Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Chickenfoot - Chickenfoot III [2011]


Após ter dividido opiniões em sua estréia, o Chickenfoot retorna mais coeso e entrosado em Chickenfoot III, o segundo álbum – sim, o título exalta o bom humor de quatro músicos com a carreira ganha e que se juntaram para tocar um Rock and Roll sem maiores compromissos. A princípio acharia desnecessário dizer, mas pensando melhor, creio que vale a pena: esqueçam o Van Hagar. Sim, afinal de contas, esse foi o motivo que fez muita gente desgostar do disco anterior. E convenhamos, seria uma bobagem retomar aquela sonoridade, além de um desrespeito às histórias de Joe Satriani e Chad Smith, que possuem uma força muito grande para se tornarem meros imitadores.

Abrindo o play, temos o Hard classudo de “Last Temptation”, com clima setentista nos timbres e melodia. “Alright, Alright” tem um pique garageiro, reforçado pela produção, que deixou o som bem aberto. Tem horas que chega até a lembrar os Beatles dos tempos do Iê-iê-iê. A coisa fica ainda melhor em “Different Devil”, que começa calminha e vai crescendo, sendo a mais próxima do som oitentista em toda a audição. Hora de um groove certeiro em “Up Next”, mostrando toda a solidez musical do conjunto em um dos grandes momentos do trabalho. O clima do início é retomado em “Lighten Up”, mais um rockão certeiro, com Satriani mostrando como se trata as cordas da guitarra e um encerramento arrasa-quarteirão.

“Come Closer” não chega a ser uma balada, mas tem uma pegada mais leve no começo, que ficou bem agradável e acessível. Séria candidata a hit se bem trabalhada promocionalmente. O início experimental de “Three And a Half Letters” traz uma clima diferente, com seus vocais falados. Mas logo, cai em um som pesado e consistente, executado com a garra esperada. A letra também chama atenção, relembrando temáticas usadas por Hagar nos tempos de Balance. Na sequência o já conhecido single “Big Foot”, com seu ritmo suingado e refrão de fácil assimilação. Para ser sincero, após ouvir o disco inteiro, penso que haviam opções melhores.



Apesar do título, “Dubai Blues” não é o que parece. De cara, me lembrou uma de minhas preferidas do álbum anterior, a ótima “Turnin’ Left”. Aqui podemos notar mais uma vez como Satriani está mais solto em comparação ao começo da banda. Impõe seu estilo sem se preocupar com nada. Fechando o tracklist normal, “Something Going Wrong”, faixa com levada acústica cheia de personalidade e mais um solo brilhante. Ah sim, tem uma faixa escondida após o final, um Hardão dos bons, com letra ácida, no melhor estilo Living Colour.

As maiores constatações são que Sammy Hagar continua cantando muito, mesmo já sendo quase um setentão enquanto os músicos fazem suas partes com maestria. Quem não se deixou convencer pelo primeiro, dificilmente vai gostar desse. Mas quem aprovou, pode conferir sem medo, pois o quarteto continua muito competente no que se propõe. E sem firulinhas e pieguices, o que é principal. Aguardemos a tour, com o exímio Kenny Aaronoff assume as baquetas enquanto Chad se dedica a seu trabalho principal. Uma visita por esses lados do mundo não seria nada mal. Por hora, não deixem de conferir esse belo disco!

Sammy Hagar (vocals)
Joe Satriani (guitars)
Michael Anthony (bass)
Chad Smith (drums)

01. Last Temptation
02. Alright Alright
03. Different Devil
04. Up Next
05. Lighten Up
06. Come Closer
07. Three And a Half Letters
08. Big Foot
09. Dubai Blues
10. Something Going Wrong
11. (Hidden Bonus Track)

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

26 comentários:

Anônimo disse...

Chickenfoot – Chickenfoot III [2011]

93 MB
256 kbps

http://www.multiupload.com/91C3IQ8DTM

Jaisson Limeira disse...

Excelente, a combi sempre acelerando na frente !!

Jonathan Pedroza disse...

Muito bom!

Big Jr. disse...

Excelente. Parabéns!!!

jantchc disse...

não gostei muito do primeiro..

mas mesmo assim quero ouvir este..

Anônimo disse...

Apos o aniversario do Blog, voltaram com força total! parabéns

Daniel disse...

Caramba...já ?? Baixando..vou aproveitar e ir curtindo durante a ida para o trampo.

Hebert disse...

Escutei o primeiro,e depois de 2mes q gostei dele,esse pelo q li no van do halen,ta bom,vlw ae.

Valdir Klaus disse...

Aeeew Combosa, agora sim meu dia começa bem! Muito obrigado.

Ricardo Brovin disse...

A Combe voltou arregaçando o cu do palhaço!!!valeu galera...

Anônimo disse...

Van Hagar?!? rs


Michael Anthony é o músico mais sortudo do mundo! É um baixista comum, sem talento (pelo menos nunca demonstrou isso, diferente de Flea, Geddy Lee entre outros ...) e tocou em uma das maiores bandas do mundo e "caiu de para-quedas" no Chickenfoot.

