Lembre-se

Comentar em alguma postagem não irá lhe custar mais do que alguns segundos. Não seja um sanguessuga - COMENTE nas postagens que apreciar!

Os links para download estão nos comentários de cada postagem.

Acesse: www.vandohalen.com.br

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Shortino/Northrup – Afterlife [2004]


Em 1993, Paul Shortino e JK Northrup, dois talentos natos, uniram forças e lançaram Back On Track, simplesmente um dos melhores discos de Hard Rock de todos os tempos. Mesmo não alcançando o retorno comercial esperado, a parceria ganhou status de cult, fazendo com que muitos “caçadores de relíquias” corressem atrás. O súbito interesse fez com que houvesse inclusive um relançamento comemorando os dez anos do produto original, com quatro bonus-tracks, que é a versão que disponibilizamos aqui na Combe tempos atrás.

Com o faro sempre astuto, a Frontiers Records chamou a dupla onze anos mais tarde e os fez unir forças novamente para trabalhar em um novo álbum. “Afterlife” é um disco mais diversificado, trazendo faixas que passam pelo AOR, o Melodic Rock e até buscando sonoridades mais atuais. Não chega ao nível de seu antecessor, mas ainda assim tem qualidade de sobra para ser apreciado. Shortino mostra, mais uma vez, porque era afilhado de ninguém menos que Ronnie James Dio e recentemente se tornou fiel escudeiro de Carmine Appice.



A abertura com “Here I Am” já evidencia o lado mais melódico em comparação com o trabalho anterior. Mas é impossível deixar de citar como grande destaque a balada “Like A Stone”, simplesmente uma das mais lindas compostas nos últimos anos no gênero. A simplicidade do arranjo dá um charme todo especial, criando um momento único. Já “Crazy Mind” conta com a participação de Johnny Edwards, curiosamente a quem Paul substituiu no King Kobra. As peças que a vida prega são incríveis. A suingada “Crossfire” também merece destaque, especialmente pela categoria de JK.

Aliás, o guitarrista brilha sozinho na instrumental “Mark My Words”, verdadeiro show de feeling e técnica, como só os grandes do instrumento sabem fazer. Uma bela oportunidade para conferir o trabalho de dois dos nomes mais subestimados do Hard Rock. Mas o tempo se encarrega de fazer justiça, e a internet proporciona o espaço necessário para recuperarmos essas pérolas perdidas.



Paul Shortino (vocals)
JK Northrup (guitars, bass, synth)
B.E. Haggard (drums)
Nir Averbuch (piano)
Johnny Edwards (additional vocals on "Crazy Mind")
Tommy Denander (guitar solo on “Feel Again”)

01. Here I Am
02. Afterlife
03. Like A Stone
04. Crazy Mind
05. Feel Again
06. Crossfire
07. Slave
08. Gypsy Soul
09. Mark My Words
10. As I Fall
11. Prisoner

Link nos comentários
Link on the comments


JAY

11 comentários:

Anônimo disse...

Shortino/Northrup – Afterlife [2004]

62 MB
192 kbps

http://www.multiupload.com/RZ7HGCJRML

Ito disse...

Só a capa!!!!!!!! rsrs, vlw..

Ricardo Brovin disse...

Shortino tem um vocal simplesmente sensacional!!!!valeu pela pérola...abraço

`Pacheco´ disse...

nunca ouvi falar
mas ja hestou baixando para conferir
obrigado jay
bom trabalho
=J

Anônimo disse...

Valeu Jay, esses caras são simplesmente sensacionais. Vou até mesmo procurar mais materiais dessa banda, como o Back of Track que você falou.

Enfim, muito obrigado, a Combe sempre arregaçando nas postagens.

Bianca&Beatriz disse...

kkkkkk baixei so pela capa tambm! Vou ouvir e conhecer a banda.

Carlos disse...

Paul Shortino canta demais, nota 10. Grato !

Anônimo disse...

Do K-Raaalhoooo
Xandão Minucci

Anônimo disse...

Jeff Northrup também bateu cartão de ponto no King Kobra.

Quando o "BOT" saiu, um brother comprou o CD e gravou uma fita pra mim, eu ouvi muito!
Tem músicas fenomenais e Paul Shortino realmente é um dos melhores do gênero. Além de detonar nos vocais inesquecíveis dos dois álbuns do Rough Cutt, e no "QRIII" do Quiet Riot, acredito que ele merecia mais sucesso do que outros caras que não chegam perto sequer do nível de interpretação dele. Pois é isso o que ele é, além de um ótimo cantor, é também um intérprete que sabe dosar os momentos calmos com os mais energéticos, passando muita categoria e estilo.
E é claro que seria bom em qualquer outra banda, até no King Kobra, que originalmente tinha um cantor fora de série.

Long Live Rock'n'Roll!

Anônimo disse...

valeu por mais este post! Obrigado!

dnlz disse...

Realmente o Shortino merecia ter sido mais reconhecido, grande talento! Valeu!!!!!!!!