Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Ultramen – Ultramen [1998]



Por que Ultramen, assim no plural?

Porque a gente só agarra monstro.

Essa foi a resposta do Júlio Porto, guitarrista dessa fantástica banda de Porto Alegre e meu estimado colega de segundo grau à época. Ele e seu irmão Pedro fundaram, juntamente com o Zé e o Tonhão (hoje Tonho Crocco) a Ultramen lá pelo ano de 1991. Foi o ano que os conheci e a banda ainda engatinhava.

Algumas músicas daquele ano entraram nesse play, como Bico de Luz. Outras não vingaram. Mas lembro até hoje daquela que tinha diversos sinônimos para a palavra demônio. Demônio, diabo, bicho mau, arrenegado, feio belzebu, anjo rebelde, capuçu... Está no track list.

O som vinha na esteira dos Red Hot Chilli Peppers, com pitadas de rock brazuca e um estilão Tim Maia e Simonal na cobertura. Se De Falla já havia aberto a trilha, a Ultramen simplesmente duplicou e pavimentou a rodovia do estilo no Brasil.

O disco de estreia foi gravado somente em 1996 e lançado em 1998 pela gravadora Rock It. Mas as demos já rolavam havia muito tempo entre os amigos e fãs. Shows enérgicos e pegada fantástica, nada na época podia ser comparado ao som dos caras.

Hoje fora de catálogo, o primeirão (e melhor, na minha opinião de quem conviveu com eles à época) está disponível para download pelos próprios músicos da banda no site Reverbnation. Por questão de lealdade, mando o link original, para o nobre passageiro beber direto da fonte.

A produção nem parece ser brazuca dos anos 90, de tão boa. O cuidado com os timbres dos instrumentos demonstra o profissionalismo dos caras. Ouça So Now I Let You Go e confirme o que quero dizer.




Atualmente a banda está dissolvida. Julio está em Londres (ao menos estava há pouco), Pedro na Califa e Tonhão segue fazendo um som absolutamente criativo e diferenciado para quem está acostumado a ouvir o padrão brasileiro de música popular. Eu diria que ele mostra para seus padrinhos Tim Maia, Simonal e Ben Jor que a batalha não foi em vão.

Este post vem também para que nos alertemos da merda que é política brasileira. Tonho Crocco fez um vídeo no qual gravou um rap chamado Gangue da Matriz, cuja letra fala do aumento dos próprios salários dos deputados gaúchos em 73%. Ele dá nome aos bois e, exatamente em razão disso, está sendo processado criminalmente. Coloquei o link com a história abaixo.

Onde está a liberdade de expressão prevista na Constituição Federal?

Entre um músico criativo e influente e uma corja de políticos sem caráter que aumentam o salário pago com verba pública, quem você escolhe?

Brasil, toma vergonha na cara. Paremos de votar em engraçadinhos, palhacinhos, almofadinhas e limpemos um pouco dessa sujeira que nós mesmos criamos.

Track List

01 - Se Habituar
02 - Bico de Luz
03 - Duro e Selvagem
04 - La Negrita
05 - Get Funky (with My Master Plan)
06 - Sebastião
07 - 5x1
08 - 5x1 Ultrafunk
09 - Demônio
10 - So Now I Let You Go
11 - Hip Hop Beat Box Com Vocal e James Brown
12 - Vou a Mais de 100
13 - Get a Pussy

Pedro Porto (baixo)
Julio Porto (guitarra)
Ze Darcy (bateria)
Malasia (percussão)
Marcito (percussão)
Tonho Crocco (vocais)

Link disponível pela própria banda para baixar o disco:
http://www.reverbnation.com/ultramen#!/artist/artist_songs/11512

Link com a história do vídeo e o manifesto Tonho Crocco Livre:
http://www.tonhocrocco.com/novo/index.php?main=blog_view&id=15

Por Zorreiro

5 comentários:

Anônimo disse...

Link disponível pela própria banda para baixar o disco:

http://www.reverbnation.com/ultramen#!/artist/artist_songs/11512

Marcão* disse...

Ultramen representa! funk nacional de primeira linha. abrazz

Iver disse...

Que lembrança Implacável!!!
Ultramen no início, Garagem Hermética, vinte e poucos anos...
Lembro deles numa tarde de sexta-feira no Opinião ainda pequeno. O Tunicão tava lá. Era uma gravação para MTV de bandas ainda no início. Mas não tiveram a "sorte" do sucesso. Todos os discos tem uma boa produção, além do pessoal ter talento.
E é sempre bom ter um pouco de psicodelia para ler e ouvir.
Forte abraço.

AlBassPlayer disse...

Ultramen é "a banda". Talvez a melhor banda nacional que surgiu nos anos 90/00. Na minha opinião o CD "O Incrível Caso da Música que Encolheu e Outras Histórias" é o melhor da carreira deles.

luxorissa disse...

Puta banda,mais uma da época que a mtv prestava...