Mas ele foi, é e sempre será um mero coadjuvante.

Adilson Bráz disse...

Bela postagem! Curti muito o primeiro álbum, e pela resenha, esse parece ser ainda melhor. BAIXANDO JÁ!

GSM disse...

O que o Michael Anthony não exibe de técnica, exibe de bom senso tocando. Porra, até hoje o cara só tocou em power trios (ao menos instrumentalmente falando. Tirando as músicas com teclado do Van Halen, ele nunca precisou de cobertura pra fazer bases...), ou seja, ele faz o que tem que fazer e muito bem. E outra: quem além dele ainda faz backing vocals tão, mas tão agudos, desde que começou a carreira a mais de 30 anos atrás até hoje? Não enxerga o talento dele quem não quer, mesmo que ele não seja um Geddy Lee ou um Les Claypool da vida.

Quanto ao CD do Chickenfoot em si: ABSURDO. Melhor que o primeiro, que por vezes chega a soar meio cansativo. Sem fillers, TODAS as músicas são interessantes pra caramba, direto e reto, tudo soa bacana, Sammy ainda cantando HORRORES (ouvir ele cantar ainda me faz pensar que ele e o Chris Cornell tão conversando e o Sammy diz de cara "eu sou você no futuro"), Satriani com timbrassos e solos arrepiantes (e o melhor de tudo, impondo o próprio estilo sem soar auto-indulgente) e a cozinha soando poderosíssima.

Entra no meu top 10 de 2011 FÁCIL.

Wotton Cruz disse...

Mais um belo trabalho do Chickenfoot!

Wotton Cruz disse...

Mais um belo trabalho do Chickenfoot!

Eduardo disse...

Ja disse 1 milhão de vezes e repito. Melhor ano de lançamentos do século até agora.

Silver disse...

Dizer que Michael Anthony é um baixista comum só pode ser piada. Aumente o grave do seu som quando for ouvir músicas como Hot For Teacher e Without You para sacar que o cara é muito técnico, mas não precisa ficar se exibindo até porque não é a proposta do Van Halen. Além disso, seus backing vocals são destruidores.

Se ele fosse apenas sortudo, não teria ficado tanto tempo no Van Halen, nem seria convidado para o Chickenfoot. Até porque o mundo da música não depende de sorte.

Anônimo disse...

Michael Anthony não é o melhor baixista do mundo, há muitos melhores que ele, mas dizer que ele é ruim... é sacanagem... o cara tem o seu valor! E tocar tanto tempo com um deus das seis cordas deve significar algo também.

Rafael (Melão) disse...

Olooko! O dia hoje ta pra novidades boas só!!!

Carlos disse...

Hoje vim ouvindo no onibus a caminho do trabalho... Ganhei meu dia!!!!!!!!!!
Sou muito fa o trabalho de todos eles e realmente provam que fazem Rock n' Roll de qualidade... O Satriani sempre surpreendendo, provando que pode sim ser um guitarrista de banda!!!!!!!
The best!!!!!!!!!!!!!
Kamelo - RJ

Victor Nazário disse...

Fala Galera !!!!!
Mais um petardo, vocês são realmente phoddas !!!!
Pô, não sou de ficar levantand bola pra polêmicas, mas Michael Anthony é um puta baixista. Quem nunca assistiu shows do Van Halen, nunca tocou um instrumento, talvez seja perdoado por tal heresia, mas caso contrário, procure informar-se melhor.
Por acaso, tive a sorte de assistir ao show do Van Halen aqui no Brasil em 1982. PQP, segurar o andamento da músicas enquanto Halen Brother´s fazem as firulas mais insanas não é pra qualquer um, tem que ser muito bom, e no mais, a muito não se vê alguém que toca pra música, sem masturbações musicais e ainda, consegue cantar, pracarái, tocando ao mesmo tempo.
Desculpem o desabafo, mas justiça seja feita.
Abraços !!!!

Alceu disse...

Opa!

Ó rapázi, até o GSM apareceu por aki hoje ó xD

Bom, vô baixando o disco tbm! Eu até que gostei do primeiro album e se esse superar aquele já tá fodão!

Valeu pelo post!!

Anônimo disse...

Obrigado mais uma vez por fazer a alegria da galera! Valeu!
Ass: Biugueits.

Anônimo disse...

Só tenho um comentário obre essa postagem : OH!YEAH!C´mon baby...
O choque do primeiro álbum foi tão grande,q eu eu até achei que não tinha gostado, por estar acostumado com a carreira solo do Hagar...ele tirou a bermuda e colocou calças, spatos, e fez um som mais pesado, ehehe.chickenfoot é um dos meus discos favoritos, tomara que o III seja tão bom quanto esse!

Valeu, combe!
Valeu!

durval lemos disse...

só fera...baixando pra conhecer

Anônimo disse...

Boa tarde, motorista. Como cheguei um pouco atrasado, o link foi desativado...buaaaa... teria como coloca-lo no mediafire, la eu consegui baixar o ep... valeu por todos os posts...abraços.