qualidade!

Anônimo disse...

Quando o Saxon fez seu show no DirecTV Hall (antigo Palace e atual HSBC Hall), fizeram a alegria dos fãs ao tocar 2 horas de muita música boa e feita com honestidade. Biff rasgou o setlist e perguntou à plateia o que queríamos ouvir! E eles tocaram o que a gente pedia! Muito bom!

Saxon e Judas Priest são duas bandas que gosto demais, acima do Iron Maiden. Faria muito sucesso se as três tocassem em um único dia, por exemplo, no Morumbi ou no Sambódromo, onde curti o KISS em 2009. Seria perfeito!!

Quanto ao post, sempre faço questão de comentar aqui, está muito bom!
Assim que o CD estiver disponível (não sei se já está nas lojas) farei questão também de comprar, o encarte deve estar bem bacana, pela arte da capa.

Long Live Rock'n'Roll!

Hebert Fernandes disse...

Uma das melhores bandas de todos os tempos.